Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 1 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Filippi minimiza Ronaldo e indica que PT terá chapa mista para pleito de outubro

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ex-prefeito de Diadema e pré-candidato ao Paço diz que sigla ‘não quer ganhar sozinha’


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

17/02/2020 | 00:02


 Ex-prefeito de Diadema e pré-candidato do PT ao Paço, José de Filippi Júnior deu primeiro sinal público de que não terá outro petista como companheiro de chapa na eleição de outubro, na contramão de uma chapa pura projetada pelo vereador petista Ronaldo Lacerda. 

Em entrevista a uma webrádio da cidade, Filippi minimizou o movimento de Ronaldo e cravou: “O PT não tem nenhuma pretensão de ganhar nem de governar sozinho”, disse.

Ao comentar sobre as conversas em torno da escolha de seu companheiro de chapa, Filippi fez questão de deixar claro que o nome de Ronaldo não está fechado. O parlamentar abriu mão de brigar por candidatura ao Paço para ocupar a vice. “O Ronaldo é uma pessoa que eu respeito muito e estamos juntos. Ele está colocado como pré-candidato a vice e é um nome que certamente vai agregar valor se nós, ao longo desse processo, chegarmos à conclusão de que ele deve ser o vice. Mas ainda não definimos isso, porque acho que temos de ter uma tática que seja flexível”, declarou o ex-prefeito, que ainda cometeu ato falho ao afirmar que Ronaldo é “pré-candidato a vereador”.

Filippi revelou também que buscará apoio de partidos de esquerda na cidade indicados pela cúpula nacional como prioritários para formatação de alianças rumo ao pleito, como Psol, PDT, PSB, PCdoB e Rede. “O que está vetado (pela direção nacional do petismo) é (união com) o PSDB e o DEM. O PCdoB e o PSB aqui (na cidade) estão no governo do (prefeito) Lauro (Michels, do PV). A Rede, pelo o que eu sei, está se juntando com o Taka (Yamauchi, secretário de Obras em Ribeirão Pires e pré-candidato ao Paço diademense pelo PSD).

Então, eu acho que estamos com um espaço de alianças restrito. Vamos conversar com as lideranças e os movimentos sociais”, disse. O PT diademense já teve o DEM no arco de coligações em 2012.

APOSTA

Vereador no segundo mandato e parlamentar mais votado em 2016, Ronaldo já avisou que não disputará a reeleição na Câmara neste ano. O parlamentar, de início, ensaiou candidatura a prefeito, mas depois abriu mão para ser vice de Filippi. Ligado ao movimento de moradia, o parlamentar apostará no militante Jeferson Leite (PT) na tentativa de garantir cadeira ao grupo no Legislativo diademense.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Filippi minimiza Ronaldo e indica que PT terá chapa mista para pleito de outubro

Ex-prefeito de Diadema e pré-candidato ao Paço diz que sigla ‘não quer ganhar sozinha’

Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

17/02/2020 | 00:02


 Ex-prefeito de Diadema e pré-candidato do PT ao Paço, José de Filippi Júnior deu primeiro sinal público de que não terá outro petista como companheiro de chapa na eleição de outubro, na contramão de uma chapa pura projetada pelo vereador petista Ronaldo Lacerda. 

Em entrevista a uma webrádio da cidade, Filippi minimizou o movimento de Ronaldo e cravou: “O PT não tem nenhuma pretensão de ganhar nem de governar sozinho”, disse.

Ao comentar sobre as conversas em torno da escolha de seu companheiro de chapa, Filippi fez questão de deixar claro que o nome de Ronaldo não está fechado. O parlamentar abriu mão de brigar por candidatura ao Paço para ocupar a vice. “O Ronaldo é uma pessoa que eu respeito muito e estamos juntos. Ele está colocado como pré-candidato a vice e é um nome que certamente vai agregar valor se nós, ao longo desse processo, chegarmos à conclusão de que ele deve ser o vice. Mas ainda não definimos isso, porque acho que temos de ter uma tática que seja flexível”, declarou o ex-prefeito, que ainda cometeu ato falho ao afirmar que Ronaldo é “pré-candidato a vereador”.

Filippi revelou também que buscará apoio de partidos de esquerda na cidade indicados pela cúpula nacional como prioritários para formatação de alianças rumo ao pleito, como Psol, PDT, PSB, PCdoB e Rede. “O que está vetado (pela direção nacional do petismo) é (união com) o PSDB e o DEM. O PCdoB e o PSB aqui (na cidade) estão no governo do (prefeito) Lauro (Michels, do PV). A Rede, pelo o que eu sei, está se juntando com o Taka (Yamauchi, secretário de Obras em Ribeirão Pires e pré-candidato ao Paço diademense pelo PSD).

Então, eu acho que estamos com um espaço de alianças restrito. Vamos conversar com as lideranças e os movimentos sociais”, disse. O PT diademense já teve o DEM no arco de coligações em 2012.

APOSTA

Vereador no segundo mandato e parlamentar mais votado em 2016, Ronaldo já avisou que não disputará a reeleição na Câmara neste ano. O parlamentar, de início, ensaiou candidatura a prefeito, mas depois abriu mão para ser vice de Filippi. Ligado ao movimento de moradia, o parlamentar apostará no militante Jeferson Leite (PT) na tentativa de garantir cadeira ao grupo no Legislativo diademense.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;