Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 24 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Republicanos vira alternativa para Atila disputar reeleição em outubro

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeito de Mauá vê com bons olhos possível apoio da Igreja Universal


Junior Carvalho
Diário do Grande ABC

19/01/2020 | 23:59


O prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), tem visto com bons olhos a possibilidade de migrar para o Republicanos (ex-PRB) visando disputar a reeleição em outubro. A estratégia, segundo apurou o Diário, é a de trazer o apoio formal da classe evangélica – o partido está intrinsecamente ligado à Igreja Universal.

A ideia, porém, ainda precisa amadurecer, já que Atila nutre bom trânsito no PSB, sobretudo com o ex-governador Márcio França, que também é presidente estadual do partido. Na semana passada, contudo, Atila esteve com o deputado federal Celso Russomanno (Republicanos), uma das principais lideranças do partido, durante sua passagem pela região – promoveu o aniversário do filho em uma hamburgueria de Ribeirão Pires – e iniciou a aproximação. O chefe do Executivo estaria aguardando encontro com o presidente nacional da sigla, o também parlamentar federal Marcos Pereira.

Também há a ideia de trazer o Republicanos para compor como vice na chapa a ser encabeçada por Atila. Atualmente, o partido integra a base aliada do hoje socialista, com o vereador Gil Miranda, único da sigla no Legislativo mauaense.

A possibilidade de Atila sair ou ficar no PSB para ir à reeleição passa pela disputa majoritária na Capital. Uma nova candidatura de Celso Russomanno à Prefeitura poderia impactar positivamente no projeto do prefeito em solo mauaense. Por outro lado, uma possível chapa formada por Márcio França e o apresentador de TV José Luiz Datena, um como vice do outro, é vista internamente por aliados do prefeito como cenário favorável para Atila ficar no PSB. De quebra, ainda conseguiria voltar às urnas neste ano com o mesmo slogan que colou nas eleições de 2016 e que levou o então deputado estadual à vitória no segundo turno contra o PT: ‘Mauá é 40’.

Em sua trajetória política, Atila já passou pelo antigo PPS (hoje Cidadania), pelo PV e, por último, pelo PCdoB. O prefeito também aguarda com cautela o julgamento do mérito da anulação do impeachment para definir as estratégias eleitorais.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Republicanos vira alternativa para Atila disputar reeleição em outubro

Prefeito de Mauá vê com bons olhos possível apoio da Igreja Universal

Junior Carvalho
Diário do Grande ABC

19/01/2020 | 23:59


O prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), tem visto com bons olhos a possibilidade de migrar para o Republicanos (ex-PRB) visando disputar a reeleição em outubro. A estratégia, segundo apurou o Diário, é a de trazer o apoio formal da classe evangélica – o partido está intrinsecamente ligado à Igreja Universal.

A ideia, porém, ainda precisa amadurecer, já que Atila nutre bom trânsito no PSB, sobretudo com o ex-governador Márcio França, que também é presidente estadual do partido. Na semana passada, contudo, Atila esteve com o deputado federal Celso Russomanno (Republicanos), uma das principais lideranças do partido, durante sua passagem pela região – promoveu o aniversário do filho em uma hamburgueria de Ribeirão Pires – e iniciou a aproximação. O chefe do Executivo estaria aguardando encontro com o presidente nacional da sigla, o também parlamentar federal Marcos Pereira.

Também há a ideia de trazer o Republicanos para compor como vice na chapa a ser encabeçada por Atila. Atualmente, o partido integra a base aliada do hoje socialista, com o vereador Gil Miranda, único da sigla no Legislativo mauaense.

A possibilidade de Atila sair ou ficar no PSB para ir à reeleição passa pela disputa majoritária na Capital. Uma nova candidatura de Celso Russomanno à Prefeitura poderia impactar positivamente no projeto do prefeito em solo mauaense. Por outro lado, uma possível chapa formada por Márcio França e o apresentador de TV José Luiz Datena, um como vice do outro, é vista internamente por aliados do prefeito como cenário favorável para Atila ficar no PSB. De quebra, ainda conseguiria voltar às urnas neste ano com o mesmo slogan que colou nas eleições de 2016 e que levou o então deputado estadual à vitória no segundo turno contra o PT: ‘Mauá é 40’.

Em sua trajetória política, Atila já passou pelo antigo PPS (hoje Cidadania), pelo PV e, por último, pelo PCdoB. O prefeito também aguarda com cautela o julgamento do mérito da anulação do impeachment para definir as estratégias eleitorais.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;