Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 8 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Vergonha, CPTM, vergonha, Condephaat...

Um atento jornalista-historiador, que cotidianamente transita pela estação ferroviária de Rio Grande da Serra, denuncia o pouco caso em relação a um dos tesouros da ferrovia paulista, a Estação de Rio Grande da Serra. História e cidade não merecem tamanha falta de consideração


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

09/02/2020 | 00:01


A passarela quer voltar ao seu lugar

Texto: Roberto Nascimento

Inaugurada em fevereiro de 1867, dentro do traçado da então SPR (São Paulo Railway), a estação ferroviária Rio Grande (sem o Serra do nome do município) faria a ligação entre as estações Alto da Serra (Paranapiacaba) e Luz. Nasceria ali o que hoje é parte do trajeto da Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

Depois da SPR, a estação da cidade caçula da região ficaria sob as administrações da EFSJ (Estrada de Ferro Santos Jundiaí) e RFFSA (Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima).

Com um característico padrão arquitetônico, a estação foi tombada como patrimônio histórico em junho de 2010 pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo).

Pois, em 2018, sob a justificativa de realizar uma obra de recuperação e de acessibilidade na estação, a CPTM retirou a histórica passarela de pedestres, colocando-a ao lado de uma das plataformas da estação.

Para surpresa geral, a passarela continua lá, relegada ao ocaso, à espera de alguma ordem burocrática para voltar ao seu lugar. O mato teima em lhe fazer companhia. Um verdadeiro descuido com a história desta centenária estação.

Diário há 30 anos

Sexta-feira, 9 de fevereiro de 1990 – Ano 32, edição 7298

Manchete – Ingleses vão renegociar o pagamento da dívida externa brasileira sem pré-condições: na capa, Collor, presidente eleito do Brasil, com a primeira-ministra Margareth Tatcher: aperto de mão.

Dinheiro Vivo – Ganha espaço a crença de que Collor fará o congelamento.

Movimento Sindical – Volkswagen adia o pagamento do abono; greve vai ao oitavo dia.

Funcionalismo parado há nove dias em Santo André abre crise no PT.

Polícia – Ladrões levam o automóvel Santana do diretor do Fórum Criminal de São Bernardo, Otacílio Ferraz Filizardo.

Em 9 de fevereiro de...

1920 – Padre Fredy-Joseph Kunz, o padre Alfredinho, nasce em Berna, na Suíça. Escritor. Trabalhou muitos anos em Santo André junto às camadas mais pobres da população. Está sepultado no Memorial Jardim Santo André. 

Aluga-se uma cocheira na Estação Rio Grande da SPR – atual Rio Grande da Serra –, com seis alqueires de bom pasto e casa para moradia, ou dá-se sociedade. Informações em Rio Grande com José Maria de Figueiredo.

Nota – José Maria de Figueiredo foi vereador à Câmara Municipal de São Bernardo, na República Velha. Possuí descendentes até hoje na região.

Para o Carnaval, aluga-se um automóvel Overland com sete lugares. Dá-se <CF160>chauffeur</CF> e gasolina. Trata-se à Rua Boa Vista, 44.

1930 – Feliciano Mariano fere-se nas mãos e tórax em consequência da explosão de um cartucho de espingarda que carregava. Ele morava no bairro dos Meninos, hoje Rudge Ramos.

1960 – A Prefeitura de São Caetano estava formando um parque municipal na Vila São José. 

Árvores adultas são plantadas: eucaliptos, angicos, espatódeas, ipês, palmeiras. 

Em volta do parque haverá uma cerca viva formada por hibiscos, planta semelhante ao cipreste. 

Dentro do parque construía-se um posto de puericultura, parque infantil, lagos e belvedere.

1970 – Silvia Maria Santiago Guazzelli classifica-se em primeiro lugar no concurso de fantasias infantis do Primeiro de Maio FC.

Santos do Dia

MARUN

APOLÔNIA. Morreu em Alexandria, no Egito, no ano 249. Protetora dos dentistas e dos que sofrem de dor de dente ou outros problemas dentários.

Município Brasileiro

Hoje é o aniversário de Granjeiro, no Ceará. 

Fonte: IBGE



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vergonha, CPTM, vergonha, Condephaat...

Um atento jornalista-historiador, que cotidianamente transita pela estação ferroviária de Rio Grande da Serra, denuncia o pouco caso em relação a um dos tesouros da ferrovia paulista, a Estação de Rio Grande da Serra. História e cidade não merecem tamanha falta de consideração

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

09/02/2020 | 00:01


A passarela quer voltar ao seu lugar

Texto: Roberto Nascimento

Inaugurada em fevereiro de 1867, dentro do traçado da então SPR (São Paulo Railway), a estação ferroviária Rio Grande (sem o Serra do nome do município) faria a ligação entre as estações Alto da Serra (Paranapiacaba) e Luz. Nasceria ali o que hoje é parte do trajeto da Linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

Depois da SPR, a estação da cidade caçula da região ficaria sob as administrações da EFSJ (Estrada de Ferro Santos Jundiaí) e RFFSA (Rede Ferroviária Federal Sociedade Anônima).

Com um característico padrão arquitetônico, a estação foi tombada como patrimônio histórico em junho de 2010 pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo).

Pois, em 2018, sob a justificativa de realizar uma obra de recuperação e de acessibilidade na estação, a CPTM retirou a histórica passarela de pedestres, colocando-a ao lado de uma das plataformas da estação.

Para surpresa geral, a passarela continua lá, relegada ao ocaso, à espera de alguma ordem burocrática para voltar ao seu lugar. O mato teima em lhe fazer companhia. Um verdadeiro descuido com a história desta centenária estação.

Diário há 30 anos

Sexta-feira, 9 de fevereiro de 1990 – Ano 32, edição 7298

Manchete – Ingleses vão renegociar o pagamento da dívida externa brasileira sem pré-condições: na capa, Collor, presidente eleito do Brasil, com a primeira-ministra Margareth Tatcher: aperto de mão.

Dinheiro Vivo – Ganha espaço a crença de que Collor fará o congelamento.

Movimento Sindical – Volkswagen adia o pagamento do abono; greve vai ao oitavo dia.

Funcionalismo parado há nove dias em Santo André abre crise no PT.

Polícia – Ladrões levam o automóvel Santana do diretor do Fórum Criminal de São Bernardo, Otacílio Ferraz Filizardo.

Em 9 de fevereiro de...

1920 – Padre Fredy-Joseph Kunz, o padre Alfredinho, nasce em Berna, na Suíça. Escritor. Trabalhou muitos anos em Santo André junto às camadas mais pobres da população. Está sepultado no Memorial Jardim Santo André. 

Aluga-se uma cocheira na Estação Rio Grande da SPR – atual Rio Grande da Serra –, com seis alqueires de bom pasto e casa para moradia, ou dá-se sociedade. Informações em Rio Grande com José Maria de Figueiredo.

Nota – José Maria de Figueiredo foi vereador à Câmara Municipal de São Bernardo, na República Velha. Possuí descendentes até hoje na região.

Para o Carnaval, aluga-se um automóvel Overland com sete lugares. Dá-se <CF160>chauffeur</CF> e gasolina. Trata-se à Rua Boa Vista, 44.

1930 – Feliciano Mariano fere-se nas mãos e tórax em consequência da explosão de um cartucho de espingarda que carregava. Ele morava no bairro dos Meninos, hoje Rudge Ramos.

1960 – A Prefeitura de São Caetano estava formando um parque municipal na Vila São José. 

Árvores adultas são plantadas: eucaliptos, angicos, espatódeas, ipês, palmeiras. 

Em volta do parque haverá uma cerca viva formada por hibiscos, planta semelhante ao cipreste. 

Dentro do parque construía-se um posto de puericultura, parque infantil, lagos e belvedere.

1970 – Silvia Maria Santiago Guazzelli classifica-se em primeiro lugar no concurso de fantasias infantis do Primeiro de Maio FC.

Santos do Dia

MARUN

APOLÔNIA. Morreu em Alexandria, no Egito, no ano 249. Protetora dos dentistas e dos que sofrem de dor de dente ou outros problemas dentários.

Município Brasileiro

Hoje é o aniversário de Granjeiro, no Ceará. 

Fonte: IBGE

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;