Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Atriz de The Sopranos relata em depoimento estupro sofrido por Harvey Weinstein



24/01/2020 | 11:11


Annabella Sciorra, conhecida por ter vivido Gloria Trillo em The Sopranos, além de ter atuado em séries como Luke Cage e Demolidor, deu o seu depoimento sobre o suposto abuso sexual que teria sofrido de Harvey Weinstein, produtor de Hollywood que está sofrendo processos de inúmeras atrizes, o que desencadeou o movimento Me Too.

Segundo informações do The Guardian, ela relatou o seguinte:

- Ele pegou as minhas mãos e as colocou sobre minha cabeça para segurá-las. E então ele subiu em cima de mim e me estuprou, Annabella relatou ao júri, no tribunal, enquanto o acusado a olhava impassivelmente.

Essa foi a primeira vez, desde que as acusações contra Weinstein ganharam forma, que uma acusadora efetivamente deu detalhes em tribunal sobre os abusos que teria sofrido.

A atriz ainda explica que após esse ataque, ela entrou em depressão e até mesmo tentou o suicídio, além de passar a beber. Durante diversos momentos de seu depoimento, Annabella chorou.

O ataque aconteceu no inverno de 1993 a 1994, nos Estados Unidos. Ela havia saído para jantar com Weinstein e outros amigos, inclusive Uma Thurman. Perto das dez horas da noite, Annabella quis ir embora e o produtor ofereceu uma carona para ela. Depois, quando já estava se preparando para dormir, Weinstein bateu em sua porta:

- O réu estava lá e abriu a porta. Eu não entendi porque ele estava lá.

Em seguida, ele começou a andar pelo apartamento e a desabotoar sua camisa:

- Eu percebi que, se ele estava tirando sua camisa, que em sua cabeça ele queria transar e eu não queria. Comecei a andar para trás porque eu pensei que poderia chegar até o banheiro. Eu me senti muito dominada porque ele era muito grande.

Foi, aí, então, que ele a atacou.

Donna Rotunno, uma das advogadas de Weinstein, disse para Annabella:

- Você é uma atriz treinada, você convence o público de que você é quem quer que seja esse personagem.

Além disso, ela questionou se a atriz buscou ajuda logo em seguida, se ela ligou para a polícia. Para todas as perguntas, Annabella deu uma resposta negativa. Por isso, Rotunno argumentou que a atriz havia feito sexo consensual com o produtor e que havia mentido sobre o estupro.

Ela é a primeira mulher, de seis, a prestar depoimento contra Weinstein. O produtor enfrenta cinco processo, incluindo dois relacionados a estupros, um de forçar o sexo oral em uma mulher e dois de agressão sexual predatória. Todos esses processos podem levar a uma sentença perpétua na prisão.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Atriz de The Sopranos relata em depoimento estupro sofrido por Harvey Weinstein


24/01/2020 | 11:11


Annabella Sciorra, conhecida por ter vivido Gloria Trillo em The Sopranos, além de ter atuado em séries como Luke Cage e Demolidor, deu o seu depoimento sobre o suposto abuso sexual que teria sofrido de Harvey Weinstein, produtor de Hollywood que está sofrendo processos de inúmeras atrizes, o que desencadeou o movimento Me Too.

Segundo informações do The Guardian, ela relatou o seguinte:

- Ele pegou as minhas mãos e as colocou sobre minha cabeça para segurá-las. E então ele subiu em cima de mim e me estuprou, Annabella relatou ao júri, no tribunal, enquanto o acusado a olhava impassivelmente.

Essa foi a primeira vez, desde que as acusações contra Weinstein ganharam forma, que uma acusadora efetivamente deu detalhes em tribunal sobre os abusos que teria sofrido.

A atriz ainda explica que após esse ataque, ela entrou em depressão e até mesmo tentou o suicídio, além de passar a beber. Durante diversos momentos de seu depoimento, Annabella chorou.

O ataque aconteceu no inverno de 1993 a 1994, nos Estados Unidos. Ela havia saído para jantar com Weinstein e outros amigos, inclusive Uma Thurman. Perto das dez horas da noite, Annabella quis ir embora e o produtor ofereceu uma carona para ela. Depois, quando já estava se preparando para dormir, Weinstein bateu em sua porta:

- O réu estava lá e abriu a porta. Eu não entendi porque ele estava lá.

Em seguida, ele começou a andar pelo apartamento e a desabotoar sua camisa:

- Eu percebi que, se ele estava tirando sua camisa, que em sua cabeça ele queria transar e eu não queria. Comecei a andar para trás porque eu pensei que poderia chegar até o banheiro. Eu me senti muito dominada porque ele era muito grande.

Foi, aí, então, que ele a atacou.

Donna Rotunno, uma das advogadas de Weinstein, disse para Annabella:

- Você é uma atriz treinada, você convence o público de que você é quem quer que seja esse personagem.

Além disso, ela questionou se a atriz buscou ajuda logo em seguida, se ela ligou para a polícia. Para todas as perguntas, Annabella deu uma resposta negativa. Por isso, Rotunno argumentou que a atriz havia feito sexo consensual com o produtor e que havia mentido sobre o estupro.

Ela é a primeira mulher, de seis, a prestar depoimento contra Weinstein. O produtor enfrenta cinco processo, incluindo dois relacionados a estupros, um de forçar o sexo oral em uma mulher e dois de agressão sexual predatória. Todos esses processos podem levar a uma sentença perpétua na prisão.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;