Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Segurança cultiva árvores frutíferas há 20 anos em rua do bairro Campestre

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Plantação conta com pés de jaca, amora, pitanga e limão; vizinhança aprova iniciativa


Yasmin Assagra

15/12/2019 | 07:31


Segurança particular, o morador de Santo André Adjilson Martins dos Santos, 56 anos, transformou a rua onde trabalha, no bairro Campestre. Contratado pelos moradores e comerciantes da Rua Lupércio de Miranda há cerca de 20 anos, ele viu no emprego oportunidade de manter paixão antiga por plantações. Nas proximidades de sua guarita, na altura do 1.247, o homem exibe coleção particular de árvores frutíferas, com espécies como manga, jaca, amora, pitanga, limão na calçada. A vizinhança aprova a iniciativa, já que o profissional divide a colheita com o pessoal e, além da proteção, mantém a limpeza da via pública.

“Lembro que minha primeira plantação foi de manga. Fui plantando aos poucos e hoje temos mais de 20 árvores”, orgulha-se Santos. Dentista e moradora da rua há 35 anos, Ana Lúcia Garcia, 59, pontua que os moradores sempre parabenizam o segurança pela alegria com que trabalha. “Todos (os vizinhos) confiam nele e adoramos ver o cuidado que ele tem com as plantas”, disse.

Santos mora na Vila Palmares e exerce a profissão diariamente, das 18h às 6h. “É minha vida isso (o trabalho aliado ao plantio). Sou grato por toda vizinhança e, se depender de mim, continuarei aqui até não poder mais”, comenta ele, que realiza a varrição da rua “pelo menos duas vezes por semana”. Pelo menos duas vezes por semana eu varro e deixo arrumado. “Deixo arrumado e separo algumas frutas para os vizinhos”, conta.

O carinho da vizinhança com Souza motivou a criação de abaixo-assinado para evitar a remoção de sua guarita da calçada. O segurança foi notificado pela Prefeitura a respeito de o posto de trabalho atrapalhar a passagem de pedestres. A administração informou, em nota, que “caso o notificado não se manifeste em relação ao apresentado, será devidamente autuado e a guarita removida”.

Em relação às árvores a administração esclarece que o munícipe não pode realizar o plantio em calçadas públicas sem a autorização da Prefeitura. Os interessados devem entrar em contato com a administração por meio do aplicativo Colab (IPhone ou Android) ou presencialmente na Praça de Atendimento (Praça IV Centenário, 1, Térreo I, Centro). Só são permitidas árvores que respeitem as dimensões do passeio e acessibilidade dos pedestres. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Segurança cultiva árvores frutíferas há 20 anos em rua do bairro Campestre

Plantação conta com pés de jaca, amora, pitanga e limão; vizinhança aprova iniciativa

Yasmin Assagra

15/12/2019 | 07:31


Segurança particular, o morador de Santo André Adjilson Martins dos Santos, 56 anos, transformou a rua onde trabalha, no bairro Campestre. Contratado pelos moradores e comerciantes da Rua Lupércio de Miranda há cerca de 20 anos, ele viu no emprego oportunidade de manter paixão antiga por plantações. Nas proximidades de sua guarita, na altura do 1.247, o homem exibe coleção particular de árvores frutíferas, com espécies como manga, jaca, amora, pitanga, limão na calçada. A vizinhança aprova a iniciativa, já que o profissional divide a colheita com o pessoal e, além da proteção, mantém a limpeza da via pública.

“Lembro que minha primeira plantação foi de manga. Fui plantando aos poucos e hoje temos mais de 20 árvores”, orgulha-se Santos. Dentista e moradora da rua há 35 anos, Ana Lúcia Garcia, 59, pontua que os moradores sempre parabenizam o segurança pela alegria com que trabalha. “Todos (os vizinhos) confiam nele e adoramos ver o cuidado que ele tem com as plantas”, disse.

Santos mora na Vila Palmares e exerce a profissão diariamente, das 18h às 6h. “É minha vida isso (o trabalho aliado ao plantio). Sou grato por toda vizinhança e, se depender de mim, continuarei aqui até não poder mais”, comenta ele, que realiza a varrição da rua “pelo menos duas vezes por semana”. Pelo menos duas vezes por semana eu varro e deixo arrumado. “Deixo arrumado e separo algumas frutas para os vizinhos”, conta.

O carinho da vizinhança com Souza motivou a criação de abaixo-assinado para evitar a remoção de sua guarita da calçada. O segurança foi notificado pela Prefeitura a respeito de o posto de trabalho atrapalhar a passagem de pedestres. A administração informou, em nota, que “caso o notificado não se manifeste em relação ao apresentado, será devidamente autuado e a guarita removida”.

Em relação às árvores a administração esclarece que o munícipe não pode realizar o plantio em calçadas públicas sem a autorização da Prefeitura. Os interessados devem entrar em contato com a administração por meio do aplicativo Colab (IPhone ou Android) ou presencialmente na Praça de Atendimento (Praça IV Centenário, 1, Térreo I, Centro). Só são permitidas árvores que respeitem as dimensões do passeio e acessibilidade dos pedestres. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;