Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Candidatos querem reativar rota do frango


Dinilson Vieira
Especial para o Diário

12/09/2004 | 19:15


Se depender da lista de promessas dos candidatos a prefeito de São Bernardo, os dias de declínio da Rota do Frango com Polenta podem estar contados. Tradicional pólo gastronômico e cultural, que já ficou famoso pelo Brasil afora, a rota assistiu na última década a fuga de milhares de fregueses de seus 11 restaurantes, por motivos que variam desde falta de segurança até falhas de sinalização no sistema viário. Comerciantes que atuam na região aguardam ansiosos por melhorias do novo administrador da cidade e também fazem promessas de oferecer mais empregos, caso consigam aumentar o movimento em seus estabelecimentos.

Os candidatos preferem passar uma borracha sobre a falta de investimentos públicos mais pesados que a rota deixou de receber e defendem suas propostas. O atual prefeito e candidato à reeleição, Willian Dib (PSB), informou que se vencer o pleito dará continuidade ao projeto de inserir a rota no planejamento turístico de São Bernardo. A Prefeitura está executando o Plano Diretor de Turismo, com assessoria de uma empresa de consultoria. O objetivo é desenvolver o turismo sustentável, para gerar empregos e atrair novos investimentos. A tarefa de incluir a rota e outros pontos no mapa do turismo da região é considerada difícil, já que São Bernardo carrega o estigma de município fabril.

Em uma das etapas do plano, a rota é identificada como uma atração já consolidada, mas que aguarda obras de infra-estrutura, como melhorarias na iluminação pública e nas condições de seus acessos. Em outra fase, o plano sugere ações de marketing para atrair os turistas e os próprios moradores da cidade. A rota é formada basicamente pela avenida Maria Servidei Demarch e pela estrada Galvão Bueno, que servem de ligação entre as rodovias Anchieta e Imigrantes.

Dib observa ainda que entregou em abril de 2002 um piscinão na avenida Maria Servidei Demarchi, que contribuiu para acabar com as enchentes na região. O piscinão começou a ser construído pelo prefeito anterior, Maurício Soares. Sobre a questão segurança, o atual prefeito disse que uma das ações adotadas foi a recente inauguração de uma companhia da Polícia Militar na estrada Galvão Bueno.

Já o candidato Vicente Paulo da Silva (PT), o Vicentinho, disse que se for eleito, pretende criar uma Secretaria de Turismo para dar novo fôlego às atrações da cidade, entre as quais a Cidade da Criança, o Parque Estoril e a própria Rota do Frango com Polenta. “Queremos que a rota volte a ser referência nacional e para isso, não adianta apenas divulgá-la. Uma das idéias é me reunir com os donos de restaurantes e ouvir suas reivindicações”, disse Vicentinho.

O petista enfatizou que se conseguir desenvolver outros setores econômicos do município, como a indústria moveleira e suas lojas situadas na rua Jurubatuba, no centro, os fregueses deverão voltar a frequentar a rota automaticamente. “Ninguém fica sem comer”, afirmou o candidato, acrescentando que almoçou pela última vez num dos restaurantes da avenida Servidei Demarchi no Dia das Mães. “A comida continua muito boa”, declarou ele.

Numa leitura mais simples sobre a situação, a candidata Eliana Lúcia Ferreira (PSTU) disse que a rota enfrenta uma crise em função da própria situação econômica de São Bernardo e do país. “Se as pessoas não têm emprego, não têm dinheiro e não podem ir a restaurantes. Eu mesma não vou sempre”, disse Eliana, que aprecia os pratos oferecidos. A solução, segundo ela, é a criação de novos empregos. Para isso, caso seja eleita, pretende iniciar uma série de obras públicas como creches e hospitais, que poderão oferecer vagas no mercado de trabalho.

“A situação de crise não está relacionada à beleza do bairro Demarchi, onde fica a rota, mas sim com a própria economia”, declarou a candidata. Se conseguir oferecer tantos empregos, o segundo passo que Eliana pretende dar como prefeita será melhorar os acessos viários em direção à Servidei Demarchi, que vivem engarrafados, além de reformar o paisagismo, através do plantio de mais árvores, e a iluminação na avenida. De acordo com ela, uma família pensa duas vezes antes de ir almoçar fora em certos locais, principalmente se souber que vai ficar presa dentro do carro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Candidatos querem reativar rota do frango

Dinilson Vieira
Especial para o Diário

12/09/2004 | 19:15


Se depender da lista de promessas dos candidatos a prefeito de São Bernardo, os dias de declínio da Rota do Frango com Polenta podem estar contados. Tradicional pólo gastronômico e cultural, que já ficou famoso pelo Brasil afora, a rota assistiu na última década a fuga de milhares de fregueses de seus 11 restaurantes, por motivos que variam desde falta de segurança até falhas de sinalização no sistema viário. Comerciantes que atuam na região aguardam ansiosos por melhorias do novo administrador da cidade e também fazem promessas de oferecer mais empregos, caso consigam aumentar o movimento em seus estabelecimentos.

Os candidatos preferem passar uma borracha sobre a falta de investimentos públicos mais pesados que a rota deixou de receber e defendem suas propostas. O atual prefeito e candidato à reeleição, Willian Dib (PSB), informou que se vencer o pleito dará continuidade ao projeto de inserir a rota no planejamento turístico de São Bernardo. A Prefeitura está executando o Plano Diretor de Turismo, com assessoria de uma empresa de consultoria. O objetivo é desenvolver o turismo sustentável, para gerar empregos e atrair novos investimentos. A tarefa de incluir a rota e outros pontos no mapa do turismo da região é considerada difícil, já que São Bernardo carrega o estigma de município fabril.

Em uma das etapas do plano, a rota é identificada como uma atração já consolidada, mas que aguarda obras de infra-estrutura, como melhorarias na iluminação pública e nas condições de seus acessos. Em outra fase, o plano sugere ações de marketing para atrair os turistas e os próprios moradores da cidade. A rota é formada basicamente pela avenida Maria Servidei Demarch e pela estrada Galvão Bueno, que servem de ligação entre as rodovias Anchieta e Imigrantes.

Dib observa ainda que entregou em abril de 2002 um piscinão na avenida Maria Servidei Demarchi, que contribuiu para acabar com as enchentes na região. O piscinão começou a ser construído pelo prefeito anterior, Maurício Soares. Sobre a questão segurança, o atual prefeito disse que uma das ações adotadas foi a recente inauguração de uma companhia da Polícia Militar na estrada Galvão Bueno.

Já o candidato Vicente Paulo da Silva (PT), o Vicentinho, disse que se for eleito, pretende criar uma Secretaria de Turismo para dar novo fôlego às atrações da cidade, entre as quais a Cidade da Criança, o Parque Estoril e a própria Rota do Frango com Polenta. “Queremos que a rota volte a ser referência nacional e para isso, não adianta apenas divulgá-la. Uma das idéias é me reunir com os donos de restaurantes e ouvir suas reivindicações”, disse Vicentinho.

O petista enfatizou que se conseguir desenvolver outros setores econômicos do município, como a indústria moveleira e suas lojas situadas na rua Jurubatuba, no centro, os fregueses deverão voltar a frequentar a rota automaticamente. “Ninguém fica sem comer”, afirmou o candidato, acrescentando que almoçou pela última vez num dos restaurantes da avenida Servidei Demarchi no Dia das Mães. “A comida continua muito boa”, declarou ele.

Numa leitura mais simples sobre a situação, a candidata Eliana Lúcia Ferreira (PSTU) disse que a rota enfrenta uma crise em função da própria situação econômica de São Bernardo e do país. “Se as pessoas não têm emprego, não têm dinheiro e não podem ir a restaurantes. Eu mesma não vou sempre”, disse Eliana, que aprecia os pratos oferecidos. A solução, segundo ela, é a criação de novos empregos. Para isso, caso seja eleita, pretende iniciar uma série de obras públicas como creches e hospitais, que poderão oferecer vagas no mercado de trabalho.

“A situação de crise não está relacionada à beleza do bairro Demarchi, onde fica a rota, mas sim com a própria economia”, declarou a candidata. Se conseguir oferecer tantos empregos, o segundo passo que Eliana pretende dar como prefeita será melhorar os acessos viários em direção à Servidei Demarchi, que vivem engarrafados, além de reformar o paisagismo, através do plantio de mais árvores, e a iluminação na avenida. De acordo com ela, uma família pensa duas vezes antes de ir almoçar fora em certos locais, principalmente se souber que vai ficar presa dentro do carro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;