Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Santander Brasil: lucro líquido gerencial é de R$ 3,7 bi no 4º trimestre (+9,4%)



29/01/2020 | 09:57


O Santander Brasil apresentou lucro líquido gerencial de R$ 3,726 bilhões no quarto trimestre do ano passado, cifra 9,43% maior do que registrada no mesmo período de 2018, de R$ 3,405 bilhões. Em relação aos três meses imediatamente anteriores, de R$ 3,705 bilhões, foi observada leve alta de 0,6%.

No ano, o lucro líquido gerencial do Santander alcançou R$ 14,550 bilhões, expansão de 17,4% em relação ao exercício de 2018. Com tal desempenho, a participação do Brasil no lucro do Grupo Santander subiu de 26% em 2018 para 28% no ano passado. Líder em geração de resultados da instituição no mundo, a filial brasileira ganhou ainda mais importância frente às demais regiões.

"Nesse ano de 2019, registramos resultados destacados e níveis elevados de rentabilidade, evidenciando a assertividade de nosso posicionamento estratégico", destaca o Santander Brasil, em relatório que acompanha suas demonstrações financeiras.

O banco informa ainda que, no quarto trimestre, teve o efeito da remensuração dos créditos tributários decorrente do aumento da alíquota de Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) de 15% para 20% no âmbito da reforma da Previdência, o que gerou um ganho de crédito tributário de R$ 2,7 bilhões. Também no período, conforme o Santander, foi feito um provisionamento extraordinário, em função do complemento da provisão local, considerando critérios de perda esperada.

A carteira de crédito ampliada do Santander Brasil somou R$ 432,549 bilhões no quarto trimestre de 2019, incremento de 5,8% em relação ao terceiro. Em um ano, os empréstimos tiveram expansão de 11,8%. O Santander Brasil fechou dezembro com patrimônio líquido de R$ 68,161 bilhões, alta de 5,6% em um ano. Frente a setembro, encolheu 5,3%.

O retorno (ROE, na sigla em inglês) do banco foi a 21,3% no quarto trimestre, melhora de 0,2 ponto porcentual frente ao terceiro, quando estava em 21,1%. No ano fechado, a rentabilidade foi de 21,3% ante 19,9% em 2018. Em 2016, era de 13,3%.

Ao fim de dezembro, o Santander Brasil somava R$ 857,543 bilhões em ativos totais, cifra 6,4% maior que a vista um ano antes. Em relação a setembro, cresceu 2,2%.

Societário

No critério societário, que sofre ajustes não recorrentes, o lucro líquido do Santander Brasil foi de R$ 3,748 bilhões no quarto trimestre, aumento de 12,35% em um ano, de R$ 3,336 bilhões. No trimestre, cresceu 3,9%.

Em 2019, o lucro societário do Santander somou R$ 14,181 bilhões, alta de 16,6% frente a 2018.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santander Brasil: lucro líquido gerencial é de R$ 3,7 bi no 4º trimestre (+9,4%)


29/01/2020 | 09:57


O Santander Brasil apresentou lucro líquido gerencial de R$ 3,726 bilhões no quarto trimestre do ano passado, cifra 9,43% maior do que registrada no mesmo período de 2018, de R$ 3,405 bilhões. Em relação aos três meses imediatamente anteriores, de R$ 3,705 bilhões, foi observada leve alta de 0,6%.

No ano, o lucro líquido gerencial do Santander alcançou R$ 14,550 bilhões, expansão de 17,4% em relação ao exercício de 2018. Com tal desempenho, a participação do Brasil no lucro do Grupo Santander subiu de 26% em 2018 para 28% no ano passado. Líder em geração de resultados da instituição no mundo, a filial brasileira ganhou ainda mais importância frente às demais regiões.

"Nesse ano de 2019, registramos resultados destacados e níveis elevados de rentabilidade, evidenciando a assertividade de nosso posicionamento estratégico", destaca o Santander Brasil, em relatório que acompanha suas demonstrações financeiras.

O banco informa ainda que, no quarto trimestre, teve o efeito da remensuração dos créditos tributários decorrente do aumento da alíquota de Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL) de 15% para 20% no âmbito da reforma da Previdência, o que gerou um ganho de crédito tributário de R$ 2,7 bilhões. Também no período, conforme o Santander, foi feito um provisionamento extraordinário, em função do complemento da provisão local, considerando critérios de perda esperada.

A carteira de crédito ampliada do Santander Brasil somou R$ 432,549 bilhões no quarto trimestre de 2019, incremento de 5,8% em relação ao terceiro. Em um ano, os empréstimos tiveram expansão de 11,8%. O Santander Brasil fechou dezembro com patrimônio líquido de R$ 68,161 bilhões, alta de 5,6% em um ano. Frente a setembro, encolheu 5,3%.

O retorno (ROE, na sigla em inglês) do banco foi a 21,3% no quarto trimestre, melhora de 0,2 ponto porcentual frente ao terceiro, quando estava em 21,1%. No ano fechado, a rentabilidade foi de 21,3% ante 19,9% em 2018. Em 2016, era de 13,3%.

Ao fim de dezembro, o Santander Brasil somava R$ 857,543 bilhões em ativos totais, cifra 6,4% maior que a vista um ano antes. Em relação a setembro, cresceu 2,2%.

Societário

No critério societário, que sofre ajustes não recorrentes, o lucro líquido do Santander Brasil foi de R$ 3,748 bilhões no quarto trimestre, aumento de 12,35% em um ano, de R$ 3,336 bilhões. No trimestre, cresceu 3,9%.

Em 2019, o lucro societário do Santander somou R$ 14,181 bilhões, alta de 16,6% frente a 2018.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;