Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

EUA não precisam mais importar energia de "produtores hostis", diz Trump



21/01/2020 | 08:45


O presidente americano, Donald Trump, afirmou que os Estados Unidos, que já são o maior produtor de petróleo do mundo, não precisam mais importar energia de "produtores hostis", semanas após a escalada de tensões entre o país e o Irã.

Em discurso no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, Trump afirmou que "encorajamos a Europa", uma das compradoras do petróleo produzido no Oriente Médio, "a usar a vasta oferta de energia" americana.

Trump também destacou "ótimos" números da economia americana, como a criação de empregos, que segundo ele ultrapassou a meta de dois milhões de novas vagas e chegou a sete milhões, e a queda na taxa de desemprego, que atualmente está perto dos menores níveis em 50 anos.

"Hoje, mostro o modelo da economia americana como um modelo para o mundo", disse. "Estamos criando uma economia que funciona para todos." O republicano também disse encorajar outras nações a seguirem o caminho de "desburocratização" de sua administração. "Para cada regra criada, eliminamos oito", disse, em referência à flexibilização especialmente do mercado de trabalho.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

EUA não precisam mais importar energia de "produtores hostis", diz Trump


21/01/2020 | 08:45


O presidente americano, Donald Trump, afirmou que os Estados Unidos, que já são o maior produtor de petróleo do mundo, não precisam mais importar energia de "produtores hostis", semanas após a escalada de tensões entre o país e o Irã.

Em discurso no Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, Trump afirmou que "encorajamos a Europa", uma das compradoras do petróleo produzido no Oriente Médio, "a usar a vasta oferta de energia" americana.

Trump também destacou "ótimos" números da economia americana, como a criação de empregos, que segundo ele ultrapassou a meta de dois milhões de novas vagas e chegou a sete milhões, e a queda na taxa de desemprego, que atualmente está perto dos menores níveis em 50 anos.

"Hoje, mostro o modelo da economia americana como um modelo para o mundo", disse. "Estamos criando uma economia que funciona para todos." O republicano também disse encorajar outras nações a seguirem o caminho de "desburocratização" de sua administração. "Para cada regra criada, eliminamos oito", disse, em referência à flexibilização especialmente do mercado de trabalho.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;