Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Executivo nem sempre consegue o que quer, diz Mourão sobre recriar ministério



23/01/2020 | 20:52


Ao comentar sobre a possível recriação do Ministério da Segurança Pública nesta quinta-feira, 23, o presidente em exercício, Hamilton Mourão (PRTB), disse que o governo "nem sempre consegue" o que deseja, pois é preciso um "diálogo" com o Legislativo.

"Agora, vocês sabem muito bem que uma decisão desta natureza, depois ela vai pra onde? Vai para o Congresso e vai ser votada lá. Então vamos lembrar que tudo aquilo que o Executivo deseja fazer nem sempre consegue, porque existe um diálogo com o Legislativo", disse ele.

Mourão afirmou que a ideia de recriar o ministério foi levada por secretários de Segurança dos Estados ao presidente Jair Bolsonaro. "Os próprios secretários de Segurança é que solicitaram a criação deste ministério, o que levou o presidente a fazer uma declaração neste sentido", disse o presidente em exercício.

Conselho da Amazônia

Mourão disse que o governo deve apresentar até a próxima terça-feira, 28, um decreto para regulamentar as atividades do Conselho da Amazônia. A criação do conselho foi anunciada na terça-feira, 21, pelo presidente Jair Bolsonaro para atuar "na proteção do meio ambiente da Amazônia".

Mourão disse que avalia estruturas que existem na legislação, como a "Guarda Nacional Ambiental", mas que ainda não estão em uso. "Existe muita coisa que já ocorre, tem legislação em vigor e não está sendo devidamente executada", afirmou.

O presidente sinalizou que pode buscar recursos ao Fundo Amazônia, de investidores estrangeiros e outros países para auxiliar na preservação da floresta. "Depois que definir o que a gente precisa fazer, vamos ver...Tem recurso pra isso? Tem recurso previsto no Orçamento? Não tem? Aí podemos ir atrás de investidores estrangeiros ou de países que queiram cooperar", declarou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Executivo nem sempre consegue o que quer, diz Mourão sobre recriar ministério


23/01/2020 | 20:52


Ao comentar sobre a possível recriação do Ministério da Segurança Pública nesta quinta-feira, 23, o presidente em exercício, Hamilton Mourão (PRTB), disse que o governo "nem sempre consegue" o que deseja, pois é preciso um "diálogo" com o Legislativo.

"Agora, vocês sabem muito bem que uma decisão desta natureza, depois ela vai pra onde? Vai para o Congresso e vai ser votada lá. Então vamos lembrar que tudo aquilo que o Executivo deseja fazer nem sempre consegue, porque existe um diálogo com o Legislativo", disse ele.

Mourão afirmou que a ideia de recriar o ministério foi levada por secretários de Segurança dos Estados ao presidente Jair Bolsonaro. "Os próprios secretários de Segurança é que solicitaram a criação deste ministério, o que levou o presidente a fazer uma declaração neste sentido", disse o presidente em exercício.

Conselho da Amazônia

Mourão disse que o governo deve apresentar até a próxima terça-feira, 28, um decreto para regulamentar as atividades do Conselho da Amazônia. A criação do conselho foi anunciada na terça-feira, 21, pelo presidente Jair Bolsonaro para atuar "na proteção do meio ambiente da Amazônia".

Mourão disse que avalia estruturas que existem na legislação, como a "Guarda Nacional Ambiental", mas que ainda não estão em uso. "Existe muita coisa que já ocorre, tem legislação em vigor e não está sendo devidamente executada", afirmou.

O presidente sinalizou que pode buscar recursos ao Fundo Amazônia, de investidores estrangeiros e outros países para auxiliar na preservação da floresta. "Depois que definir o que a gente precisa fazer, vamos ver...Tem recurso pra isso? Tem recurso previsto no Orçamento? Não tem? Aí podemos ir atrás de investidores estrangeiros ou de países que queiram cooperar", declarou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;