Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 31 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Kiko processa Dedé e pede indenização


Raphael Rocha

19/02/2020 | 00:01


No mês passado, esta coluna mostrou que o prefeito de Ribeirão Pires, Adler Kiko Teixeira (PSB), havia se aproximado do ex-vice-prefeito Edinaldo de Menezes, o Dedé (Cidadania). Um foi rival do outro na eleição de 2016 e, por três anos, viveram às turras na política local. O acordo é para apoio no pleito deste ano, mas o período de brigas gerou uma situação, no mínimo, incômoda. Poucos dias depois da bandeira branca, Kiko processou Dedé por uma reportagem veiculada no jornal da família do ex-vice-prefeito, a Folha de Ribeirão Pires, contra o socialista. Kiko alega que a matéria jornalística, citando caso da época em que ele foi prefeito de Rio Grande da Serra, não condizia com a verdade e pediu pagamento de indenização de pelo menos R$ 20 mil a título de danos morais.

BASTIDORES

Atualização
O juiz Sérgio Noboru Sakagawa, da 3ª Vara Cível de São Caetano, recebeu protocolo de atualização da Prefeitura dentro do processo movido pelo governo José Auricchio Júnior (PSDB) contra agentes que capitanearam o Natal Iluminado de 2016. O documento indica quanto a administração sugere de bloqueio de bens dos envolvidos em suspeita de desvio de recursos na campanha natalina de quatro anos atrás. O Executivo quer que o valor de R$ 1 milhão seja bloqueado das contas do ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM), do ex-superintendente da Aciscs (Associação Comercial e Industrial de São Caetano) e de outros agentes públicos. Com a atualização, o pedido está na mesa do magistrado para uma decisão.

Posse
Suplente de vereadora do MDB de São Caetano, Andreia Neves tomou posse interinamente do mandato, no lugar do presidente da Câmara, Pio Mielo (MDB), que pediu licença de 15 dias da função. Ela recebeu 726 votos na eleição de 2016. “Assumo este desafio como um dos dias mais importantes da minha trajetória política, sempre voltada às pautas sociais e da mulher, visando a melhoria e ampliação das ações que efetivamente melhoram a vida das pessoas.”

Internado
Ex-prefeito de Diadema, Gilson Menezes (PSB) está internado em estado grave na UTI em um hospital na cidade de São Bento do Sul, em Santa Catarina. Ele tem passado por hemodiálise em busca de transplante de rins – há três anos está na fila – e, recentemente, teve pico de pressão decorrente da doença. Os médicos deram esperança para a família para melhora do político. Gilson foi prefeito de Diadema duas vezes: 1983-1988 e 1997-2000. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;