Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Três pessoas morrem após confusão em blocos no Rio de Janeiro



17/02/2020 | 14:30


Três pessoas morreram e uma ficou ferida durante o desfile de dois blocos no pré-carnaval do Rio de Janeiro. Os casos foram registrados no sábado, 15, em São João do Meriti, na Baixada Fluminense, e na zona norte do Rio. Ninguém havia sido preso até o início da tarde desta segunda, 17.

Segundo a Secretaria de Estado da Polícia Militar, uma equipe foi acionada em São João do Meriti, e quando chegou ao local do bloco, no Centro da cidade, encontrou duas pessoas feridas. Elas já estavam sendo atendidas por médicos do Samu, mas não resistiram. O caso foi encaminhado à Delegacia de Homicídios da Baixada.

Ainda no sábado, PMs do 22ºBPM (Maré) faziam patrulhamento na Avenida Teixeira de Castro, em Ramos, na zona norte da capital, quando ouviram disparos de arma de fogo. Eles se dirigiram ao local e encontraram um homem ferido. O rapaz chegou a ser encaminhado a um hospital da região, mas acabou morrendo. Na mesma região, outro homem deu entrada em um hospital particular após ser ferido no bloco. A Polícia Civil investiga os dois casos.

Ao todo, 96 blocos desfilaram pelas ruas do Rio nesse fim de semana. Segundo a RioTur, cerca de um milhão de pessoas participaram dos eventos. A festa mobilizou quatro mil policiais militares e 269 viaturas.

O esquema de segurança organizado pela PM inclui revista nos chamados megablocos, aqueles com previsão de atrair mais de cem mil pessoas. Foram três nesse fim de semana. "Nos pontos de bloqueio próximos ao local de cada evento, os policiais militares, munidos de detectores de metais, fazem triagem para impedir o ingresso de foliões com garrafas, patinetes, carrinhos e outros objetos que possam pôr em risco a segurança", explica nota da Secretaria de Estado da Polícia Militar.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Três pessoas morrem após confusão em blocos no Rio de Janeiro


17/02/2020 | 14:30


Três pessoas morreram e uma ficou ferida durante o desfile de dois blocos no pré-carnaval do Rio de Janeiro. Os casos foram registrados no sábado, 15, em São João do Meriti, na Baixada Fluminense, e na zona norte do Rio. Ninguém havia sido preso até o início da tarde desta segunda, 17.

Segundo a Secretaria de Estado da Polícia Militar, uma equipe foi acionada em São João do Meriti, e quando chegou ao local do bloco, no Centro da cidade, encontrou duas pessoas feridas. Elas já estavam sendo atendidas por médicos do Samu, mas não resistiram. O caso foi encaminhado à Delegacia de Homicídios da Baixada.

Ainda no sábado, PMs do 22ºBPM (Maré) faziam patrulhamento na Avenida Teixeira de Castro, em Ramos, na zona norte da capital, quando ouviram disparos de arma de fogo. Eles se dirigiram ao local e encontraram um homem ferido. O rapaz chegou a ser encaminhado a um hospital da região, mas acabou morrendo. Na mesma região, outro homem deu entrada em um hospital particular após ser ferido no bloco. A Polícia Civil investiga os dois casos.

Ao todo, 96 blocos desfilaram pelas ruas do Rio nesse fim de semana. Segundo a RioTur, cerca de um milhão de pessoas participaram dos eventos. A festa mobilizou quatro mil policiais militares e 269 viaturas.

O esquema de segurança organizado pela PM inclui revista nos chamados megablocos, aqueles com previsão de atrair mais de cem mil pessoas. Foram três nesse fim de semana. "Nos pontos de bloqueio próximos ao local de cada evento, os policiais militares, munidos de detectores de metais, fazem triagem para impedir o ingresso de foliões com garrafas, patinetes, carrinhos e outros objetos que possam pôr em risco a segurança", explica nota da Secretaria de Estado da Polícia Militar.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;