Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

TJ-SP bate recorde de julgamento de processos: 1 milhão em 2019



25/01/2020 | 11:54


O Tribunal de Justiça de São Paulo fechou 2019 com o recorde de 1.057.890 processos julgados em 2.ª Instância, ou 7% a mais do que em 2018. Na avaliação da presidência do TJ, a marca 'confirma a crescente produtividade de desembargadores, juízes substitutos em 2.º grau e servidores da Corte'.

O levantamento da Secretaria Judiciária diz respeito às decisões monocráticas e colegiadas dadas por magistrados das Seções de Direito Criminal, Público e Privado, do Órgão Especial e da Câmara Especial.

O resultado do ano passado é 9,7% superior à quantidade de julgamentos verificada em 2015.

Os números apontam 'desempenho progressivo' na distribuição e no andamento de recursos nos últimos cinco anos.

O Tribunal paulista foi presidido nos últimos dois anos pelo desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças.

No biênio 2020/2021, a Corte será presidida pelo desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco.

Em dezembro de 2019, foram registrados 579.805 processos em curso na 2.ª Instância, o que representa uma diminuição do acervo em 4,4% - ou de 8,3% sobre 2015.

Já a distribuição em 2.º grau foi de 856.235 feitos em 2019, um crescimento de 3,6% em relação ao ano anterior e ligeiramente menor que o recorde de 2016, quando foram distribuídos 858.515 recursos.

Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, 'o resultado histórico de produtividade se deve ao empenho de magistrados e servidores e à utilização de novas tecnologias associadas ao processo digital, área que é uma das prioridades do Judiciário paulista'.

"Temos o que há de melhor em relação a pessoas e o momento, agora, é de posicionar o Tribunal de Justiça como referência nacional na pauta da tecnologia da informação", afirmou o presidente do TJ paulista, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

TJ-SP bate recorde de julgamento de processos: 1 milhão em 2019


25/01/2020 | 11:54


O Tribunal de Justiça de São Paulo fechou 2019 com o recorde de 1.057.890 processos julgados em 2.ª Instância, ou 7% a mais do que em 2018. Na avaliação da presidência do TJ, a marca 'confirma a crescente produtividade de desembargadores, juízes substitutos em 2.º grau e servidores da Corte'.

O levantamento da Secretaria Judiciária diz respeito às decisões monocráticas e colegiadas dadas por magistrados das Seções de Direito Criminal, Público e Privado, do Órgão Especial e da Câmara Especial.

O resultado do ano passado é 9,7% superior à quantidade de julgamentos verificada em 2015.

Os números apontam 'desempenho progressivo' na distribuição e no andamento de recursos nos últimos cinco anos.

O Tribunal paulista foi presidido nos últimos dois anos pelo desembargador Manoel de Queiroz Pereira Calças.

No biênio 2020/2021, a Corte será presidida pelo desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco.

Em dezembro de 2019, foram registrados 579.805 processos em curso na 2.ª Instância, o que representa uma diminuição do acervo em 4,4% - ou de 8,3% sobre 2015.

Já a distribuição em 2.º grau foi de 856.235 feitos em 2019, um crescimento de 3,6% em relação ao ano anterior e ligeiramente menor que o recorde de 2016, quando foram distribuídos 858.515 recursos.

Segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo, 'o resultado histórico de produtividade se deve ao empenho de magistrados e servidores e à utilização de novas tecnologias associadas ao processo digital, área que é uma das prioridades do Judiciário paulista'.

"Temos o que há de melhor em relação a pessoas e o momento, agora, é de posicionar o Tribunal de Justiça como referência nacional na pauta da tecnologia da informação", afirmou o presidente do TJ paulista, desembargador Geraldo Francisco Pinheiro Franco.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;