Fechar
Publicidade

Domingo, 29 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Sem Yoshio, PT mira Vaguinho em Diadema


Raphael Rocha

21/02/2020 | 00:01


A cúpula do PT de Diadema negociava com o vereador Ricardo Yoshio a indicação de vice na chapa que será liderada pelo ex-prefeito José de Filippi Júnior (PT) na eleição à Prefeitura. Mas o parlamentar fechou com o PSDB, inviabilizando qualquer parceria política neste ano. Agora, o foco é o ex-vereador e ex-prefeiturável Vaguinho do Conselho, recentemente expulso do Republicanos. Vaguinho foi candidato a prefeito em 2016, chegou ao segundo turno, mas perdeu para o atual prefeito, Lauro Michels (PV). Naquela etapa do pleito, petistas apoiaram Vaguinho. O que ainda cria empecilho a uma dobrada é a situação jurídica de Vaguinho. Ele foi condenado por abuso de poder econômico naquela eleição, mas garante que está apto para concorrer a um cargo público.

BASTIDORES

Corrida
Diretor do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC em Diadema, Claudionor Vieira do Nascimento (foto) comunicou internamente que não vai mais disputar a vaga de vice na chapa encabeçada pelo ex-prefeito José de Filippi Júnior (PT) na eleição majoritária de Diadema. O vereador Ronaldo Lacerda (PT) ainda se coloca na concorrência. Tanto que tem falado a aliados que já desistiu de buscar novo mandato na Câmara, independentemente do seu futuro eleitoral. Filippi já considera abrir espaço a partidos aliados.

Fortalecimento
A foto dos vereadores Rafael Demarchi (Republicanos), Mauro Miaguti (DEM) e Julinho Fuzari (Cidadania) publicada nesta coluna ontem, que retrata conversa do trio sobre a eleição de São Bernardo, foi interpretada nos corredores da Câmara como fortalecimento de uma candidatura própria do PSL. A sigla quer lançar um nome na corrida majoritária da cidade e os três garantem que estão juntos politicamente.

Apoio
Ex-primeira-dama de Ribeirão Pires, Michelle Mariz anunciou apoio à pré-candidatura ao Paço do ex-prefeito Clóvis Volpi (PL). Ela, que foi casada com o ex-prefeito Saulo Benevides (Avante), tem convite para ser candidata a vereadora na eleição deste ano. Saulo sucedeu Volpi na Prefeitura, em 2012. Criticou e foi criticado pelo político.

Comentário
O vereador Willians Bezerra (PT) foi à tribuna na terça-feira reclamar da onda de assaltos à Emeief Manoel de Oliveira, no Jardim das Maravilhas, em Santo André. Listou que, em aproximadamente dois anos, 17 furtos e danos foram registrados na unidade. O parlamentar Professor Minhoca (PSDB), governista, decidiu intervir no comentário do colega. “É mais fácil então matricular o bandido na escola.”

Conjecturas – 1
O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), definiu que vai trabalhar com a composição de quatro partidos em seu arco de aliados na eleição deste ano. PSDB, PL (cujo expoente é seu filho, o deputado estadual Thiago Auricchio) e Cidadania (do deputado federal e aliado de primeira hora Alex Manente) já estão garantidos. Podemos, PSB, MDB e Solidariedade disputam essa última vaga.

Conjecturas – 2
A tendência é a de que o PSB esteja fora da lista de apoio à tentativa de reeleição do prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB). A primeira sinalização mais clara foi dada nesta semana, com a saída do presidente interino da Câmara de São Caetano, Edison Parra, do comando do PSB são-caetanense. Parra é aliado histórico de Auricchio e deve se encaminhar para uma das siglas do arco auricchista. Assim, o PSB deve caminhar com a oposição. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;