Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Com 'pneu', Nadal arrasa boliviano em estreia no Aberto da Austrália



21/01/2020 | 09:53


Sem sustos, o espanhol Rafael Nadal estreou com vitória no Aberto da Austrália, nesta terça-feira, em dia sem chuvas e de programação normal - na segunda, 32 partidas foram adiadas em razão do mau tempo. O número 1 do mundo, e atual vice-campeão em Melbourne, derrotou o boliviano Hugo Dellien com direito a um "pneu", pelo placar de 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/3 e 6/0, em 2h02min de duelo.

Franco favorito contra o 73º do ranking, Nadal terminou o jogo com 38 bolas vencedoras, contra 15 do rival. E 21 erros não forçados, contra 34 do sul-americano. No entanto, foi irregular no saque. Foram cinco aces e o mesmo número de duplas faltas. Além disso, faturou oito quebras de serviço, em 18 chances. O espanhol sofreu duas quebras na partida.

Na segunda rodada, o tenista da Espanha vai encarar o argentino Federico Delbonis, que avançou na chave ao superar o português João Sousa também por 3 a 0, com parciais de 6/3, 6/4 e 7/6 (7/2).

Líder do ranking, Nadal busca em Melbourne seu segundo título do Aberto da Austrália e o 20º de Grand Slam. Se isso acontecer, o espanhol vai igualar o recorde do suíço Roger Federer. No entanto, ele diz que este não é o seu foco.

"Eu não ligo para ter 20, 15 ou 16 títulos. Eu ligo apenas para continuar tentando, curtindo a minha carreira no tênis. Eu não estabeleci a meta de chegar a 20. Se eu alcançar, será fantástico. Se chegar a 21, melhor ainda. Se eu mantiver os 19, estarei super feliz por tudo que fiz na minha carreira. Eu não penso muito no futuro", declarou.

Atual número quatro do mundo, o russo Daniil Medvedev também venceu na estreia, porém cedendo set. O atual vice-campeão do US Open, derrotado justamente por Nadal naquela final, venceu o norte-americano Frances Tiafoe por 3 a 1, com parciais de 6/3, 4/6, 6/4 e 6/2.

O austríaco Dominic Thiem e o alemão Alexander Zverev, 5º e 7º do ranking, também avançaram. Thiem bateu o francês Adrian Mannarino por 6/3, 7/5 e 6/2. Zverev despachou o italiano Marco Cecchinato por 6/4, 7/6 (7/4) e 6/3. Na segunda rodada, o tenista da Áustria enfrentará o convidado local Alex Bolt.

Já o suíço Stan Wawrinka (15º cabeça de chave) precisou de quatro sets para superar o bósnio Damir Dzumhur por 7/5, 6/7 (4/7), 6/4 e 6/4. Seu próximo adversário será o italiano Andreas Seppi.

O francês Gael Monfils (10º) bateu o taiwanês Yen-Hsun Lu por 6/1, 6/4 e 6/2, enquanto o italiano Fabio Fognini (12º) superou o americano Reilly Opelka por 3/6, 6/7 (3/7), 6/4, 6/3 e 7/6 (10/5).

Também avançaram nesta terça-feira o argentino Diego Schwartzman, os locais Nick Kyrgios, John Millman, Jordan Thompson e Alexei Popyrin, o letão Ernests Gulbis, o belga David Goffin, o japonês Tatsuma Ito, o italiano Jannik Sinner, o alemão Peter Gojowczyk, o esloveno Aljaz Bedene e os espanhóis Jaume Munar e Alejandro Davidovich Fokina, o chileno Christian Garin, o croata Marin Cilic, o canadense Milos Raonic e os russos Karen Khachanov e Andrey Rublev.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Com 'pneu', Nadal arrasa boliviano em estreia no Aberto da Austrália


21/01/2020 | 09:53


Sem sustos, o espanhol Rafael Nadal estreou com vitória no Aberto da Austrália, nesta terça-feira, em dia sem chuvas e de programação normal - na segunda, 32 partidas foram adiadas em razão do mau tempo. O número 1 do mundo, e atual vice-campeão em Melbourne, derrotou o boliviano Hugo Dellien com direito a um "pneu", pelo placar de 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/3 e 6/0, em 2h02min de duelo.

Franco favorito contra o 73º do ranking, Nadal terminou o jogo com 38 bolas vencedoras, contra 15 do rival. E 21 erros não forçados, contra 34 do sul-americano. No entanto, foi irregular no saque. Foram cinco aces e o mesmo número de duplas faltas. Além disso, faturou oito quebras de serviço, em 18 chances. O espanhol sofreu duas quebras na partida.

Na segunda rodada, o tenista da Espanha vai encarar o argentino Federico Delbonis, que avançou na chave ao superar o português João Sousa também por 3 a 0, com parciais de 6/3, 6/4 e 7/6 (7/2).

Líder do ranking, Nadal busca em Melbourne seu segundo título do Aberto da Austrália e o 20º de Grand Slam. Se isso acontecer, o espanhol vai igualar o recorde do suíço Roger Federer. No entanto, ele diz que este não é o seu foco.

"Eu não ligo para ter 20, 15 ou 16 títulos. Eu ligo apenas para continuar tentando, curtindo a minha carreira no tênis. Eu não estabeleci a meta de chegar a 20. Se eu alcançar, será fantástico. Se chegar a 21, melhor ainda. Se eu mantiver os 19, estarei super feliz por tudo que fiz na minha carreira. Eu não penso muito no futuro", declarou.

Atual número quatro do mundo, o russo Daniil Medvedev também venceu na estreia, porém cedendo set. O atual vice-campeão do US Open, derrotado justamente por Nadal naquela final, venceu o norte-americano Frances Tiafoe por 3 a 1, com parciais de 6/3, 4/6, 6/4 e 6/2.

O austríaco Dominic Thiem e o alemão Alexander Zverev, 5º e 7º do ranking, também avançaram. Thiem bateu o francês Adrian Mannarino por 6/3, 7/5 e 6/2. Zverev despachou o italiano Marco Cecchinato por 6/4, 7/6 (7/4) e 6/3. Na segunda rodada, o tenista da Áustria enfrentará o convidado local Alex Bolt.

Já o suíço Stan Wawrinka (15º cabeça de chave) precisou de quatro sets para superar o bósnio Damir Dzumhur por 7/5, 6/7 (4/7), 6/4 e 6/4. Seu próximo adversário será o italiano Andreas Seppi.

O francês Gael Monfils (10º) bateu o taiwanês Yen-Hsun Lu por 6/1, 6/4 e 6/2, enquanto o italiano Fabio Fognini (12º) superou o americano Reilly Opelka por 3/6, 6/7 (3/7), 6/4, 6/3 e 7/6 (10/5).

Também avançaram nesta terça-feira o argentino Diego Schwartzman, os locais Nick Kyrgios, John Millman, Jordan Thompson e Alexei Popyrin, o letão Ernests Gulbis, o belga David Goffin, o japonês Tatsuma Ito, o italiano Jannik Sinner, o alemão Peter Gojowczyk, o esloveno Aljaz Bedene e os espanhóis Jaume Munar e Alejandro Davidovich Fokina, o chileno Christian Garin, o croata Marin Cilic, o canadense Milos Raonic e os russos Karen Khachanov e Andrey Rublev.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;