Fechar
Publicidade

Domingo, 16 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Dólar sobe com exterior de olho em coronavírus e Fed

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em meio à valorização o dólar retoma a alta e volta a superar os R$ 4,20 no mercado doméstico nesta quarta-feira



29/01/2020 | 10:02


O dólar retoma a alta e volta a superar os R$ 4,20 no mercado doméstico nesta quarta-feira (29) em meio à valorização da moeda americana e do iene no exterior na esteira de cautela com a disseminação rápida do coronavírus e espera do anúncio de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) e da entrevista coletiva do presidente da instituição, Jerome Powell (16h30). No radar também está a notícia de que a Federação Única dos Petroleiros (FUP) definiu pela greve a partir do dia 1º de fevereiro (sábado).

Com a agenda local mais fraca, o foco dos agentes financeiros segue nas notícias sobre o alastramento do coronavírus e os possíveis efeitos sobre a economia chinesa e mundial. Os Emirados Árabes Unidos confirmaram nesta quarta os primeiros casos de infecção por coronavírus no Oriente Médio, elevando para 16 países e mais três territórios (Macau, Hong Kong e Taiwan) as regiões com registros do vírus, com quase 6 mil casos na China e mais de 130 mortes.

No Brasil, a Secretaria Estadual de Saúde do Paraná descartou um dos casos suspeitos de coronavírus. Os outros dois suspeitos estão sendo monitorados em Porto Alegre e Belo Horizonte.

Às 9h24, o dólar à vista subia 0,11%, aos R$ 4,1979, após registrar mínima aos R$ 4,1974 (+0,10%) e máxima aos R$ 4,2054 (+0,29%). O dólar futuro para fevereiro estava em alta de 0,07%, aos R$ 4,1990. Esse contrato já registrou mínima em R$ 4,1975 (+0,04%) e máxima, aos R$ 4,2060 (+0,24%).

Na agenda local desta quarta, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fala sobre a agenda de reformas no Congresso no evento do Credit Suisse 2020 (18h) e será divulgado o resultado primário do Governo Central de dezembro e de 2019 (14h30).

Mais cedo, já foi divulgado que o Índice de Confiança da Indústria (ICI) avançou 1,5 ponto em janeiro, na série com ajuste sazonal, e atingiu a marca de 100,9 pontos, dos 99,4 de dezembro. É o maior nível desde março de 2018, quando o indicador marcou 101,4 pontos. Em médias móveis trimestrais, o ICI avançou pela quarta vez consecutiva e chegou aos 99,1 pontos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Dólar sobe com exterior de olho em coronavírus e Fed

Em meio à valorização o dólar retoma a alta e volta a superar os R$ 4,20 no mercado doméstico nesta quarta-feira


29/01/2020 | 10:02


O dólar retoma a alta e volta a superar os R$ 4,20 no mercado doméstico nesta quarta-feira (29) em meio à valorização da moeda americana e do iene no exterior na esteira de cautela com a disseminação rápida do coronavírus e espera do anúncio de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) e da entrevista coletiva do presidente da instituição, Jerome Powell (16h30). No radar também está a notícia de que a Federação Única dos Petroleiros (FUP) definiu pela greve a partir do dia 1º de fevereiro (sábado).

Com a agenda local mais fraca, o foco dos agentes financeiros segue nas notícias sobre o alastramento do coronavírus e os possíveis efeitos sobre a economia chinesa e mundial. Os Emirados Árabes Unidos confirmaram nesta quarta os primeiros casos de infecção por coronavírus no Oriente Médio, elevando para 16 países e mais três territórios (Macau, Hong Kong e Taiwan) as regiões com registros do vírus, com quase 6 mil casos na China e mais de 130 mortes.

No Brasil, a Secretaria Estadual de Saúde do Paraná descartou um dos casos suspeitos de coronavírus. Os outros dois suspeitos estão sendo monitorados em Porto Alegre e Belo Horizonte.

Às 9h24, o dólar à vista subia 0,11%, aos R$ 4,1979, após registrar mínima aos R$ 4,1974 (+0,10%) e máxima aos R$ 4,2054 (+0,29%). O dólar futuro para fevereiro estava em alta de 0,07%, aos R$ 4,1990. Esse contrato já registrou mínima em R$ 4,1975 (+0,04%) e máxima, aos R$ 4,2060 (+0,24%).

Na agenda local desta quarta, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fala sobre a agenda de reformas no Congresso no evento do Credit Suisse 2020 (18h) e será divulgado o resultado primário do Governo Central de dezembro e de 2019 (14h30).

Mais cedo, já foi divulgado que o Índice de Confiança da Indústria (ICI) avançou 1,5 ponto em janeiro, na série com ajuste sazonal, e atingiu a marca de 100,9 pontos, dos 99,4 de dezembro. É o maior nível desde março de 2018, quando o indicador marcou 101,4 pontos. Em médias móveis trimestrais, o ICI avançou pela quarta vez consecutiva e chegou aos 99,1 pontos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;