Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Para que serve a saliva?

Líquido produzido na boca é basicamente composto por água e é resultado do trabalho das glândulas


Tauana Marin
Diário do Grande ABC

25/01/2020 | 23:59


A saliva é uma espécie de água produzida dentro da boca que tem como função lubrificar e umedecer a cavidade bucal para facilitar a higiene, a fala e transformar os alimentos ingeridos em massa fácil de ser engolida. Também ajuda a controlar a quantidade de água no organismo e dificulta que a cárie se instale nos dentes, removendo restos de alimentos e bactérias, além de controlar o pH (potencial Hidrogeniônico) bucal, responsável por medir o grau de acidez, neutralidade ou alcalinidade de determinada solução.

As estruturas bucais responsáveis pela produção de saliva são as glândulas salivares – maiores e menores. As grandes são bilaterais, ou seja, se apresentam dos dois lados da face, de forma simétrica. Essas são responsáveis por cerca de 10% da produção média diária de saliva. Já as glândulas menores estão localizadas em mucosa, língua e lábios, desenvolvendo o restante.

A substância é composta por água (99%) e proteínas (1%), além de um pouco da chamada mucina, substância responsável por gerar a viscosidade, e a amilase, que ajuda na quebra dos carboidratos digeridos na alimentação.

Por dia, um ser humano saudável produz entre um e dois litros de saliva. Fluxo e volume podem apresentar alterações por motivos variados, como patologias, gravidez ou erupção dos dentes de leite. Um exemplo de complicação é a xerostomia, nome dado à sensação de boca seca, e hiposalivação, à diminuição do fluxo salivar e contrária a chamada hipersalivação (quando se produz o líquido em grande quantidade).

MEDICINA - A saliva é instrumento de análise laboratorial bastante importante para descobertas de doenças. Entre possibilidades, pode ser utilizada para dosar hormônios (substâncias químicas que equilibram as funções biológicas do corpo), medir proteínas no corpo e realizar testes de DNA, estes capazes de analisar se dois indivíduos possuem vínculo biológico ou não.

Bebês costumam babar bastante devido à produção excessiva de saliva e ao não controle adequado da deglutição (ato de engolir alimentos).

Consultoria de Eduardo Milner, médico buco-maxilo-facial do Sabará Hospital Infantil, de São Paulo. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Para que serve a saliva?

Líquido produzido na boca é basicamente composto por água e é resultado do trabalho das glândulas

Tauana Marin
Diário do Grande ABC

25/01/2020 | 23:59


A saliva é uma espécie de água produzida dentro da boca que tem como função lubrificar e umedecer a cavidade bucal para facilitar a higiene, a fala e transformar os alimentos ingeridos em massa fácil de ser engolida. Também ajuda a controlar a quantidade de água no organismo e dificulta que a cárie se instale nos dentes, removendo restos de alimentos e bactérias, além de controlar o pH (potencial Hidrogeniônico) bucal, responsável por medir o grau de acidez, neutralidade ou alcalinidade de determinada solução.

As estruturas bucais responsáveis pela produção de saliva são as glândulas salivares – maiores e menores. As grandes são bilaterais, ou seja, se apresentam dos dois lados da face, de forma simétrica. Essas são responsáveis por cerca de 10% da produção média diária de saliva. Já as glândulas menores estão localizadas em mucosa, língua e lábios, desenvolvendo o restante.

A substância é composta por água (99%) e proteínas (1%), além de um pouco da chamada mucina, substância responsável por gerar a viscosidade, e a amilase, que ajuda na quebra dos carboidratos digeridos na alimentação.

Por dia, um ser humano saudável produz entre um e dois litros de saliva. Fluxo e volume podem apresentar alterações por motivos variados, como patologias, gravidez ou erupção dos dentes de leite. Um exemplo de complicação é a xerostomia, nome dado à sensação de boca seca, e hiposalivação, à diminuição do fluxo salivar e contrária a chamada hipersalivação (quando se produz o líquido em grande quantidade).

MEDICINA - A saliva é instrumento de análise laboratorial bastante importante para descobertas de doenças. Entre possibilidades, pode ser utilizada para dosar hormônios (substâncias químicas que equilibram as funções biológicas do corpo), medir proteínas no corpo e realizar testes de DNA, estes capazes de analisar se dois indivíduos possuem vínculo biológico ou não.

Bebês costumam babar bastante devido à produção excessiva de saliva e ao não controle adequado da deglutição (ato de engolir alimentos).

Consultoria de Eduardo Milner, médico buco-maxilo-facial do Sabará Hospital Infantil, de São Paulo. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;