Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Água Santa pode lucrar R$ 1 milhão contra o Timão

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Netuno inflaciona em 500% o ingresso e aposta em ineditismo do duelo de sábado


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

19/02/2020 | 23:30


O Água Santa aposta alto que pode recuperar parte do valor investido para esta temporada no duelo contra o Corinthians, sábado, às 15h, no Inamar, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. Tanto que a diretoria do Netuno resolveu aumentar em 500% o valor do ingresso para a partida – custa R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia) – confiando que o ineditismo do encontro possa levar grande público ao estádio de Diadema.

Como colocou 10 mil ingressos à venda – sendo 7.000 para os corintianos e 3.000 para os anfitriões – o Água Santa pode faturar R$ 1,2 milhão de renda bruta, isso na melhor das hipóteses, contando que nenhum torcedor use benefício da meia-entrada – que favorece estudantes e portadores de necessidades especiais. Como geralmente a proporção de quem tem direito ao desconto é sempre maior, a estimativa é que o time de Diadema, se conseguir vender todos os bilhetes, arrecade algo em torno de R$ 700 mil, já descontando gastos para a realização da partida, como aluguel de ambulância, bilheteiros, controle de doping, orientadores e seguranças.

A quantia é considerável para um clube pequeno do Paulistão, mas provavelmente é insuficiente para pagar um mês de salários. A diretoria do Água Santa não revela o valor da folha de pagamento nem quanto precisou investir na montagem do elenco, mas apuração do Diário aponta que o clube gaste em torno de R$ 1 milhão por mês com a folha de pagamento, além de dividir entre os jogadores e comissão técnica R$ 120 mil por partida em prêmio no caso de vitória.

Para ter dimensão do que representa esse jogo do Corinthians no orçamento, nos três primeiros duelos como mandante no Campeonato Paulista, o Água Santa arrecadou exatos R$ 212.769,99 em bilheteria, ou seja, um terço do que projeta receber apenas na partida de sábado.

Será o primeiro duelo entre Netuno e Timão na história e o debute de um grande no Inamar – em 2016, quando disputou o Paulistão, o Netuno mandou o jogo contra o Palmeiras em Presidente Prudente.

EXPECTATIVA
Enquanto a diretoria trabalha fora de campo para tentar lotar o Inamar, os jogadores mostram foco total na partida, que é importante também na luta do Água Santa para se afastar da zona de rebaixamento para a Série A-2.

Capitão e um dos jogadores mais experientes do elenco, o zagueiro Walisson Maia, 28 anos, deu a dimensão do duelo. “Todo time quer enfrentar o Corinthians. É um jogo importante. Vai entrar para a história do Água Santa. Com certeza, a casa estará cheia. Vai ser partida dura, mas faremos o nosso melhor para conquistar grande resultado dentro de casa”, projeta.(colaborou Dérek Bittencourt) 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Água Santa pode lucrar R$ 1 milhão contra o Timão

Netuno inflaciona em 500% o ingresso e aposta em ineditismo do duelo de sábado

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

19/02/2020 | 23:30


O Água Santa aposta alto que pode recuperar parte do valor investido para esta temporada no duelo contra o Corinthians, sábado, às 15h, no Inamar, pela sétima rodada do Campeonato Paulista. Tanto que a diretoria do Netuno resolveu aumentar em 500% o valor do ingresso para a partida – custa R$ 120 (inteira) e R$ 60 (meia) – confiando que o ineditismo do encontro possa levar grande público ao estádio de Diadema.

Como colocou 10 mil ingressos à venda – sendo 7.000 para os corintianos e 3.000 para os anfitriões – o Água Santa pode faturar R$ 1,2 milhão de renda bruta, isso na melhor das hipóteses, contando que nenhum torcedor use benefício da meia-entrada – que favorece estudantes e portadores de necessidades especiais. Como geralmente a proporção de quem tem direito ao desconto é sempre maior, a estimativa é que o time de Diadema, se conseguir vender todos os bilhetes, arrecade algo em torno de R$ 700 mil, já descontando gastos para a realização da partida, como aluguel de ambulância, bilheteiros, controle de doping, orientadores e seguranças.

A quantia é considerável para um clube pequeno do Paulistão, mas provavelmente é insuficiente para pagar um mês de salários. A diretoria do Água Santa não revela o valor da folha de pagamento nem quanto precisou investir na montagem do elenco, mas apuração do Diário aponta que o clube gaste em torno de R$ 1 milhão por mês com a folha de pagamento, além de dividir entre os jogadores e comissão técnica R$ 120 mil por partida em prêmio no caso de vitória.

Para ter dimensão do que representa esse jogo do Corinthians no orçamento, nos três primeiros duelos como mandante no Campeonato Paulista, o Água Santa arrecadou exatos R$ 212.769,99 em bilheteria, ou seja, um terço do que projeta receber apenas na partida de sábado.

Será o primeiro duelo entre Netuno e Timão na história e o debute de um grande no Inamar – em 2016, quando disputou o Paulistão, o Netuno mandou o jogo contra o Palmeiras em Presidente Prudente.

EXPECTATIVA
Enquanto a diretoria trabalha fora de campo para tentar lotar o Inamar, os jogadores mostram foco total na partida, que é importante também na luta do Água Santa para se afastar da zona de rebaixamento para a Série A-2.

Capitão e um dos jogadores mais experientes do elenco, o zagueiro Walisson Maia, 28 anos, deu a dimensão do duelo. “Todo time quer enfrentar o Corinthians. É um jogo importante. Vai entrar para a história do Água Santa. Com certeza, a casa estará cheia. Vai ser partida dura, mas faremos o nosso melhor para conquistar grande resultado dentro de casa”, projeta.(colaborou Dérek Bittencourt) 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;