Fechar
Publicidade

Sábado, 29 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Bolsas de NY fecham sem direção única com dados 'mistos' nos EUA e coronavírus



14/02/2020 | 18:59


As bolsas de Nova York fecharam sem direção única nesta sexta-feira, 14, depois de terem renovado recordes históricos de fechamento no meio da semana, com o temor de avanço do coronavírus e dados dos EUA considerados "mistos" por analistas.

O índice acionário Dow Jones recuou 0,09%, a 29.398,08 pontos, com alta semanal de 1,02%; o S&P 500 subiu 0,18%, a 3.380,16 pontos, com ganho semanal de 1,58%; e o Nasdaq avançou 0,20%%, a 9.731,18 pontos, com alta de 2,13% na semana.

Depois de terem renovado recordes na quarta-feira, as bolsas de Nova York foram pressionadas ontem após um salto nos casos de coronavírus na China e hoje por indicadores da economia americana, como a produção industrial, que caiu 0,3% em janeiro ante dezembro, e as vendas no varejo, que apesar de terem avançado no mês passado, tiveram o resultado de dezembro revisado para baixo.

De acordo com a Capital Economics, uma "fraqueza inesperada" nas vendas subjacentes "sugere que os gastos do consumidor ainda estão lutando por impulso". A consultoria, porém, acredita que a fraqueza no consumo americano deve ter pouca duração.

O banco holandês ING, por sua vez, afirma que a "fraca" produção industrial dos EUA em janeiro "é uma preocupação". "Com as cadeias de suprimentos ajustadas para enfrentar mais interrupções e o setor de energia atingido pela queda nos preços devido ao coronavírus, vemos poucas perspectivas de melhora no curto prazo", acrescenta a instituição financeira.

Já o Credit Suisse aponta que a queda na produção industrial dos EUA em janeiro foi causado por paralisações na produção da fabricante de aviões Boeing.

Entre ações importantes negociadas em Nova York, Amazon caiu 0,70%, Caterpillar recuou 1,24%, mas Microsoft subiu 0,89%.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bolsas de NY fecham sem direção única com dados 'mistos' nos EUA e coronavírus


14/02/2020 | 18:59


As bolsas de Nova York fecharam sem direção única nesta sexta-feira, 14, depois de terem renovado recordes históricos de fechamento no meio da semana, com o temor de avanço do coronavírus e dados dos EUA considerados "mistos" por analistas.

O índice acionário Dow Jones recuou 0,09%, a 29.398,08 pontos, com alta semanal de 1,02%; o S&P 500 subiu 0,18%, a 3.380,16 pontos, com ganho semanal de 1,58%; e o Nasdaq avançou 0,20%%, a 9.731,18 pontos, com alta de 2,13% na semana.

Depois de terem renovado recordes na quarta-feira, as bolsas de Nova York foram pressionadas ontem após um salto nos casos de coronavírus na China e hoje por indicadores da economia americana, como a produção industrial, que caiu 0,3% em janeiro ante dezembro, e as vendas no varejo, que apesar de terem avançado no mês passado, tiveram o resultado de dezembro revisado para baixo.

De acordo com a Capital Economics, uma "fraqueza inesperada" nas vendas subjacentes "sugere que os gastos do consumidor ainda estão lutando por impulso". A consultoria, porém, acredita que a fraqueza no consumo americano deve ter pouca duração.

O banco holandês ING, por sua vez, afirma que a "fraca" produção industrial dos EUA em janeiro "é uma preocupação". "Com as cadeias de suprimentos ajustadas para enfrentar mais interrupções e o setor de energia atingido pela queda nos preços devido ao coronavírus, vemos poucas perspectivas de melhora no curto prazo", acrescenta a instituição financeira.

Já o Credit Suisse aponta que a queda na produção industrial dos EUA em janeiro foi causado por paralisações na produção da fabricante de aviões Boeing.

Entre ações importantes negociadas em Nova York, Amazon caiu 0,70%, Caterpillar recuou 1,24%, mas Microsoft subiu 0,89%.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;