Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 31 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Reserva natural no Paraná é boa opção para fugir do Carnaval

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Uma expedição levará os visitantes pelo leito do rio até uma cachoeira de quase 100 metros de altura.


Redação
Do Rota de Férias

19/02/2020 | 14:18


A Reserva Natural Salto Morato, em Guaraqueçaba (PR), promoverá uma experiência única para quem deseja fugir da farra do Carnaval e entrar em contato com a natureza. No domingo (23), será aberta para visitação a trilha aquática no Rio Morato, uma expedição que levará os visitantes pelo leito do rio até uma cachoeira de quase 100 metros de altura.

LEIA MAIS: CARNAVAL 2020: DESTINOS BRASILEIROS PARA FUGIR DA FARRA
DIVERSÃO E NATUREZA: OS MELHORES LUGARES PARA CONHECER NO BRASIL

Trilha pela reserva natural no Paraná

A trilha terá início às 8h30. Ao longo do trajeto, os visitantes irão encontrar uma prainha fluvial, o aquário natural da reserva – um espaço onde é possível tomar banho com os peixes e aproveitar o sol – e um grande poço para mergulho.

Os aventureiros seguirão contra a correnteza do rio, passando por trechos de profundidade variada até chegar à cachoeira Salto Morato. A experiência é classificada com nível médio/difícil de dificuldade, devido às pedras e à correnteza, mas em nenhum momento o visitante fica totalmente submerso.

O trajeto tem duração aproximada de quatro horas e a previsão de retorno para o Centro de Visitantes da Reserva é às 13h. O caminho de volta será feito por trilha de terra de fácil acesso.

Para entrar na reserva, os interessados devem pagar R$ 20, além do ingresso da trilha aquática, que custa R$ 30. São 10 vagas por grupo (indicadas a adultos sem limitações físicas) e as inscrições devem ser feitas antecipadamente.  A Reserva é mantida pela Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e fica localizada a 160 km de Curitiba, totalizando uma viagem de cerca de quatro horas de carro.

Uma dica essencial é levar alimentos leves, de preferência com embalagens resistentes à água (barra de cereal, frutas e garrafa d’água), repelente, chapéu, blusa fina de manga comprida e calça leve para proteger dos mosquitos e do sol, roupa de banho de secagem rápida e proteção para equipamento de vídeo e fotografia. O ideal é usar mochilas leves, que evitem o desgaste físico e permitam que as mãos estejam sempre livres. Botas fechadas de cano alto ou sapatilhas antiderrapante também são recomendados.

Cataratas e cachoeiras mais famosas do mundo



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;