Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 31 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Por que é preciso ter
senhas de segurança?

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Combinações de letras, números e caracteres especiais protegem contra ataques de bandidos


Luís Felipe Soares

22/02/2020 | 23:58


A existência de senhas de seguranças para acesso a contas em diferentes sites, plataformas e redes sociais na internet protege os usuários para que não tenham suas informações pessoais, casos de nomes completos, números de documentos, registro de endereços e dados bancários, roubadas por ladrões virtuais. Pessoas mal-intencionadas buscam esse conhecimento para gerar danos à imagem da vítima de diversas maneiras. Entre as complicações estão contratação de serviços em nome da pessoa, se passando pelo indivíduo para entrar em contato com conhecidos (podendo enganar para realizar várias coisas negativas, como um empréstimo financeiro, que não será devolvido) e o roubo de dinheiro de uma conta bancária acessada por um bandido.

No universo virtual, as senhas são formadas a partir da junção de letras, números e caracteres especiais. A ideia é que a combinação tenha certa lógica somente para a pessoa que a criou, o que a deixa especial e única. Esse recursos de segurança existe bem antes da invenção das ferramentas tecnológicas atuais. Palavras especiais já serviram para reconhecer integrantes de um grupo específico e certos termos eram usados para acessar lugares restritos, por exemplo.

Atualmente, algumas dessas informações pessoais sempre são pedidas na hora de se abrir uma página individual em sites, como Facebook e Instagram, e na abertura de logins dentro de jogos, entre eles League of Legends e Pokémon GO, além de serem necessárias para a criação de endereços de e-mail. A recomendação de especialistas é a de que uma mesma combinação não seja utilizada para todas as coisas, mesmo que seja mais fácil para se memorizar. 

DICAS

As chamadas ‘senhas fracas’, com palavras simples, nome pessoal e de familiares e até mesmo o apelido de um bicho de estimação, são vulneráveis a possíveis ciberataques. Sequências numéricas, caso de 123456, também representam riscos à privacidade e não devem ser usadas como combinações.

Parte das dicas para se ter uma proteção forte inclui junções de dez ou mais caracteres, utilizar letras maiúsculas e minúsculas e mesclar números e itens especiais (a exemplos de @ ou #) no mesmo termo. Trocar a senha de vez em quando também ajuda bastante a pessoa a manter suas informações seguras.

É preciso ter cuidado com links recebidos que solicitam digitar usuários e senhas de outros sites, uma vez que podem ser endereços mentirosos

Não é recomendado acessar logins pessoais em computadores de uso comum, como os disponibilizados em lan houses e bibliotecas

Consultoria de Daniel Barbosa, especialista em segurança da informação da Eset, desenvolvedora internacional de soluções de segurança cibernética para empresas e clientes comuns.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;