Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 1 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Cruzeiro supera desgaste e empata nos acréscimos com Patrocinense pelo Mineiro



16/02/2020 | 21:25


Desgastado por duas viagens longas realizadas nesta semana, o Cruzeiro sofreu para empatar com o Patrocinense, por 1 a 1, neste domingo à noite, pela sexta rodada do Campeonato Mineiro. O gol cruzeirense foi anotado por Maurício somente aos 48 minutos do segundo tempo no Estádio Pedro Alves do Nascimento, em Patrocínio.

Pelas circunstâncias adversas, o empate até foi bom resultado para o Cruzeiro, atualmente em quarto lugar com 11 pontos. Ele tem a mesma pontuação de Atlético e Tombense, ficando atrás da Caldense, líder com 13 pontos. Mas o Cruzeiro ainda fará um jogo contra a Tombense, em Tombos (MG), adiado por causa das chuvas. O time da cidade de Patrocínio tem oito pontos, em sexto lugar.

Na quinta-feira à noite, o Cruzeiro empatou por 2 a 2 com o São Raimundo-RR passando à segunda fase da Copa do Brasil. O jogo aconteceu em Boa Vista, capital de Roraima, na região norte do Brasil, perto das Guianas.

A delegação voltou só na sexta-feira à noite para Belo Horizonte e, no sábado, enfrentou uma viagem de seis horas para superar os 417 quilômetros que separam a capital mineira até Patrocínio, localizada no Triângulo Mineiro.

Para complicar, encontrou um gramado alto e pesado. Em termos práticos, o time esteve bem abaixo de sua produção, errando muitos passes e não chegando à frente para as conclusões.

O gol do time da casa foi marcado por Paulo Renê, desviando de cabeça um cruzamento da esquerda. Aos 46 minutos do primeiro tempo.

Na segunda etapa, o Patrocinense priorizou a marcação, se posicionando atrás para tentar explorar os contra-ataques. Além do cansaço, faltava ao Cruzeiro um pouco de criatividade no setor de meio-campo.

Mesmo assim, no fim do jogo, achou o empate. Welinton foi até o fundo pelo lado direito e levantou na pequena área, onde Vinícius Popó desviou de cabeça. A sobra ficou para Maurício, que chutou travado. A bola bateu na defesa, voltou no corpo dele e entrou. Um gol chorado e que manteve o time invicto ao lado de Tombense e América.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cruzeiro supera desgaste e empata nos acréscimos com Patrocinense pelo Mineiro


16/02/2020 | 21:25


Desgastado por duas viagens longas realizadas nesta semana, o Cruzeiro sofreu para empatar com o Patrocinense, por 1 a 1, neste domingo à noite, pela sexta rodada do Campeonato Mineiro. O gol cruzeirense foi anotado por Maurício somente aos 48 minutos do segundo tempo no Estádio Pedro Alves do Nascimento, em Patrocínio.

Pelas circunstâncias adversas, o empate até foi bom resultado para o Cruzeiro, atualmente em quarto lugar com 11 pontos. Ele tem a mesma pontuação de Atlético e Tombense, ficando atrás da Caldense, líder com 13 pontos. Mas o Cruzeiro ainda fará um jogo contra a Tombense, em Tombos (MG), adiado por causa das chuvas. O time da cidade de Patrocínio tem oito pontos, em sexto lugar.

Na quinta-feira à noite, o Cruzeiro empatou por 2 a 2 com o São Raimundo-RR passando à segunda fase da Copa do Brasil. O jogo aconteceu em Boa Vista, capital de Roraima, na região norte do Brasil, perto das Guianas.

A delegação voltou só na sexta-feira à noite para Belo Horizonte e, no sábado, enfrentou uma viagem de seis horas para superar os 417 quilômetros que separam a capital mineira até Patrocínio, localizada no Triângulo Mineiro.

Para complicar, encontrou um gramado alto e pesado. Em termos práticos, o time esteve bem abaixo de sua produção, errando muitos passes e não chegando à frente para as conclusões.

O gol do time da casa foi marcado por Paulo Renê, desviando de cabeça um cruzamento da esquerda. Aos 46 minutos do primeiro tempo.

Na segunda etapa, o Patrocinense priorizou a marcação, se posicionando atrás para tentar explorar os contra-ataques. Além do cansaço, faltava ao Cruzeiro um pouco de criatividade no setor de meio-campo.

Mesmo assim, no fim do jogo, achou o empate. Welinton foi até o fundo pelo lado direito e levantou na pequena área, onde Vinícius Popó desviou de cabeça. A sobra ficou para Maurício, que chutou travado. A bola bateu na defesa, voltou no corpo dele e entrou. Um gol chorado e que manteve o time invicto ao lado de Tombense e América.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;