Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Morre Chico Teixeira, diretor do filme 'A Casa de Alice'



12/12/2019 | 13:54


O cineasta Chico Teixeira, de 61 anos, morreu nesta quinta (12) em São Paulo. Diretor dos filmes A Casa de Alice e Ausência lutava contra um câncer no pulmão.

Nascido no Rio de Janeiro em 1958, Chico Teixeira se formou em Economia e começou a fazer documentários no final dos anos 1980.

O primeiro deles foi Favelas (1989). Depois vieram Velhice (1991), Criaturas Que Nasciam em Segredo (1995) e Carrego Comigo (2000).

Seu primeiro longa, de 2007, foi A Casa de Alice.

Teixeira deixa um longa, Dolores, feito durante o tratamento contra o câncer e que deve começar a ser preparado em 2020.

Em 2015, Chico Teixeira ganhou o grande prêmio do Festival Cinelatino de Toulouse pelo filme Ausência, de 2014.

O filme rendeu, ainda, quatro prêmios Kikito no Festival de Gramado, incluindo o de melhor filme.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Morre Chico Teixeira, diretor do filme 'A Casa de Alice'


12/12/2019 | 13:54


O cineasta Chico Teixeira, de 61 anos, morreu nesta quinta (12) em São Paulo. Diretor dos filmes A Casa de Alice e Ausência lutava contra um câncer no pulmão.

Nascido no Rio de Janeiro em 1958, Chico Teixeira se formou em Economia e começou a fazer documentários no final dos anos 1980.

O primeiro deles foi Favelas (1989). Depois vieram Velhice (1991), Criaturas Que Nasciam em Segredo (1995) e Carrego Comigo (2000).

Seu primeiro longa, de 2007, foi A Casa de Alice.

Teixeira deixa um longa, Dolores, feito durante o tratamento contra o câncer e que deve começar a ser preparado em 2020.

Em 2015, Chico Teixeira ganhou o grande prêmio do Festival Cinelatino de Toulouse pelo filme Ausência, de 2014.

O filme rendeu, ainda, quatro prêmios Kikito no Festival de Gramado, incluindo o de melhor filme.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;