Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Cinco escolas encerram desfile em Diadema


Renata Gonçalez
Do Diário do Grande ABC

06/02/2005 | 16:50


Mais cinco escolas de samba do grupo único de Diadema se apresentam domingo à noite, a partir das 20h, no segundo e último dia de desfile na cidade. As agremiações disputam o título com outras cinco escolas que desfilaram sábado no sambódromo da avenida Ulysses Guimarães. A campeã de 2005 será conhecida segunda-feira, ao final da apuração prevista para às 15h no ginásio Mané Garrincha, no bairro Piraporinha.

As apresentações de domingo são novamente precedidas pelo bloco Axé Odara, tradicional grupo de afoxé do Jardim Campanário. O grupo formado por 30 pessoas simula um ritual de candomblé que sugere a lavagem da passarela do samba. Os seguidores da religião acreditam que a cerimônia traz bons fluidos para as escolas que vão se apresentar.

A primeira escola da noite, Unidos da Santa Cruz, entra na avenida às 21h15. A agremiação tem a missão de afastar o azar dos últimos dois anos, ocasiões em que ficou longe das primeiras colocações. O enredo fala sobre a origem do Carnaval, tema também abordado pela concorrente Unidos da Vila sábado à noite. A história da festa pagã será contada a partir da Grécia antiga, quando se resumia a rituais de adoração aos deuses do Olimpo, até chegar na primeira escola de samba do Brasil, a carioca Estácio de Sá – inicialmente batizada de Deixa Falar.

Em seguida, vem a Unidos da Vila Alice, que narra o universo da literatura universal infantil. O destaque é a ala mirim, com 60 crianças fantasiadas de Peter Pan e Sininho. O tema é oportuno: sexta-feira, entrou em cartaz o longa-metragem Em Busca da Terra do Nunca, do diretor Marc Forster. O filme narra a criação do personagem Peter Pan e teve sete indicações para o Oscar, incluindo a de melhor filme.

A Raposa do Campanário é a terceira escola a desfilar, com tema considerado um dos mais originais do Carnaval de Diadema. A agremiação vai transportar o cotidiano de um bairro de periferia para o universo da mitologia grega. À 1h começa o desfile da atual campeã da cidade, Unidos da Serraria, que aposta no folclore brasileiro para tentar o inédito bicampeonato.

A Fantasia e Realidade entra às 2h15 para encerrar o desfile. O enredo da agremiação era uma incógnita até o fechamento desta edição. Na semana passada, o Diário tentou falar com integrantes da escola para obter informações sobre o desfile, mas ninguém foi localizado. Entretanto, a Prefeitura e a União Cultura das Escolas de Samba de Diadema confirmaram a participação da Fantasia e Realidade na avenida Ulysses Guimarães.

Bailes – Encerrado o desfile das escolas de samba de Diadema, começam os bailes abertos ao público promovidos no sambódromo da Ulysses Guimarães, segunda-feira e terça-feira. Em ambos os dias, a matinê será das 15h às 18h. Das 23h às 4h, é a vez do baile adulto (idade mínima: 18 anos). A entrada para os bailes é gratuita.

A assessoria de imprensa da Prefeitura informou que a segurança no sambódromo será reforçada com um efetivo de 110 guardas civis municipais mais 100 policiais militares, tanto durante o desfile de domingo como nos dois dias de baile.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Cinco escolas encerram desfile em Diadema

Renata Gonçalez
Do Diário do Grande ABC

06/02/2005 | 16:50


Mais cinco escolas de samba do grupo único de Diadema se apresentam domingo à noite, a partir das 20h, no segundo e último dia de desfile na cidade. As agremiações disputam o título com outras cinco escolas que desfilaram sábado no sambódromo da avenida Ulysses Guimarães. A campeã de 2005 será conhecida segunda-feira, ao final da apuração prevista para às 15h no ginásio Mané Garrincha, no bairro Piraporinha.

As apresentações de domingo são novamente precedidas pelo bloco Axé Odara, tradicional grupo de afoxé do Jardim Campanário. O grupo formado por 30 pessoas simula um ritual de candomblé que sugere a lavagem da passarela do samba. Os seguidores da religião acreditam que a cerimônia traz bons fluidos para as escolas que vão se apresentar.

A primeira escola da noite, Unidos da Santa Cruz, entra na avenida às 21h15. A agremiação tem a missão de afastar o azar dos últimos dois anos, ocasiões em que ficou longe das primeiras colocações. O enredo fala sobre a origem do Carnaval, tema também abordado pela concorrente Unidos da Vila sábado à noite. A história da festa pagã será contada a partir da Grécia antiga, quando se resumia a rituais de adoração aos deuses do Olimpo, até chegar na primeira escola de samba do Brasil, a carioca Estácio de Sá – inicialmente batizada de Deixa Falar.

Em seguida, vem a Unidos da Vila Alice, que narra o universo da literatura universal infantil. O destaque é a ala mirim, com 60 crianças fantasiadas de Peter Pan e Sininho. O tema é oportuno: sexta-feira, entrou em cartaz o longa-metragem Em Busca da Terra do Nunca, do diretor Marc Forster. O filme narra a criação do personagem Peter Pan e teve sete indicações para o Oscar, incluindo a de melhor filme.

A Raposa do Campanário é a terceira escola a desfilar, com tema considerado um dos mais originais do Carnaval de Diadema. A agremiação vai transportar o cotidiano de um bairro de periferia para o universo da mitologia grega. À 1h começa o desfile da atual campeã da cidade, Unidos da Serraria, que aposta no folclore brasileiro para tentar o inédito bicampeonato.

A Fantasia e Realidade entra às 2h15 para encerrar o desfile. O enredo da agremiação era uma incógnita até o fechamento desta edição. Na semana passada, o Diário tentou falar com integrantes da escola para obter informações sobre o desfile, mas ninguém foi localizado. Entretanto, a Prefeitura e a União Cultura das Escolas de Samba de Diadema confirmaram a participação da Fantasia e Realidade na avenida Ulysses Guimarães.

Bailes – Encerrado o desfile das escolas de samba de Diadema, começam os bailes abertos ao público promovidos no sambódromo da Ulysses Guimarães, segunda-feira e terça-feira. Em ambos os dias, a matinê será das 15h às 18h. Das 23h às 4h, é a vez do baile adulto (idade mínima: 18 anos). A entrada para os bailes é gratuita.

A assessoria de imprensa da Prefeitura informou que a segurança no sambódromo será reforçada com um efetivo de 110 guardas civis municipais mais 100 policiais militares, tanto durante o desfile de domingo como nos dois dias de baile.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;