Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Corpos do acidente de helicóptero que matou Kobe Bryant são recuperados



28/01/2020 | 20:24


O departamento de medicina legal informou nesta terça-feira que os corpos das nove vítimas do acidente de helicóptero em que morreu o astro de basquete Kobe Bryant, aos 41 anos, no último domingo, foram recuperados e evacuados do local do acidente, em Calabasas, cidade nos arredores de Los Angeles.

Segundo o comunicado, os restos mortais de três vítimas foram recuperados no próprio domingo e das outras seis, na segunda-feira.

"Na tarde de domingo, o pessoal da equipe de resposta de operações especiais recuperou três corpos dos restos do helicóptero, localizado no bloco 4200 da estrada Las Vírgens em Calabasas. No dia seguinte, a busca pelos outros seis ocupantes do helicóptero continuou. Pouco depois, seus corpos foram localizados, tirados do local do acidente e transportados para o centro de ciências forenses do departamento", detalhou o departamento de medicina legal, nesta terça-feira.

Ainda segundo o comunicado, "atualmente, os investigadores estão trabalhando ativamente na identificação dos mortos. Além disso, estão sendo realizados exames nos corpos. O departamento de medicina legal dará atualizações imediatas dos nomes dos mortos assim que sejam oficialmente verificados e que seus familiares sejam notificados."

Além de Kobe, morreram no acidente sua filha Gianna Bryant, de apenas 13 anos, além de John Altobelli, técnico de beisebol, Keri Altobelli e Alyssa Altobelli, mulher e filha de John; Sarah Chester e Payton Chester, mãe e filha; Christina Mauser e o piloto Ara Zobayan. O nome das vítimas foram divulgados pelos familiares.

Todos viajavam do Aeroporto John Wayne, em Orange County, para a cidade de Newbury Park, no Condado de Ventura, Califórnia, onde o time de Gianna faria um jogo pelo Mamba Academy, que teria Kobe Bryant como técnico.

O acidente ainda está na fase inicial de investigações. Mas informações preliminares divulgadas pela imprensa norte-americana garantem que as condições climáticas eram tão ruins que a polícia não operou com aeronaves pela manhã no condado de Los Angeles.

O FBI está no comando das investigações, que ainda conta com a Agência Federal de Aviação dos EUA e o Conselho Nacional de Segurança no Transporte (NTSB, na sigla em inglês), que nunca registrou um acidente envolvendo um modelo Sikorsky S-76B, igual ao que Kobe estava.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Corpos do acidente de helicóptero que matou Kobe Bryant são recuperados


28/01/2020 | 20:24


O departamento de medicina legal informou nesta terça-feira que os corpos das nove vítimas do acidente de helicóptero em que morreu o astro de basquete Kobe Bryant, aos 41 anos, no último domingo, foram recuperados e evacuados do local do acidente, em Calabasas, cidade nos arredores de Los Angeles.

Segundo o comunicado, os restos mortais de três vítimas foram recuperados no próprio domingo e das outras seis, na segunda-feira.

"Na tarde de domingo, o pessoal da equipe de resposta de operações especiais recuperou três corpos dos restos do helicóptero, localizado no bloco 4200 da estrada Las Vírgens em Calabasas. No dia seguinte, a busca pelos outros seis ocupantes do helicóptero continuou. Pouco depois, seus corpos foram localizados, tirados do local do acidente e transportados para o centro de ciências forenses do departamento", detalhou o departamento de medicina legal, nesta terça-feira.

Ainda segundo o comunicado, "atualmente, os investigadores estão trabalhando ativamente na identificação dos mortos. Além disso, estão sendo realizados exames nos corpos. O departamento de medicina legal dará atualizações imediatas dos nomes dos mortos assim que sejam oficialmente verificados e que seus familiares sejam notificados."

Além de Kobe, morreram no acidente sua filha Gianna Bryant, de apenas 13 anos, além de John Altobelli, técnico de beisebol, Keri Altobelli e Alyssa Altobelli, mulher e filha de John; Sarah Chester e Payton Chester, mãe e filha; Christina Mauser e o piloto Ara Zobayan. O nome das vítimas foram divulgados pelos familiares.

Todos viajavam do Aeroporto John Wayne, em Orange County, para a cidade de Newbury Park, no Condado de Ventura, Califórnia, onde o time de Gianna faria um jogo pelo Mamba Academy, que teria Kobe Bryant como técnico.

O acidente ainda está na fase inicial de investigações. Mas informações preliminares divulgadas pela imprensa norte-americana garantem que as condições climáticas eram tão ruins que a polícia não operou com aeronaves pela manhã no condado de Los Angeles.

O FBI está no comando das investigações, que ainda conta com a Agência Federal de Aviação dos EUA e o Conselho Nacional de Segurança no Transporte (NTSB, na sigla em inglês), que nunca registrou um acidente envolvendo um modelo Sikorsky S-76B, igual ao que Kobe estava.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;