Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 28 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Doze empresas fazem oferta por obras no Cassaquera

Banco de Dados Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Processo de análise burocrática tende a terminar em até cinco dias; equipe da CAF visitará Santo André em fevereiro


Fabio Martins
Diário do Grande ABC

18/01/2020 | 23:59


Na abertura da licitação internacional do governo do prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), que trata das obras do complexo viário Cassaquera, 12 empresas apresentaram proposta – todas elas nacionais. O projeto, até hoje inacabado, integra o pacote em trâmite na CAF (Corporação Andina de Fomento), banco de desenvolvimento da América Latina – no total, o empréstimo envolve US$ 50 milhões (equivalente a R$ 209 milhões na última cotação). O certame se encontra em fase de análise dos documentos de habilitações jurídica, financeira e técnica, com previsão de conclusão em até cinco dias.

“Após este período, serão abertos os envelopes das propostas comerciais. Em seguida, as fases de homologação, adjudicação e contratação. A previsão é a de que as obras tenham início no primeiro trimestre (deste ano), com prazo de duração de 18 meses”, descreveu o Paço. A perspectiva de entrega é entre setembro e outubro de 2021. As intervenções são de responsabilidade do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) e estão orçadas em R$ 50 milhões.

Paulo Serra afirmou que a comissão responsável pelo procedimento licitatório deve anunciar no começo de fevereiro a proposta vencedora. Segundo o prefeito, técnicos da CAF farão visita técnica na cidade na primeira quinzena de fevereiro, o que não impede o andamento do processo, concomitantemente. “Eles (funcionários da instituição) têm que validar. São organismos internacionais, assim como os editais, além da unidade de gerenciamento de projetos, passa por aprovação do banco antes da publicação.” A ideia é vencer essa etapa burocrática em até 30 dias.

O tucano alegou que, a partir desta fase, a obra do complexo pode sair do papel, bem como o lançamento da licitação para contratar projeto executivo do piscinão sob o Parque da Juventude, na região da Vila América – proposta que também engloba a CAF. O Cassaquera abrange plano desde 1996. Metade do projeto foi inaugurado em 2008, na gestão João Avamileno. O montante será utilizado para finalizar ligação entre as avenidas Giovanni Batista Pirelli e Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello, atualmente incompleta, com a Avenida Valentim Magalhães, facilitando o acesso ao Rodoanel, além de reurbanizar o entorno do córrego, no Centreville. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Doze empresas fazem oferta por obras no Cassaquera

Processo de análise burocrática tende a terminar em até cinco dias; equipe da CAF visitará Santo André em fevereiro

Fabio Martins
Diário do Grande ABC

18/01/2020 | 23:59


Na abertura da licitação internacional do governo do prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), que trata das obras do complexo viário Cassaquera, 12 empresas apresentaram proposta – todas elas nacionais. O projeto, até hoje inacabado, integra o pacote em trâmite na CAF (Corporação Andina de Fomento), banco de desenvolvimento da América Latina – no total, o empréstimo envolve US$ 50 milhões (equivalente a R$ 209 milhões na última cotação). O certame se encontra em fase de análise dos documentos de habilitações jurídica, financeira e técnica, com previsão de conclusão em até cinco dias.

“Após este período, serão abertos os envelopes das propostas comerciais. Em seguida, as fases de homologação, adjudicação e contratação. A previsão é a de que as obras tenham início no primeiro trimestre (deste ano), com prazo de duração de 18 meses”, descreveu o Paço. A perspectiva de entrega é entre setembro e outubro de 2021. As intervenções são de responsabilidade do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) e estão orçadas em R$ 50 milhões.

Paulo Serra afirmou que a comissão responsável pelo procedimento licitatório deve anunciar no começo de fevereiro a proposta vencedora. Segundo o prefeito, técnicos da CAF farão visita técnica na cidade na primeira quinzena de fevereiro, o que não impede o andamento do processo, concomitantemente. “Eles (funcionários da instituição) têm que validar. São organismos internacionais, assim como os editais, além da unidade de gerenciamento de projetos, passa por aprovação do banco antes da publicação.” A ideia é vencer essa etapa burocrática em até 30 dias.

O tucano alegou que, a partir desta fase, a obra do complexo pode sair do papel, bem como o lançamento da licitação para contratar projeto executivo do piscinão sob o Parque da Juventude, na região da Vila América – proposta que também engloba a CAF. O Cassaquera abrange plano desde 1996. Metade do projeto foi inaugurado em 2008, na gestão João Avamileno. O montante será utilizado para finalizar ligação entre as avenidas Giovanni Batista Pirelli e Professor Luiz Ignácio de Anhaia Mello, atualmente incompleta, com a Avenida Valentim Magalhães, facilitando o acesso ao Rodoanel, além de reurbanizar o entorno do córrego, no Centreville. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;