Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Unidos da Vila em Diadema

O ex-prefeito Gilson Menezes rouba a cena, ora como destaque na Escola de Samba Unidos do Casa Grande, o Casão, ora como integrante da comissão de frente da escola campeã


Ademir Medici

24/02/2020 | 07:28


“Colombina vai ao baile com o palhaço/Porém dança com o Pierrô até o fim/Mas na hora de ir prá casa/Ela vai com o Arlequim.”
Terceiro Homem, marcha de Arlindo Marques Jr e Roberto Roberti (do livreto editado pela Agremiação Cultural Estudantil de São Bernardo para o Carnaval de 1953).

As oito escolas de samba desfilando no domingo, os blocos carnavalescos, na segunda-feira, e toda Diadema se concentrou ao longo da Avenida Fábio Eduardo Ramos Esquivel, a antiga Avenida Marginal, entre as ruas Silvio Donini e Orêncio, para ver o Carnaval de Rua da cidade em 1990.
A Prefeitura colaborou com uma verba de 250 mil cruzados, recebidos pela Ucesbd (União Cultural das Escolas e Blocos de Diadema) e repassados às agremiações. Foi tão bom que os mais jovens até subiram em árvores para ver o samba passar.
A apuração foi no Ginásio Poliesportivo de Piraporinha.

CLASSIFICAÇÃO
1 – Unidos da Vila, 98 pontos, com o enredo Mazzaropi.
2 – Unidos do Casão, África, Seus Filhos Perdidos, e Unidos do Serraria, Os Imigrantes. Empate, 96 pontos para cada uma. No quesito Harmonia, que desempataria, o juiz não deu nota para a Unidos do Serraria, e fez uma observação: “Impecável”. Valeu nota 10 e o empate contestado pela Unidos do Casão.
3 – Unidos da Vila Alice, 87, Riquezas do Mundo em que o Homem Depredou.
4 – Raposa, 80, Primavera, Rainha das Estações.
5 – Acadêmicos de Eldorado, 74, Verde que Te Quero Verde.
6 – Acadêmicos da Liberdade, 61, Vamos Embora, Brasil Adolescente.
7 – Estrela Dalva, 52, Bahia.
Nota – A exemplo de Mauá, Diadema também investia no Carnaval de rua, seguindo os modelos tradicionais de Santo André e São Bernardo. E com um diferencial: a realização dos bailes ao ar livre.
Unidos da Vila, do Casão, da Vila Alice, gente do bairro Serraria... onde estão vocês neste 2020?
Ou muito nos enganamos, mas o tema da Acadêmicos de Eldorado foi uma homenagem ao pároco, padre Odair, palmeirense fanático, cujas igrejas da sua paróquia eram todas pintadas de verde, “que te quero verde”.

Diário há 30 anos

Sábado, 24 de fevereiro de 1990 – Ano 32, edição 7311
Manchete – Inflação de fevereiro é de 72,78%: novo recorde.
Cena Política (Joaquim Alessi) – Políticos em geral deixam de lado a farra para cair direto na Folia.
Estradas – Batida de 32 carros congestiona a Rodovia dos Imigrantes.
Automobilismo (Percy Faro) – Monza EF 500 da GM: luxo e desempenho.
Futebol – Ontem, no estádio de Ferrazópolis, Palestra e EC São Bernardo ficam no O a O pela segunda rodada da Copa Esportes Cassettari; no outro jogo, Monte Negro 1, Jabaquara 1.
Polícia – Quadrilha invadia chácaras de barco, através da Billings.

Em 24 de fevereiro de...
1920 – Domingo e segunda-feira de Carnaval com forte aguaceiro. Mesmo assim, saem os corsos no Centro, Avenida Paulista e Brás. Batalhas de confetes e serpentinas são realizadas. Bailes luxuosos na Rotisserie Sportsman, Trianon e Grêmio Dramático Almeida Garrett.
n Lançada a pedra fundamental do Palácio da Justiça, em São Paulo, projeto do escritório de Ramos de Azevedo.
1940 – No feriado comemorativo à data da última Constituição brasileira, são hasteadas as bandeiras na fachada do edifício do Tiro 34, em Santo André.
1960 – A Rádio Patrulha do ABC ganha três novas peruas, entregues às delegacias de polícia de Santo André, São Bernardo e São Caetano.
1970 – Transborda o Ribeirão dos Pires. Indústria Constanta invadida pelas águas. Encobertas a Praça Sabará e a Rua da Colina, no Centro de Ribeirão Pires.
n Prefeito Newton Brandão, de Santo André, assina contrato com a firma Algons Gehling, para a construção do edifício do TG 285, na Vila Alpina.
n Arquiteto Rodolpho Mansueto Dini, secretário de Obras, anuncia o ajardinamento do Centro Cívico de Santo André e a construção de estacionamento em torno do Paço para 300 veículos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Unidos da Vila em Diadema

O ex-prefeito Gilson Menezes rouba a cena, ora como destaque na Escola de Samba Unidos do Casa Grande, o Casão, ora como integrante da comissão de frente da escola campeã

Ademir Medici

24/02/2020 | 07:28


“Colombina vai ao baile com o palhaço/Porém dança com o Pierrô até o fim/Mas na hora de ir prá casa/Ela vai com o Arlequim.”
Terceiro Homem, marcha de Arlindo Marques Jr e Roberto Roberti (do livreto editado pela Agremiação Cultural Estudantil de São Bernardo para o Carnaval de 1953).

As oito escolas de samba desfilando no domingo, os blocos carnavalescos, na segunda-feira, e toda Diadema se concentrou ao longo da Avenida Fábio Eduardo Ramos Esquivel, a antiga Avenida Marginal, entre as ruas Silvio Donini e Orêncio, para ver o Carnaval de Rua da cidade em 1990.
A Prefeitura colaborou com uma verba de 250 mil cruzados, recebidos pela Ucesbd (União Cultural das Escolas e Blocos de Diadema) e repassados às agremiações. Foi tão bom que os mais jovens até subiram em árvores para ver o samba passar.
A apuração foi no Ginásio Poliesportivo de Piraporinha.

CLASSIFICAÇÃO
1 – Unidos da Vila, 98 pontos, com o enredo Mazzaropi.
2 – Unidos do Casão, África, Seus Filhos Perdidos, e Unidos do Serraria, Os Imigrantes. Empate, 96 pontos para cada uma. No quesito Harmonia, que desempataria, o juiz não deu nota para a Unidos do Serraria, e fez uma observação: “Impecável”. Valeu nota 10 e o empate contestado pela Unidos do Casão.
3 – Unidos da Vila Alice, 87, Riquezas do Mundo em que o Homem Depredou.
4 – Raposa, 80, Primavera, Rainha das Estações.
5 – Acadêmicos de Eldorado, 74, Verde que Te Quero Verde.
6 – Acadêmicos da Liberdade, 61, Vamos Embora, Brasil Adolescente.
7 – Estrela Dalva, 52, Bahia.
Nota – A exemplo de Mauá, Diadema também investia no Carnaval de rua, seguindo os modelos tradicionais de Santo André e São Bernardo. E com um diferencial: a realização dos bailes ao ar livre.
Unidos da Vila, do Casão, da Vila Alice, gente do bairro Serraria... onde estão vocês neste 2020?
Ou muito nos enganamos, mas o tema da Acadêmicos de Eldorado foi uma homenagem ao pároco, padre Odair, palmeirense fanático, cujas igrejas da sua paróquia eram todas pintadas de verde, “que te quero verde”.

Diário há 30 anos

Sábado, 24 de fevereiro de 1990 – Ano 32, edição 7311
Manchete – Inflação de fevereiro é de 72,78%: novo recorde.
Cena Política (Joaquim Alessi) – Políticos em geral deixam de lado a farra para cair direto na Folia.
Estradas – Batida de 32 carros congestiona a Rodovia dos Imigrantes.
Automobilismo (Percy Faro) – Monza EF 500 da GM: luxo e desempenho.
Futebol – Ontem, no estádio de Ferrazópolis, Palestra e EC São Bernardo ficam no O a O pela segunda rodada da Copa Esportes Cassettari; no outro jogo, Monte Negro 1, Jabaquara 1.
Polícia – Quadrilha invadia chácaras de barco, através da Billings.

Em 24 de fevereiro de...
1920 – Domingo e segunda-feira de Carnaval com forte aguaceiro. Mesmo assim, saem os corsos no Centro, Avenida Paulista e Brás. Batalhas de confetes e serpentinas são realizadas. Bailes luxuosos na Rotisserie Sportsman, Trianon e Grêmio Dramático Almeida Garrett.
n Lançada a pedra fundamental do Palácio da Justiça, em São Paulo, projeto do escritório de Ramos de Azevedo.
1940 – No feriado comemorativo à data da última Constituição brasileira, são hasteadas as bandeiras na fachada do edifício do Tiro 34, em Santo André.
1960 – A Rádio Patrulha do ABC ganha três novas peruas, entregues às delegacias de polícia de Santo André, São Bernardo e São Caetano.
1970 – Transborda o Ribeirão dos Pires. Indústria Constanta invadida pelas águas. Encobertas a Praça Sabará e a Rua da Colina, no Centro de Ribeirão Pires.
n Prefeito Newton Brandão, de Santo André, assina contrato com a firma Algons Gehling, para a construção do edifício do TG 285, na Vila Alpina.
n Arquiteto Rodolpho Mansueto Dini, secretário de Obras, anuncia o ajardinamento do Centro Cívico de Santo André e a construção de estacionamento em torno do Paço para 300 veículos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;