Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 21 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Metrô,BRT e memória


Do Diário do Grande ABC

17/01/2020 | 09:53


Quarta-feira, 20 de março de 2019. Em São Bernardo, onde veio cumprir agenda, o governador João Doria (PSDB) revelou, para espanto dos moradores do Grande ABC, que pensava em sepultar o projeto do Metrô para a Linha 18-Bronze, substituindo-o por corredor de ônibus, que ele chamou pelo pomposo nome de BRT. Ao lado do tucano durante toda a solenidade, a empresária do ramo do transporte de passageiros Maria Beatriz Setti Braga acompanhou o anúncio com um sorriso estampado no rosto – como registrou o fotógrafo Nario Barbosa em imagem publicada na edição do dia 22 do Diário, coluna Cena Política.


Quinta-feira, 16 de janeiro de 2020. Torna-se público o plano de negócios para este ano da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) de São Paulo.

Assinado, entre outros, pelo secretário de Transportes Metropolitanos Alexandre Baldy, o documento propõe que a implantação do projeto do BRT seja tocada em convênio com a iniciativa privada, citando como uma das parceiras a Metra, que vem a ser a companhia de propriedade da empresária Maria Beatriz Setti Braga – exatamente aquela que acompanhou sorridente o anúncio feito pelo governador dez meses atrás.


Para tornar exequível o projeto de beneficiar a Metra em troca da construção do BRT, o secretário de Transportes Metropolitanos se utiliza de legislação aprovada pelo governo do presidente Michel Temer (MDB), do qual foi ministro das Cidades. As razões que o fizeram ser escolhido para ocupar a pasta em São Paulo ainda não estão devidamente claras. O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO), em entrevista a este jornal, traçou perfil nada abonador do conterrâneo, posicionamento que rendeu ao parlamentar queixa-crime no STF (Supremo Tribunal Federal).


Enquanto empresária, governador e secretário estão afinados, como os sorrisos sugerem e o documento ora divulgado comprova, a população do Grande ABC lamenta. Afinal, o BRT substitui o sonho que a região acalenta há décadas, qual seja, o de finalmente contar com o Metrô. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Metrô,BRT e memória

Do Diário do Grande ABC

17/01/2020 | 09:53


Quarta-feira, 20 de março de 2019. Em São Bernardo, onde veio cumprir agenda, o governador João Doria (PSDB) revelou, para espanto dos moradores do Grande ABC, que pensava em sepultar o projeto do Metrô para a Linha 18-Bronze, substituindo-o por corredor de ônibus, que ele chamou pelo pomposo nome de BRT. Ao lado do tucano durante toda a solenidade, a empresária do ramo do transporte de passageiros Maria Beatriz Setti Braga acompanhou o anúncio com um sorriso estampado no rosto – como registrou o fotógrafo Nario Barbosa em imagem publicada na edição do dia 22 do Diário, coluna Cena Política.


Quinta-feira, 16 de janeiro de 2020. Torna-se público o plano de negócios para este ano da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) de São Paulo.

Assinado, entre outros, pelo secretário de Transportes Metropolitanos Alexandre Baldy, o documento propõe que a implantação do projeto do BRT seja tocada em convênio com a iniciativa privada, citando como uma das parceiras a Metra, que vem a ser a companhia de propriedade da empresária Maria Beatriz Setti Braga – exatamente aquela que acompanhou sorridente o anúncio feito pelo governador dez meses atrás.


Para tornar exequível o projeto de beneficiar a Metra em troca da construção do BRT, o secretário de Transportes Metropolitanos se utiliza de legislação aprovada pelo governo do presidente Michel Temer (MDB), do qual foi ministro das Cidades. As razões que o fizeram ser escolhido para ocupar a pasta em São Paulo ainda não estão devidamente claras. O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO), em entrevista a este jornal, traçou perfil nada abonador do conterrâneo, posicionamento que rendeu ao parlamentar queixa-crime no STF (Supremo Tribunal Federal).


Enquanto empresária, governador e secretário estão afinados, como os sorrisos sugerem e o documento ora divulgado comprova, a população do Grande ABC lamenta. Afinal, o BRT substitui o sonho que a região acalenta há décadas, qual seja, o de finalmente contar com o Metrô. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;