Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Emprego industrial cresce 3,49% em 2004, diz CNI


Do Diário OnLine
Com Agências

11/02/2005 | 12:29


O número de pessoas empregadas na indústria cresceu 3,49% em 2004 na comparação com 2003, de acordo com o boletim Indicadores Industriais divulgado nesta sexta-feira pela CNI (Confederação Nacional da Indústria). O levantamento mostra resultados industriais históricos no ano passado.

O percentual é mais de três vezes a taxa de expansão recorde anterior, registrada em 2001, que foi de 1,15%. "O mercado de trabalho foi o grande destaque do ano. Indicadores de emprego e massa salarial registraram trajetórias duradouras e intensas de crescimento ao longo do ano", diz o boletim.

Em dezembro, o indicador dessazonalizado de emprego subiu 0,34%, depois de atingir seu ponto máximo em agosto (0,95%). Mas a queda gradual, nos últimos quatro meses, mostra que a desaceleração do ritmo de crescimento da atividade industrial já pode ser observada no nível de crescimento do pessoal empregado.

A massa de salários pagos pela indústria cresceu 9,01% em 2004 em relação ao ano anterior, revertendo uma queda de 4,2% registrada em 2003. Em toda a série da CNI, esse resultado só é inferior ao observado em 1995, quando a massa salarial aumentou 9,87%.

A trajetória de crescimento do total dos salários pagos segue de forma ininterrupta desde abril de 2003, mas, em dezembro, o aumento foi menos intenso que nos meses anteriores. A pesquisa é feita mensalmente com aproximadamente 3 mil empresas.

Vendas- As vendas reais da indústria cresceram 14,29% em 2004, na comparação com 2003. É a maior taxa desde o início da série histórica da CNI, em 1992. No ano anterior, as vendas registraram queda de 0,15%.

"O forte crescimento do ano refletiu a retomada da demanda doméstica devido ao efeito multiplicador das exportações alcançando outros segmentos, o relaxamento monetário de 2003 e a recuperação do emprego", diz o boletim Indicadores Industriais.

Em dezembro, porém, as vendas caíram 5,61% em relação a novembro, resultado esperado por causa do comportamento sazonal da atividade. Com ajuste sazonal, as vendas subiram 0,14% em relação a novembro, o que mostra uma desaceleração no ritmo de crescimento.

As horas trabalhadas na produção aumentaram 6,21% no ano passado na comparação com 2003, também o melhor resultado da série histórica. Em dezembro, o indicador dessazonalizado subiu 1,71%.

Capacidade instalada- O nível de utilização da capacidade instalada manteve-se, em média, em 82,3% em 2004. Ele foi o maior da série histórica da Confederação Nacional da Indústria.

O percentual é 2,5 pontos percentuais superior à média de 2003, que não chegou a 80%, e 1,7 ponto percentual acima do recorde anterior, registrado em 2002.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;