Fechar
Publicidade

Sábado, 29 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Um convite ao ano novo


Do Diário do Grande ABC

24/01/2020 | 09:32


E 2020 chegou. Com ele, chegam também alguns desafios e muitas esperanças de dias melhores. Nosso trabalho em Diadema foi intenso no ano que passou. Foram 66 sessões, entre ordinárias e extraordinárias. Mas este ano será especial porque, além do trabalho que cabe a todos os 21 vereadores, haverá ainda processo eleitoral, que em Diadema é sempre duro e muito disputado.


Entretanto, tenho a certeza de que iremos trabalhar para enfrentar os desafios mesmo às portas das eleições municipais. Como legisladores, temos de buscar melhorias na educação, na saúde, no transporte, em projetos de sustentabilidade e na geração de novos empregos para a população. Porém, só conseguimos isso quando juntamos esforços com o Executivo municipal para buscar sempre as melhores soluções.


E em 2019 fizemos exatamente isso quando discutimos, votamos e aprovamos projetos importantes como o da isenção de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para imóveis atingidos por enchentes, o Projeto Atlas Ambiental, os programas de incentivo à instalação de sistema de captação de energia solar e de reciclagem de lixo, do Lixo Zero e de sustentabilidade ambiental. Aprovamos ainda projeto de incentivo a estudantes da cidade com o reconhecimento do Aluno

Nota 10; programas Escola que Faz e de adoção de educação física adaptada para alunos com deficiência física e também o de doação de órgãos e tecidos, entre outros. No total, os vereadores aprovaram 165 leis em 2019.


Os parlamentares ajudaram a Prefeitura também na aprovação do parcelamento de débitos, o Refis. Assim como beneficiaram o contribuinte da cidade com a redução de até 50% do ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis) e com decreto de autoria da mesa da Câmara Municipal que tornou facultativo o pagamento da taxa de sinistro, que era cobrada junto com o IPTU. O decreto transformou a taxa obrigatória em contribuição opcional.
Isso mostra o quanto trabalhamos para melhorar a vida do diademense, mas nos deu ideia do quanto ainda temos de trabalhar neste último ano desta atual legislatura.


Isso porque, em 2020 os vereadores da cidade terão outros dois desafios: o primeiro será separar o processo eleitoral do dia a dia e, depois, para os que vão buscar a reeleição, conquistar uma das 21 cadeiras do Parlamento municipal. E não será diferente para os parlamentares que não vão concorrer a vereador, porque têm por objetivo disputar o cargo maior da cidade, ou seja, o de prefeito municipal para o quadriênio 2021/2024.
Um feliz 2020.

Revelino Teixeira de Almeida, o Pretinho do Água Santa, é presidente da Câmara de Diadema.

Centreville
Parabenizo os moradores do Centreville, que, após tantos anos, estarão recebendo seus títulos de propriedade (Política, ontem). Vale lembrar que as famílias residentes no núcleo Gamboa II também estão esperando sua regularização fundiária desde 1990. Gostaria de saber se a Prefeitura tem alguma posição sobre este caso.
Manoel Henrique A. Silva
Santo André

Ciclovia azul
Gostaria muito de ver políticos do Grande ABC se empenharem em resolver problemas mais graves, como o êxodo industrial da região, a perda do Metrô, as enchentes, a violência e outros problemas mais graves, do que se preocuparem com ciclovias pintadas de azul ao invés de estarem pintadas de vermelho. Sei que a cor vermelha é obrigatória para as ciclovias, mas prefiro ciclovia pintada de azul do que não ter ciclovia, como na gestão anterior em São Bernardo, em que tínhamos poucas ciclovias e ainda uma ciclovia incompleta em plena Avenida Kennedy, à qual terminava em frente à C&C.
Eric Cappellozza
São Bernardo

Assunção
Na Rua Terezinha Capitâneo Fantinati, no bairro Assunção, em São Bernardo, abriu, em frente à casa 219, um buraco no asfalto, com profundidade de dois metros! A Sabesp foi avisada sábado. Na segunda apareceu, colocou algo sobre o buraco e pintou em branco ‘CR’. E o buraco já teve crescimento. Dia 21 apareceu a Comgas e pintou, também em branco, ‘gás’, com duas flechas. Esse buraco é perigosíssimo devido à profundidade. Basta um caminhão passar em cima para afundar e até engolir o veículo! Aliás, toda a rua está com buracos mal tapados e afundamentos do asfalto. O que estão esperando? Acidente, para aparecer na TV para todo Brasil? O que espera a Prefeitura, que tem a obrigação de fiscalizar e apontar o responsável?
Serge R. Vandevelde
São Bernardo

Protestos
Poucas vezes na história se viu tanta gente pelas ruas brasileiras mostrando os seus anseios em protestos. Evidentemente que em muitos casos as manifestações apresentam episódios de vandalismo e depredação dos patrimônios público e privado, porém, são os pequenos grupos os responsáveis pela baderna. Então, que se puna a eles e não a todos. A esmagadora maioria das pessoas que vão para as ruas exerce o direito de se manifestar, assim como a Constituição garante. Não está lá para destruir fachada de bancos, promover pichações nem para pular catracas do Metrô. A polícia agir de forma arbitrária pode, inclusive, ter o efeito contrário, e o tiro pode sair pela culatra do que João Doria almeja em 2022.
Turíbio Liberatto
São Caetano

Liminar
Liminar do ministro Fux, com relação ao juiz de garantia, desautoriza Toffoli, Bolsonaro e Congresso (Política, ontem). Mas atende aos anseios da população brasileira, que, sem essa lei, já está submetida a Justiça inoperante, lerda e deficiente. Fux mostrou que no STF (Supremo Tribunal Federal), ainda existe vida inteligente!
Beatriz Campos
Capital

Paulo Guedes
Vendo este Diário dar um terço de página para o jornalista Carlos Brickmann falar mal do governo, assim como ele fala em todas colunas que escreve – ele vive com a família Bolsonaro na cabeça –, e ver num cantinho de outra página míseras 30 linhas para falar do ministro da Economia, Paulo Guedes (Política, dia 22), que foi brilhante em Davos, na Suíça, fica fácil entender por que o nosso querido Grande ABC está nesta difícil situação econômica e social.
Ângelo Marchi Neto
Mauá

Glenn
Com relação à denúncia do MPF (Ministério Público Federal) contra o jornalista Glenn Greenwald e seis hackers, há ‘figurões’ da Justiça afirmando que o MPF estaria cerceando a liberdade de imprensa. Como se sabe, o senhor Glenn e ‘associados’ invadiram e divulgaram na mídia conversas telefônicas sigilosas de autoridades brasileiras, entre outros. Ora, não é preciso ser nenhum ministro do Supremo para concluir que o ato do senhor Glenn é crime gravíssimo e passível de severa punição. Pura e simples!
Maria E. Amaral
Capital

As cartas para esta seção devem ser encaminhadas pelos Correios (Rua Catequese, 562, bairro Jardim, Santo André, CEP 09090-900) ou por e-mail (palavradoleitor@dgabc.com.br). Necessário que sejam indicados nome e endereço completos e telefone para contato. Não serão publicadas ofensas pessoais. Os assuntos devem versar sobre temas abordados pelo jornal. O Diário se reserva o direito de publicar somente trechos dos textos. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Um convite ao ano novo

Do Diário do Grande ABC

24/01/2020 | 09:32


E 2020 chegou. Com ele, chegam também alguns desafios e muitas esperanças de dias melhores. Nosso trabalho em Diadema foi intenso no ano que passou. Foram 66 sessões, entre ordinárias e extraordinárias. Mas este ano será especial porque, além do trabalho que cabe a todos os 21 vereadores, haverá ainda processo eleitoral, que em Diadema é sempre duro e muito disputado.


Entretanto, tenho a certeza de que iremos trabalhar para enfrentar os desafios mesmo às portas das eleições municipais. Como legisladores, temos de buscar melhorias na educação, na saúde, no transporte, em projetos de sustentabilidade e na geração de novos empregos para a população. Porém, só conseguimos isso quando juntamos esforços com o Executivo municipal para buscar sempre as melhores soluções.


E em 2019 fizemos exatamente isso quando discutimos, votamos e aprovamos projetos importantes como o da isenção de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para imóveis atingidos por enchentes, o Projeto Atlas Ambiental, os programas de incentivo à instalação de sistema de captação de energia solar e de reciclagem de lixo, do Lixo Zero e de sustentabilidade ambiental. Aprovamos ainda projeto de incentivo a estudantes da cidade com o reconhecimento do Aluno

Nota 10; programas Escola que Faz e de adoção de educação física adaptada para alunos com deficiência física e também o de doação de órgãos e tecidos, entre outros. No total, os vereadores aprovaram 165 leis em 2019.


Os parlamentares ajudaram a Prefeitura também na aprovação do parcelamento de débitos, o Refis. Assim como beneficiaram o contribuinte da cidade com a redução de até 50% do ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis) e com decreto de autoria da mesa da Câmara Municipal que tornou facultativo o pagamento da taxa de sinistro, que era cobrada junto com o IPTU. O decreto transformou a taxa obrigatória em contribuição opcional.
Isso mostra o quanto trabalhamos para melhorar a vida do diademense, mas nos deu ideia do quanto ainda temos de trabalhar neste último ano desta atual legislatura.


Isso porque, em 2020 os vereadores da cidade terão outros dois desafios: o primeiro será separar o processo eleitoral do dia a dia e, depois, para os que vão buscar a reeleição, conquistar uma das 21 cadeiras do Parlamento municipal. E não será diferente para os parlamentares que não vão concorrer a vereador, porque têm por objetivo disputar o cargo maior da cidade, ou seja, o de prefeito municipal para o quadriênio 2021/2024.
Um feliz 2020.

Revelino Teixeira de Almeida, o Pretinho do Água Santa, é presidente da Câmara de Diadema.

Centreville
Parabenizo os moradores do Centreville, que, após tantos anos, estarão recebendo seus títulos de propriedade (Política, ontem). Vale lembrar que as famílias residentes no núcleo Gamboa II também estão esperando sua regularização fundiária desde 1990. Gostaria de saber se a Prefeitura tem alguma posição sobre este caso.
Manoel Henrique A. Silva
Santo André

Ciclovia azul
Gostaria muito de ver políticos do Grande ABC se empenharem em resolver problemas mais graves, como o êxodo industrial da região, a perda do Metrô, as enchentes, a violência e outros problemas mais graves, do que se preocuparem com ciclovias pintadas de azul ao invés de estarem pintadas de vermelho. Sei que a cor vermelha é obrigatória para as ciclovias, mas prefiro ciclovia pintada de azul do que não ter ciclovia, como na gestão anterior em São Bernardo, em que tínhamos poucas ciclovias e ainda uma ciclovia incompleta em plena Avenida Kennedy, à qual terminava em frente à C&C.
Eric Cappellozza
São Bernardo

Assunção
Na Rua Terezinha Capitâneo Fantinati, no bairro Assunção, em São Bernardo, abriu, em frente à casa 219, um buraco no asfalto, com profundidade de dois metros! A Sabesp foi avisada sábado. Na segunda apareceu, colocou algo sobre o buraco e pintou em branco ‘CR’. E o buraco já teve crescimento. Dia 21 apareceu a Comgas e pintou, também em branco, ‘gás’, com duas flechas. Esse buraco é perigosíssimo devido à profundidade. Basta um caminhão passar em cima para afundar e até engolir o veículo! Aliás, toda a rua está com buracos mal tapados e afundamentos do asfalto. O que estão esperando? Acidente, para aparecer na TV para todo Brasil? O que espera a Prefeitura, que tem a obrigação de fiscalizar e apontar o responsável?
Serge R. Vandevelde
São Bernardo

Protestos
Poucas vezes na história se viu tanta gente pelas ruas brasileiras mostrando os seus anseios em protestos. Evidentemente que em muitos casos as manifestações apresentam episódios de vandalismo e depredação dos patrimônios público e privado, porém, são os pequenos grupos os responsáveis pela baderna. Então, que se puna a eles e não a todos. A esmagadora maioria das pessoas que vão para as ruas exerce o direito de se manifestar, assim como a Constituição garante. Não está lá para destruir fachada de bancos, promover pichações nem para pular catracas do Metrô. A polícia agir de forma arbitrária pode, inclusive, ter o efeito contrário, e o tiro pode sair pela culatra do que João Doria almeja em 2022.
Turíbio Liberatto
São Caetano

Liminar
Liminar do ministro Fux, com relação ao juiz de garantia, desautoriza Toffoli, Bolsonaro e Congresso (Política, ontem). Mas atende aos anseios da população brasileira, que, sem essa lei, já está submetida a Justiça inoperante, lerda e deficiente. Fux mostrou que no STF (Supremo Tribunal Federal), ainda existe vida inteligente!
Beatriz Campos
Capital

Paulo Guedes
Vendo este Diário dar um terço de página para o jornalista Carlos Brickmann falar mal do governo, assim como ele fala em todas colunas que escreve – ele vive com a família Bolsonaro na cabeça –, e ver num cantinho de outra página míseras 30 linhas para falar do ministro da Economia, Paulo Guedes (Política, dia 22), que foi brilhante em Davos, na Suíça, fica fácil entender por que o nosso querido Grande ABC está nesta difícil situação econômica e social.
Ângelo Marchi Neto
Mauá

Glenn
Com relação à denúncia do MPF (Ministério Público Federal) contra o jornalista Glenn Greenwald e seis hackers, há ‘figurões’ da Justiça afirmando que o MPF estaria cerceando a liberdade de imprensa. Como se sabe, o senhor Glenn e ‘associados’ invadiram e divulgaram na mídia conversas telefônicas sigilosas de autoridades brasileiras, entre outros. Ora, não é preciso ser nenhum ministro do Supremo para concluir que o ato do senhor Glenn é crime gravíssimo e passível de severa punição. Pura e simples!
Maria E. Amaral
Capital

As cartas para esta seção devem ser encaminhadas pelos Correios (Rua Catequese, 562, bairro Jardim, Santo André, CEP 09090-900) ou por e-mail (palavradoleitor@dgabc.com.br). Necessário que sejam indicados nome e endereço completos e telefone para contato. Não serão publicadas ofensas pessoais. Os assuntos devem versar sobre temas abordados pelo jornal. O Diário se reserva o direito de publicar somente trechos dos textos. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;