Fechar
Publicidade

Domingo, 16 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Jeanine Áñez anuncia que será candidata nas eleições da Bolívia



25/01/2020 | 09:58


A senadora Jeanine Áñez, que preside a Bolívia interinamente desde a renúncia de Evo Morales, anunciou nesta sexta-feira, 24, que será candidata nas eleições do próximo dia 3 de maio. Áñez anunciou também a união de seu partido com forças que se aliaram ao ex-presidente Carlos Mesa no pleito anulado de outubro.

"Quero me dirigir às famílias bolivianas para anunciar que tomei a decisão de me apresentar como candidata nas eleições", declarou Áñez a vários de seus seguidores em La Paz, capital da Bolívia.

Na última terça-feira, quando uma possível candidatura começou a ser ventilada por aliados, Áñez disse que não entraria na briga eleitoral e que tinha cumprido seu papel ao convocar as eleições que serão realizadas daqui três meses.

Até então pouco conhecida nacional e internacionalmente, Áñez se autoproclamou presidente da Bolívia no dia 12 de novembro do último ano, dois dias após a renúncia de Evo Morales. A advogada de 52 anos era a segunda vice-presidente do Senado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jeanine Áñez anuncia que será candidata nas eleições da Bolívia


25/01/2020 | 09:58


A senadora Jeanine Áñez, que preside a Bolívia interinamente desde a renúncia de Evo Morales, anunciou nesta sexta-feira, 24, que será candidata nas eleições do próximo dia 3 de maio. Áñez anunciou também a união de seu partido com forças que se aliaram ao ex-presidente Carlos Mesa no pleito anulado de outubro.

"Quero me dirigir às famílias bolivianas para anunciar que tomei a decisão de me apresentar como candidata nas eleições", declarou Áñez a vários de seus seguidores em La Paz, capital da Bolívia.

Na última terça-feira, quando uma possível candidatura começou a ser ventilada por aliados, Áñez disse que não entraria na briga eleitoral e que tinha cumprido seu papel ao convocar as eleições que serão realizadas daqui três meses.

Até então pouco conhecida nacional e internacionalmente, Áñez se autoproclamou presidente da Bolívia no dia 12 de novembro do último ano, dois dias após a renúncia de Evo Morales. A advogada de 52 anos era a segunda vice-presidente do Senado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;