Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Lagarde diz que Von der Leyen visitará EUA em fevereiro para negociar acordo



23/01/2020 | 11:39


A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse hoje em coletiva de imprensa que a presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, irá visitar os EUA em fevereiro para iniciar negociações comerciais.

O comentário veio um dia depois de o presidente dos EUA, Donald Trump, ameaçar tarifar carros e outros produtos da União Europeia (UE) se os dois lados não conseguirem fechar um novo acordo comercial.

Lagarde disse também que o impacto na zona do euro do acordo comercial "de fase 1" assinado por EUA e China no último dia 15 "ainda precisa ser avaliado", mas ressaltou que as tensões comerciais diminuíram desde então.

Em outro momento da coletiva, Lagarde se recusou a comentar a decisão de dezembro do Banco Central da Suécia, o Riksbank, de elevar seu juro básico para 0%, abandonando uma longa política de juros negativos. A taxa de depósito do BCE é atualmente de -0,50%.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Lagarde diz que Von der Leyen visitará EUA em fevereiro para negociar acordo


23/01/2020 | 11:39


A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse hoje em coletiva de imprensa que a presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, irá visitar os EUA em fevereiro para iniciar negociações comerciais.

O comentário veio um dia depois de o presidente dos EUA, Donald Trump, ameaçar tarifar carros e outros produtos da União Europeia (UE) se os dois lados não conseguirem fechar um novo acordo comercial.

Lagarde disse também que o impacto na zona do euro do acordo comercial "de fase 1" assinado por EUA e China no último dia 15 "ainda precisa ser avaliado", mas ressaltou que as tensões comerciais diminuíram desde então.

Em outro momento da coletiva, Lagarde se recusou a comentar a decisão de dezembro do Banco Central da Suécia, o Riksbank, de elevar seu juro básico para 0%, abandonando uma longa política de juros negativos. A taxa de depósito do BCE é atualmente de -0,50%.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;