Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Comissão quer elaborar pacto de inovação

Ricardo Trida/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Integrantes debateram criação de ambiente propício para fomentar tecnologia e inovação


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

19/02/2020 | 00:01


A comissão de desenvolvimento econômico, tecnologia e inovação da Câmara de São Caetano pretende redigir um pacto à Prefeitura, chefiada por José Auricchio Júnior (PSDB), com diretrizes para a área na cidade.

Ontem, o bloco, que conta com as presenças dos vereadores Edison Parra (PSB), Caio Funaki (Patriota) e Moacir Rubira (Republicanos), se reuniu e contou com reforço do reitor da USCS (Universidade Municipal de São Caetano), Marcos Sidnei Bassi, do ex-reitor da instituição Silvio Augusto Minciotti, além dos secretários da Fazenda, Jefferson Cirne da Costa (PSDB), e de Desenvolvimento Econômico, Fernando Trincado.

Segundo Parra, que preside interinamente a Câmara de São Caetano, o debate foi produtivo. “Neste documento queremos elencar o que de mais importante foi dito no encontro. Quais as melhores ideias foram debatidas e criar diretrizes que possam se ser seguidas pela cidade como um todo. Queremos atrair os munícipes que sejam capacitados e também empresas que possam investir na cidade”, comentou o socialista.

Parra declarou que o grupo está se espelhando em modelo que já foi adotado por Florianópolis, capital de Santa Catarina. Segundo o vereador, o case é espelho a ser seguido por aqueles que desejam transformar municípios em cidades inteligentes. “Os vereadores já aprovaram lei com essa intenção (de modernização) no ano passado. Então queremos começar a traçar o futuro de São Caetano a partir de agora. Posso dizer que somos uma força-tarefa”, avaliou.

Além de criar ambiente favorável para a análise de projetos que visam tecnologia e inovação, Parra argumentou que é hora de a cidade buscar outras formas de arrecadação, e que essa diretriz também será um dos principais “alicerces” do pacto de inovação que estão construindo.

“Hoje, todo mundo tem celular. Todos têm conhecimento básico em computadores, na internet, isso ajuda muito. A cidade também não é muito grande, o que, para esse tipo de projeto também é bom. É hora de São Caetano começar a pensar em buscar novas formas de arrecadação”, disse.

O vereador acredita que a integração do Legislativo com o Executivo e a universidade vai propiciar que as propostas sejam implementadas e não fiquem só no discurso. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Comissão quer elaborar pacto de inovação

Integrantes debateram criação de ambiente propício para fomentar tecnologia e inovação

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

19/02/2020 | 00:01


A comissão de desenvolvimento econômico, tecnologia e inovação da Câmara de São Caetano pretende redigir um pacto à Prefeitura, chefiada por José Auricchio Júnior (PSDB), com diretrizes para a área na cidade.

Ontem, o bloco, que conta com as presenças dos vereadores Edison Parra (PSB), Caio Funaki (Patriota) e Moacir Rubira (Republicanos), se reuniu e contou com reforço do reitor da USCS (Universidade Municipal de São Caetano), Marcos Sidnei Bassi, do ex-reitor da instituição Silvio Augusto Minciotti, além dos secretários da Fazenda, Jefferson Cirne da Costa (PSDB), e de Desenvolvimento Econômico, Fernando Trincado.

Segundo Parra, que preside interinamente a Câmara de São Caetano, o debate foi produtivo. “Neste documento queremos elencar o que de mais importante foi dito no encontro. Quais as melhores ideias foram debatidas e criar diretrizes que possam se ser seguidas pela cidade como um todo. Queremos atrair os munícipes que sejam capacitados e também empresas que possam investir na cidade”, comentou o socialista.

Parra declarou que o grupo está se espelhando em modelo que já foi adotado por Florianópolis, capital de Santa Catarina. Segundo o vereador, o case é espelho a ser seguido por aqueles que desejam transformar municípios em cidades inteligentes. “Os vereadores já aprovaram lei com essa intenção (de modernização) no ano passado. Então queremos começar a traçar o futuro de São Caetano a partir de agora. Posso dizer que somos uma força-tarefa”, avaliou.

Além de criar ambiente favorável para a análise de projetos que visam tecnologia e inovação, Parra argumentou que é hora de a cidade buscar outras formas de arrecadação, e que essa diretriz também será um dos principais “alicerces” do pacto de inovação que estão construindo.

“Hoje, todo mundo tem celular. Todos têm conhecimento básico em computadores, na internet, isso ajuda muito. A cidade também não é muito grande, o que, para esse tipo de projeto também é bom. É hora de São Caetano começar a pensar em buscar novas formas de arrecadação”, disse.

O vereador acredita que a integração do Legislativo com o Executivo e a universidade vai propiciar que as propostas sejam implementadas e não fiquem só no discurso. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;