Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Olhar minucioso sobre o violão

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Artista plástico de Mauá, Dener de Sousa apresenta mostra inédita com 19 peças


Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

21/02/2020 | 23:55


Depois de trabalhar incansavelmente, por mais de ano, na mostra individual Do Verbo se Fez Arte e na exposição coletiva Coleta ABC – que rodou todas as cidades da região –, o artista plástico de Mauá Dener de Sousa embarca em outra empreitada.

Ele apresenta, na Pinacoteca de Mauá, situada no saguão do Teatro Municipal, a mostra inédita Ressoar no Tempo – A História do Violão, que fica em cartaz até 29 de março, com visitação gratuita.

Trata-se da nova safra de trabalhos do artista, que surgem com a sugestão de contar a história de um dos mais tradicionais instrumentos do mundo, o violão, sua trajetória, surgimento e desenvolvimento. “Os trabalhos foram realizados entre 2018 e 2020”, adianta.

O contato do mauaense com a música sempre se deu de forma amadora. Mas ele explica que a ideia de realizar uma exposição para contar a história e a evolução do violão surgiu após uma conversa com o maestro violonista Robson Miguel, de Ribeirão Pires. “Minha parceria com Robson neste projeto se inicia quando ele me apresentou seus estudos sobre a evolução do domínio humano no controle dos sons até a concepção atual do instrumento musical”, explica.

Foi quando veio a ideia de retratar de forma visual os estudos do Robson Miguel, “resultando neste conjunto de obras que compõem a exposição”.

Dener explica que, ao longo da produção dessa safra e dos estudos para ela, o que lhe chamou a atenção foi  a persistência humana ao longo da história, “no desejo de utilizar  os sons como canal de  expressão de seus sentimentos e pensamentos”.

No total, a exposição é ilustrada por 19 peças. Dener adianta que nenhuma delas pode ser comprada, por ora, pois há a intenção de que a exposição corra por outras cidades. Em cada uma das obras há pequenos textos com breve explicação sobre o instrumento retratado.

E, para criar, Dener continua tentando manter a união entre a arte e a consciência ecológica, sempre reutilizando materiais. Por isso, agora não foi diferente. Todas as obras foram produzidas sobre papel paraná, “que é a sobra da produção de uma empresa de sublimação de tecidos, onde retiro as folhas que seriam descartadas e as ressignifico. Após a sua preparação, as transformando em suporte para minha expressão artística”.

Ressoar no Tempo – A História do Violão – Exposição. Na Pinacoteca de Mauá – Rua Gabriel Marques, 353. Até dia 29 de março. Visitação das 8h às 12h, e das 13h às 17h. Entrada gratuita.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Olhar minucioso sobre o violão

Artista plástico de Mauá, Dener de Sousa apresenta mostra inédita com 19 peças

Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

21/02/2020 | 23:55


Depois de trabalhar incansavelmente, por mais de ano, na mostra individual Do Verbo se Fez Arte e na exposição coletiva Coleta ABC – que rodou todas as cidades da região –, o artista plástico de Mauá Dener de Sousa embarca em outra empreitada.

Ele apresenta, na Pinacoteca de Mauá, situada no saguão do Teatro Municipal, a mostra inédita Ressoar no Tempo – A História do Violão, que fica em cartaz até 29 de março, com visitação gratuita.

Trata-se da nova safra de trabalhos do artista, que surgem com a sugestão de contar a história de um dos mais tradicionais instrumentos do mundo, o violão, sua trajetória, surgimento e desenvolvimento. “Os trabalhos foram realizados entre 2018 e 2020”, adianta.

O contato do mauaense com a música sempre se deu de forma amadora. Mas ele explica que a ideia de realizar uma exposição para contar a história e a evolução do violão surgiu após uma conversa com o maestro violonista Robson Miguel, de Ribeirão Pires. “Minha parceria com Robson neste projeto se inicia quando ele me apresentou seus estudos sobre a evolução do domínio humano no controle dos sons até a concepção atual do instrumento musical”, explica.

Foi quando veio a ideia de retratar de forma visual os estudos do Robson Miguel, “resultando neste conjunto de obras que compõem a exposição”.

Dener explica que, ao longo da produção dessa safra e dos estudos para ela, o que lhe chamou a atenção foi  a persistência humana ao longo da história, “no desejo de utilizar  os sons como canal de  expressão de seus sentimentos e pensamentos”.

No total, a exposição é ilustrada por 19 peças. Dener adianta que nenhuma delas pode ser comprada, por ora, pois há a intenção de que a exposição corra por outras cidades. Em cada uma das obras há pequenos textos com breve explicação sobre o instrumento retratado.

E, para criar, Dener continua tentando manter a união entre a arte e a consciência ecológica, sempre reutilizando materiais. Por isso, agora não foi diferente. Todas as obras foram produzidas sobre papel paraná, “que é a sobra da produção de uma empresa de sublimação de tecidos, onde retiro as folhas que seriam descartadas e as ressignifico. Após a sua preparação, as transformando em suporte para minha expressão artística”.

Ressoar no Tempo – A História do Violão – Exposição. Na Pinacoteca de Mauá – Rua Gabriel Marques, 353. Até dia 29 de março. Visitação das 8h às 12h, e das 13h às 17h. Entrada gratuita.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;