Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Em avenida, grades depredadas incomodam moradores

Nario Barbosa/ DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Na Lions, em São Bernardo, grades laterais estão soltas e oferecendo riscos aos moradores e pedestres


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

13/01/2020 | 12:12


Ao lado de sujeiras e do mau cheiro, as grades laterais que percorrem a Avenida Lions, em São Bernardo, teoricamente, tinham como função, zelar a segurança tanto de motoristas, quanto de pedestres, porém, a situação atual no local não é essa. 

Moradores da região, pedestres e motoristas que passam pelo local diariamente, reclamam que as grades - próximas ao radar que existe na avenida, depois da ponte próximo a Fundação Santo André -, estão depredadas e apresentando diversos problemas aos munícipes. A equipe do Diário esteve no local na manhã desta segunda-feira (13) e conversou com a população, que apontou depredação tanto no sentido Anchieta, quando no sentido Santo André. 

O motorista de aplicativo, Daniel Marcolino, 37 anos, destacou que, com o material solto, ladrões podem invadir a pista e assaltar motoristas e pedestres, principalmente, em horários de pico. "Eles (ladrões) aproveitam o maior fluxo de veículos, entre 18h e 19h, e com o trânsito acabam assaltando. Eles pulam entre as grades soltas e avançam para pista", comenta. 

Já o desempregado e morador da região, Anderson da Cunha, 38 anos, aponta que o local está com problemas há pelo menos seis meses, e além da depredação, muitas grades foram arrancadas por conta de acidentes na região. "Batida de caminhão, ônibus e até de carros. As grades caem e permanecem desse jeito. Acho que como sugestão, essa área precisa de mais atenção e fiscalização", observa. 

Outra moradora do local, a costureira Lourdes Souza, 58 anos, conta que os ladrões além de avançarem para avenida, pulam para as ruas próximas da Avenida, como por exemplo, a rua Rio Feio. "Essas ruas já são mais desertas, o que precisamos de mais segurança. Diversas vezes já presenciei pessoas dando um jeito e pulando para as ruas com residências", lamenta. 

Para o sociólogo e consultor em segurança no trânsito, Eduardo Biavati, a situação das grades é fruto de questões de mobilidade e segurança pública, no caso de problemas com calçadas e pintura em faixas de pedestres. "Se esses itens já estavam lá há um tempo e fazem falta aos moradores, o poder público precisa fazer uma manutenção", observa. 

Biavati ainda destaca que "se fosse um fato isolado, em que nunca aconteceu, é possível relevar e aguardar o conserto", mas, não deixa de ser da responsabilidade do poder público. 

A Prefeitura de São Bernardo informou que, por meio da Secretaria de Transportes e Vias Públicas, o local citado foi vistoriado hoje por agentes da Pasta e, nos próximos dias, já receberá obras para manutenção do gradil.

CONCRETO 

A Lions, atualmente, apresenta diversos problemas em sua extensão. Percorrendo a mesma avenida, na altura do radar, sentido Anchieta e Diadema, é visível que parte das paredes da avenida estão quebradas e alguns pedaços avançam para a avenida. Pelo menos, cinco pontos são visíveis de buracos nas estrutura. 

O mesmo problema também está no sentido da cidade de Santo André, apesar do trecho estar limpo, a parede também apresenta buracos. "Não me dá motivos para não ter medo de passar aqui. É necessário uma vistoria ou fiscalização por aqui", argumenta a professora de dança, Patrícia Lima, de 35 anos. 

Mais informações, amanhã (14) no caderno de Setecidades.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em avenida, grades depredadas incomodam moradores

Na Lions, em São Bernardo, grades laterais estão soltas e oferecendo riscos aos moradores e pedestres

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

13/01/2020 | 12:12


Ao lado de sujeiras e do mau cheiro, as grades laterais que percorrem a Avenida Lions, em São Bernardo, teoricamente, tinham como função, zelar a segurança tanto de motoristas, quanto de pedestres, porém, a situação atual no local não é essa. 

Moradores da região, pedestres e motoristas que passam pelo local diariamente, reclamam que as grades - próximas ao radar que existe na avenida, depois da ponte próximo a Fundação Santo André -, estão depredadas e apresentando diversos problemas aos munícipes. A equipe do Diário esteve no local na manhã desta segunda-feira (13) e conversou com a população, que apontou depredação tanto no sentido Anchieta, quando no sentido Santo André. 

O motorista de aplicativo, Daniel Marcolino, 37 anos, destacou que, com o material solto, ladrões podem invadir a pista e assaltar motoristas e pedestres, principalmente, em horários de pico. "Eles (ladrões) aproveitam o maior fluxo de veículos, entre 18h e 19h, e com o trânsito acabam assaltando. Eles pulam entre as grades soltas e avançam para pista", comenta. 

Já o desempregado e morador da região, Anderson da Cunha, 38 anos, aponta que o local está com problemas há pelo menos seis meses, e além da depredação, muitas grades foram arrancadas por conta de acidentes na região. "Batida de caminhão, ônibus e até de carros. As grades caem e permanecem desse jeito. Acho que como sugestão, essa área precisa de mais atenção e fiscalização", observa. 

Outra moradora do local, a costureira Lourdes Souza, 58 anos, conta que os ladrões além de avançarem para avenida, pulam para as ruas próximas da Avenida, como por exemplo, a rua Rio Feio. "Essas ruas já são mais desertas, o que precisamos de mais segurança. Diversas vezes já presenciei pessoas dando um jeito e pulando para as ruas com residências", lamenta. 

Para o sociólogo e consultor em segurança no trânsito, Eduardo Biavati, a situação das grades é fruto de questões de mobilidade e segurança pública, no caso de problemas com calçadas e pintura em faixas de pedestres. "Se esses itens já estavam lá há um tempo e fazem falta aos moradores, o poder público precisa fazer uma manutenção", observa. 

Biavati ainda destaca que "se fosse um fato isolado, em que nunca aconteceu, é possível relevar e aguardar o conserto", mas, não deixa de ser da responsabilidade do poder público. 

A Prefeitura de São Bernardo informou que, por meio da Secretaria de Transportes e Vias Públicas, o local citado foi vistoriado hoje por agentes da Pasta e, nos próximos dias, já receberá obras para manutenção do gradil.

CONCRETO 

A Lions, atualmente, apresenta diversos problemas em sua extensão. Percorrendo a mesma avenida, na altura do radar, sentido Anchieta e Diadema, é visível que parte das paredes da avenida estão quebradas e alguns pedaços avançam para a avenida. Pelo menos, cinco pontos são visíveis de buracos nas estrutura. 

O mesmo problema também está no sentido da cidade de Santo André, apesar do trecho estar limpo, a parede também apresenta buracos. "Não me dá motivos para não ter medo de passar aqui. É necessário uma vistoria ou fiscalização por aqui", argumenta a professora de dança, Patrícia Lima, de 35 anos. 

Mais informações, amanhã (14) no caderno de Setecidades.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;