Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Para Tabata Amaral, é 'injusto' prazo para correção da nota do Enem

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Tabata disse que o prazo para pedir a correção foi muito curto e muitos candidatos ainda não tinham conhecimento do problema com as notas



20/01/2020 | 15:12


A deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) classificou como "injusto" o plano do Ministério da Educação de iniciar na terça-feira (21) as inscrições no Sisu, mesmo com relatos de inconsistência na redação do Enem.

"É injusto começarem amanhã as inscrições no Sisu para ingresso nas universidades, enquanto não há segurança sobre as notas", escreveu a deputada. "O prazo para pedir a correção foi muito curto, precisa ser prorrogado. Muitos candidatos ainda não tinham conhecimento do problema com as notas."

No sábado, o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, afirmou que se estima que um número inferior a nove mil candidatos tenham sido afetadas por correção equivocada durante o Enem. O número, contudo, pode ser maior, uma vez que mais relatos de inconsistências começam a surgir.

Para a parlamentar, falta "sensibilidade e humildade ao MEC". "É hora de pensar no drama dos candidatos e não na imagem do Governo. Isso é um absurdo!", postou Tabata.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Para Tabata Amaral, é 'injusto' prazo para correção da nota do Enem

Tabata disse que o prazo para pedir a correção foi muito curto e muitos candidatos ainda não tinham conhecimento do problema com as notas


20/01/2020 | 15:12


A deputada federal Tabata Amaral (PDT-SP) classificou como "injusto" o plano do Ministério da Educação de iniciar na terça-feira (21) as inscrições no Sisu, mesmo com relatos de inconsistência na redação do Enem.

"É injusto começarem amanhã as inscrições no Sisu para ingresso nas universidades, enquanto não há segurança sobre as notas", escreveu a deputada. "O prazo para pedir a correção foi muito curto, precisa ser prorrogado. Muitos candidatos ainda não tinham conhecimento do problema com as notas."

No sábado, o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, afirmou que se estima que um número inferior a nove mil candidatos tenham sido afetadas por correção equivocada durante o Enem. O número, contudo, pode ser maior, uma vez que mais relatos de inconsistências começam a surgir.

Para a parlamentar, falta "sensibilidade e humildade ao MEC". "É hora de pensar no drama dos candidatos e não na imagem do Governo. Isso é um absurdo!", postou Tabata.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;