Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Federer salva 7 match points, Djokovic vence fácil e rivais duelarão em Melbourne



28/01/2020 | 09:29


Novak Djokovic e Roger Federer vão se enfrentar em uma das semifinais do Aberto da Austrália, mas o caminho que eles precisaram percorrer nesta terça-feira foram bem diferentes. Enquanto o sérvio passou em três sets pelo canadense Milos Raonic, o suíço precisou salvar sete match points antes de triunfar diante do norte-americano Tennys Sandgren na quinta parcial.

Sandgren é apenas o 100º colocado no ranking da ATP, mas impôs enorme dificuldade a Federer, que ainda assim conseguiu se classificar às semifinais do Aberto da Austrália pela 15ª vez na sua carreira. Ele, porém, conseguiu se manter na briga pela sua 21ª taça de Grand Slam, sendo a sétima em Melbourne.

Nesta terça-feira, Federer precisou receber atendimento médico no terceiro set, quando perdia por 3/0, e quase foi eliminado no quarto. Mas conseguiu triunfar diante de Sandgren por 6/3, 2/6, 2/6, 7/6 (10/8) e 6/3.

Sete vezes campeão do Aberto da Austrália, Djokovic avançou às semifinais com o triunfo sobre Raonic, finalista de Wimbledon em 2016, por 6/4, 6/3 e 7/6 (7/1). Assim, ampliou para 10 a 0 a sua vantagem no confronto direto com o canadense.

A sua maior dificuldade nesta terça pareceu ser com suas lentes de contato no terceiro set, quando precisou ir aos vestiários para trocá-las. E ao fim do jogo, vestiu um casaco com os número 8 e 24, uma referência a Kobe Bryant, lenda do basquete que morreu em acidente de helicóptero na Califórnia no último domingo.

A semifinal entre Djokovic e Federer colocará em quadra 36 títulos de Grand Slam, sendo 13 do Aberto da Austrália. E o sérvio buscará ampliar um retrospecto impressionante, pois nunca perdeu nas semifinais ou na decisão no Melbourne Park. Djokovic também está em vantagem de 26 a 23 no confronto direto com Federer, com três triunfos e uma derrota no Aberto da Austrália.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Federer salva 7 match points, Djokovic vence fácil e rivais duelarão em Melbourne


28/01/2020 | 09:29


Novak Djokovic e Roger Federer vão se enfrentar em uma das semifinais do Aberto da Austrália, mas o caminho que eles precisaram percorrer nesta terça-feira foram bem diferentes. Enquanto o sérvio passou em três sets pelo canadense Milos Raonic, o suíço precisou salvar sete match points antes de triunfar diante do norte-americano Tennys Sandgren na quinta parcial.

Sandgren é apenas o 100º colocado no ranking da ATP, mas impôs enorme dificuldade a Federer, que ainda assim conseguiu se classificar às semifinais do Aberto da Austrália pela 15ª vez na sua carreira. Ele, porém, conseguiu se manter na briga pela sua 21ª taça de Grand Slam, sendo a sétima em Melbourne.

Nesta terça-feira, Federer precisou receber atendimento médico no terceiro set, quando perdia por 3/0, e quase foi eliminado no quarto. Mas conseguiu triunfar diante de Sandgren por 6/3, 2/6, 2/6, 7/6 (10/8) e 6/3.

Sete vezes campeão do Aberto da Austrália, Djokovic avançou às semifinais com o triunfo sobre Raonic, finalista de Wimbledon em 2016, por 6/4, 6/3 e 7/6 (7/1). Assim, ampliou para 10 a 0 a sua vantagem no confronto direto com o canadense.

A sua maior dificuldade nesta terça pareceu ser com suas lentes de contato no terceiro set, quando precisou ir aos vestiários para trocá-las. E ao fim do jogo, vestiu um casaco com os número 8 e 24, uma referência a Kobe Bryant, lenda do basquete que morreu em acidente de helicóptero na Califórnia no último domingo.

A semifinal entre Djokovic e Federer colocará em quadra 36 títulos de Grand Slam, sendo 13 do Aberto da Austrália. E o sérvio buscará ampliar um retrospecto impressionante, pois nunca perdeu nas semifinais ou na decisão no Melbourne Park. Djokovic também está em vantagem de 26 a 23 no confronto direto com Federer, com três triunfos e uma derrota no Aberto da Austrália.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;