Economia Titulo
Região deve gastar no Natal R$ 8,8 mi nas lojas virtuais
Por Adriana Mompean
Do Diário do Grande ABC
04/12/2005 | 08:32
Compartilhar notícia


Os consumidores do Grande ABC deverão eleger a internet como um dos meios favoritos para as compras de Natal. A expectativa é que os internautas da região gastem cerca de R$ 8,8 milhões nas lojas virtuais do país, o que representará o crescimento de 47% em relação a 2004, quando o faturamento alcançou R$ 6 milhões. A previsão é da e-bit, empresa de pesquisa, marketing e tecnologia on-line que audita o comércio de bens de consumo em aproximadamente 440 lojas de web no Brasil.

A projeção realizada para o Grande ABC acompanha o mesmo percentual estimado para as vendas nacionais. Segundo a e-bit, os internautas brasileiros devem gastar R$ 420 milhões neste Natal contra R$ 284 milhões em 2004. “Acreditamos que o comportamento do e-consumidor do Grande ABC é parecido com a média nacional dos usuários. Os compradores da região têm perfil bastante qualificado e mantêm hábitos de consumo durante todo o ano”, explica Pedro Guasti, diretor geral da e-bit.

As projeções otimistas da e-bit para o Natal refletem os resultados obtidos pelo e-commerce durante o terceiro trimestre do ano, quando o faturamento foi 53% maior do que o mesmo período de 2004. “Fizemos uma projeção realista. O e-commerce vai na contramão do varejo, já que é um mercado novo”, diz Guasti. O mercado projeta que o comércio on-line feche o ano com R$ 2,5 bilhões de faturamento contra R$ 1,75 bilhão de 2004. O número de e-consumidores, que era de 3,2 milhões em 2004, chegará a 4,5 milhões no final deste ano. “É muito pouco ainda, pois somos cerca de 32 milhões de internautas no país. O e-commerce tem um grande potencial de crescimento”, diz Guasti.

Presentes – De acordo com pesquisa realizada pelo site BuscaPé, um dos mais conhecidos instrumentos de comparação de preços na web, os e-consumidores pretendem gastar, em média, R$ 537 no Natal deste ano contra R$ 405 no ano passado – aumento de 33% no tíquete médio de intenção de compra. Segundo a pesquisa, os usuários têm maior interesse em eletrônicos, produtos de informática e eletrodomésticos.

Entre os produtos mais procurados para a data comemorativa estão videogames, câmeras digitais, aparelhos de MP3 player e notebooks. “A queda do dólar influenciou a venda de produtos eletrônicos, que deverão ser os campeões de vendas no Natal na internet. O tíquete médio de compra na web é maior do que no varejo tradicional, pois os usuários possuem maior poder de consumo”, afirma Daniel Cabral, gerente de produtos do site.

No Natal de 2004, entre os artigos mais procurados pelos internautas também estavam itens mais baratos como títulos de CDs e livros.

Outros atrativos para a compra de eletroeletrônicos neste ano são as reduções de preços feitas pelas lojas virtuais em novembro em relação ao mês anterior. Segundo pesquisa do BuscaPé, os MP3 players e DVD players ficaram 11% mais baratos, os consoles de videogames tiveram redução de preço de 10% e os home theaters, de 9%.

“As lojas virtuais também realizam parcelamento em 12 vezes sem juros em diversos itens, o que não é praticado por muitas lojas do varejo tradicional. Isso atrai o consumidor”, destaca Cabral.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;