Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Trio invade casa, rouba e agride casal de idosos em Sto.André

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Dionisio e Euridice Andreoli, ambos com 80 anos, sofreram escoriações devido à violência


Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

22/01/2020 | 00:01


 Trio de assaltantes invadiu a residência de casal de idosos na madrugada de ontem, no Recreio da Borda do Campo, em Santo André, e agrediu violentamente marido e mulher, ambos com 80 anos. Além de bens materiais, como carro, eletrodomésticos, aparelhos eletrônicos, joias e calçados, os criminosos levaram alimentos e bebidas. Ameaçaram também roubar animais e pássaros, mas desistiram ante pedidos da mulher.

Dionisio e Euridice Andreoli ficaram com marcas da violência dos criminosos pelos corpos. O senhor, que teve duas cadeiras de estrutura de metal quebradas em sua cabeça, ficou com corte na parte superior da testa, além de derrame no olho esquerdo. Ele foi atendido no PA (Pronto Atendimento) da Vila Luzita, onde os ferimentos foram suturados, e realizou tomografia no CHM (Centro Hospitalar Municipal) de Santo André. Foi liberado e voltou para casa.

O imóvel, denominado “Recanto do Paraíso”, deixou de ser seguro para o casal. Assustado com o episódio, Andreoli está decidido a vender a casa. “Depois do que aconteceu aqui, não tenho como continuar morando neste local.”

MOMENTOS DE TERROR

Por volta da 1h de ontem, o casal foi acordado com barulho de tentativas de abertura da janela do quarto. Preocupado, Andreoli levantou e procurou material com o qual pudesse se defender. Encontrou uma figa de caçar rãs. Foram ouvidos chutes na porta de entrada da casa e um dos criminosos quebrou a janela da cozinha e invadiu a residência. “Tentei proteger minha casa e mulher. Tive uma rápida briga, na tentativa de conter o ladrão, mas ele me golpeou com duas cadeiradas e caí. Na sequência, outros dois jovens entraram e jogaram minha mulher, que já é muito doente, longe”, relatou ele.

Euridice contou que os bandidos mandaram o casal para o banheiro. Ao perceber que estava ferida, pediu para que os criminosos a ajudassem a se levantar do chão, já que tem dificuldades. “O ladrão correu para a sala e, em tempo, escondi a chave do banheiro. Quando ele voltou, disse que nos trancaria. Respondi que não havia chave e, assim, ele só encostou a porta, dando a ordem de que ficássemos quietos”, lembrou.

O casal afirma que a ação dos criminosos foi rápida. Em poucos minutos, Euridice foi até a janela da sala e viu que os homens já tinham saído, levando o carro deles, alimentos, bebidas e outros pertences. “A casa estava completamente revirada e muitas coisas destruídas”, lamentou a senhora. “Tentaram levar nossos cachorros e passarinhos também. Mas desistiram”, disse Andreoli.

Os idosos disseram que houve muito barulho durante a ação e que os criminosos atiraram por diversas vezes. Entretanto, nada foi atingido e nenhuma munição foi encontrada na casa. O carro, um Volkswagen Fox preto, foi encontrado ainda pela manhã, na Estrada do Pedroso, altura do 6.400, em Santo André.

Casados há 60 anos, os Andreoli lamentam que os criminosos, que estimam ter entre 20 e 25 anos, estejam destruindo lares para sobreviver. O casal é de Santo André, morou por 15 anos em Suzano, mas voltou para a cidade natal há dois para que Euridice pudesse ficar perto de uma das filhas, que mora no mesmo bairro. Eles têm mais dois filhos, um que continua em Suzano e outra em Santos, no Litoral Paulista.

Vizinhos ouviram barulho e pedido de socorro durante a madrugada

Vizinhos do casal Dionisio e Euridice Andreoli, ambos com 80 anos, disseram à equipe do Diário que foi possível ouvir “quebradeira” e gritos de pedido de socorro durante a madrugada. Os idosos foram violentamente agredidos por três ladrões durante invasão à residência.

De acordo com a população, os crimes naquela área nunca foram frequentes. Entretanto, no último mês foram registradas três invasões em residência. Segundo o motorista Wilcimar Barbalho, 56, a princípio, a comunidade acreditou que fosse “molecagem” dos jovens da rua, ou até mesmo briga de casal. “Escutamos o senhor pedindo ajuda na rua e diversos vizinhos foram prestar socorro quando notaram a gravidade do caso.”

A filha do casal, Sueli Andreoli, 59, não quer mais que os pais fiquem no bairro. “Eles são idosos e precisam de segurança. Estou passada”, afirmou. A polícia vai levantar se residências do entorno possuem câmeras de segurança e se há imagens que permitam identificar os criminosos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Trio invade casa, rouba e agride casal de idosos em Sto.André

Dionisio e Euridice Andreoli, ambos com 80 anos, sofreram escoriações devido à violência

Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

22/01/2020 | 00:01


 Trio de assaltantes invadiu a residência de casal de idosos na madrugada de ontem, no Recreio da Borda do Campo, em Santo André, e agrediu violentamente marido e mulher, ambos com 80 anos. Além de bens materiais, como carro, eletrodomésticos, aparelhos eletrônicos, joias e calçados, os criminosos levaram alimentos e bebidas. Ameaçaram também roubar animais e pássaros, mas desistiram ante pedidos da mulher.

Dionisio e Euridice Andreoli ficaram com marcas da violência dos criminosos pelos corpos. O senhor, que teve duas cadeiras de estrutura de metal quebradas em sua cabeça, ficou com corte na parte superior da testa, além de derrame no olho esquerdo. Ele foi atendido no PA (Pronto Atendimento) da Vila Luzita, onde os ferimentos foram suturados, e realizou tomografia no CHM (Centro Hospitalar Municipal) de Santo André. Foi liberado e voltou para casa.

O imóvel, denominado “Recanto do Paraíso”, deixou de ser seguro para o casal. Assustado com o episódio, Andreoli está decidido a vender a casa. “Depois do que aconteceu aqui, não tenho como continuar morando neste local.”

MOMENTOS DE TERROR

Por volta da 1h de ontem, o casal foi acordado com barulho de tentativas de abertura da janela do quarto. Preocupado, Andreoli levantou e procurou material com o qual pudesse se defender. Encontrou uma figa de caçar rãs. Foram ouvidos chutes na porta de entrada da casa e um dos criminosos quebrou a janela da cozinha e invadiu a residência. “Tentei proteger minha casa e mulher. Tive uma rápida briga, na tentativa de conter o ladrão, mas ele me golpeou com duas cadeiradas e caí. Na sequência, outros dois jovens entraram e jogaram minha mulher, que já é muito doente, longe”, relatou ele.

Euridice contou que os bandidos mandaram o casal para o banheiro. Ao perceber que estava ferida, pediu para que os criminosos a ajudassem a se levantar do chão, já que tem dificuldades. “O ladrão correu para a sala e, em tempo, escondi a chave do banheiro. Quando ele voltou, disse que nos trancaria. Respondi que não havia chave e, assim, ele só encostou a porta, dando a ordem de que ficássemos quietos”, lembrou.

O casal afirma que a ação dos criminosos foi rápida. Em poucos minutos, Euridice foi até a janela da sala e viu que os homens já tinham saído, levando o carro deles, alimentos, bebidas e outros pertences. “A casa estava completamente revirada e muitas coisas destruídas”, lamentou a senhora. “Tentaram levar nossos cachorros e passarinhos também. Mas desistiram”, disse Andreoli.

Os idosos disseram que houve muito barulho durante a ação e que os criminosos atiraram por diversas vezes. Entretanto, nada foi atingido e nenhuma munição foi encontrada na casa. O carro, um Volkswagen Fox preto, foi encontrado ainda pela manhã, na Estrada do Pedroso, altura do 6.400, em Santo André.

Casados há 60 anos, os Andreoli lamentam que os criminosos, que estimam ter entre 20 e 25 anos, estejam destruindo lares para sobreviver. O casal é de Santo André, morou por 15 anos em Suzano, mas voltou para a cidade natal há dois para que Euridice pudesse ficar perto de uma das filhas, que mora no mesmo bairro. Eles têm mais dois filhos, um que continua em Suzano e outra em Santos, no Litoral Paulista.

Vizinhos ouviram barulho e pedido de socorro durante a madrugada

Vizinhos do casal Dionisio e Euridice Andreoli, ambos com 80 anos, disseram à equipe do Diário que foi possível ouvir “quebradeira” e gritos de pedido de socorro durante a madrugada. Os idosos foram violentamente agredidos por três ladrões durante invasão à residência.

De acordo com a população, os crimes naquela área nunca foram frequentes. Entretanto, no último mês foram registradas três invasões em residência. Segundo o motorista Wilcimar Barbalho, 56, a princípio, a comunidade acreditou que fosse “molecagem” dos jovens da rua, ou até mesmo briga de casal. “Escutamos o senhor pedindo ajuda na rua e diversos vizinhos foram prestar socorro quando notaram a gravidade do caso.”

A filha do casal, Sueli Andreoli, 59, não quer mais que os pais fiquem no bairro. “Eles são idosos e precisam de segurança. Estou passada”, afirmou. A polícia vai levantar se residências do entorno possuem câmeras de segurança e se há imagens que permitam identificar os criminosos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;