Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Medina, Italo e Filipinho avançam no Havaí e mantêm sonho do título mundial



10/12/2019 | 18:43


Os cinco concorrentes ao título mundial de surfe avançaram direto para a terceira fase do Billabong Pipe Masters, nesta terça-feira, com um show de tubos no Havaí. Italo Ferreira, Gabriel Medina e Filipe Toledo, todos brasileiros, além de Jordy Smith (África do Sul) e Kolohe Andino (Estados Unidos), continuam vivos na briga pelo troféu do Circuito Mundial de Surfe.

Com uma somatória de 17,30 pontos, Medina mostrou que está focado em busca do tricampeonato. Em sua bateria, ele sobrou diante de Willian Cardoso, que também passou, e do havaiano Imaikalani deVault, que foi para a repescagem. "Minha avó nunca tinha vindo, ela veio e estou feliz por isso. É um lugar incrível para estar com a família. Vou tentar fazer o melhor e ir avançando", explicou Medina.

O surfista ficou satisfeito com seu desempenho, mas sabe que terá ainda um longo caminho para chegar ao título mundial e à vaga olímpica (os dois brasileiros mais bem colocados no ranking vão para Tóquio-2020). "Foi uma bateria divertida, com grandes ondas e estou feliz por ter avançado. Estou empolgado. Vou bateria por bateria, sem pensar em outras coisas. Estou feliz em estar novamente no Havaí com chance de ser campeão", comentou.

O líder do ranking mundial, Italo Ferreira, também teve um bom desempenho e passou em uma bateria que tinha Michael Rodrigues (Brasil) e Billy Kemper (Havaí). Apesar de avançar, ele viu um desempenho incrível do havaiano, que pegou grandes ondas para avançar para a terceira fase do evento.

Já Filipe Toledo ganhou a sua bateria contra seu amigo Deivid Silva e Ricardo Christie, da Nova Zelândia. "Eu me sinto fantástico, estou 100% fisicamente. Eu acordei e sabia o que fazer, me senti confiante. Meu filho estava doente na última semana, mas eu consegui manter o foco e estou feliz por vencer a minha bateria", disse Filipinho.

Os dois estrangeiros que também têm chances matemáticas de título mundial não foram brilhantes, mas fizeram seus papéis e passaram para a terceira fase. Jordy Smith avançou junto com Peterson Crisanto (Brasil) e mandou Frederico Morais (Portugal) para a repescagem. Já Kolohe Andino passou com Griffin Colapinto (Estados Unidos), enquanto que Jadson André (Brasil) foi para a repescagem. "Eu consegui avançar e isso é o mais importante. Estou confiante e tenho meus objetivos", afirmou Kolohe.

As segunda e terceira fases do Pipe Masters devem ser realizadas nesta quarta-feira, com previsão de ondas maiores ainda para o Havaí. A chamada está marcada para 15 horas (de Brasília). A partir de agora, serão apenas disputas eliminatórias e quem perder antes do rival praticamente dará adeus às chances de título.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Medina, Italo e Filipinho avançam no Havaí e mantêm sonho do título mundial


10/12/2019 | 18:43


Os cinco concorrentes ao título mundial de surfe avançaram direto para a terceira fase do Billabong Pipe Masters, nesta terça-feira, com um show de tubos no Havaí. Italo Ferreira, Gabriel Medina e Filipe Toledo, todos brasileiros, além de Jordy Smith (África do Sul) e Kolohe Andino (Estados Unidos), continuam vivos na briga pelo troféu do Circuito Mundial de Surfe.

Com uma somatória de 17,30 pontos, Medina mostrou que está focado em busca do tricampeonato. Em sua bateria, ele sobrou diante de Willian Cardoso, que também passou, e do havaiano Imaikalani deVault, que foi para a repescagem. "Minha avó nunca tinha vindo, ela veio e estou feliz por isso. É um lugar incrível para estar com a família. Vou tentar fazer o melhor e ir avançando", explicou Medina.

O surfista ficou satisfeito com seu desempenho, mas sabe que terá ainda um longo caminho para chegar ao título mundial e à vaga olímpica (os dois brasileiros mais bem colocados no ranking vão para Tóquio-2020). "Foi uma bateria divertida, com grandes ondas e estou feliz por ter avançado. Estou empolgado. Vou bateria por bateria, sem pensar em outras coisas. Estou feliz em estar novamente no Havaí com chance de ser campeão", comentou.

O líder do ranking mundial, Italo Ferreira, também teve um bom desempenho e passou em uma bateria que tinha Michael Rodrigues (Brasil) e Billy Kemper (Havaí). Apesar de avançar, ele viu um desempenho incrível do havaiano, que pegou grandes ondas para avançar para a terceira fase do evento.

Já Filipe Toledo ganhou a sua bateria contra seu amigo Deivid Silva e Ricardo Christie, da Nova Zelândia. "Eu me sinto fantástico, estou 100% fisicamente. Eu acordei e sabia o que fazer, me senti confiante. Meu filho estava doente na última semana, mas eu consegui manter o foco e estou feliz por vencer a minha bateria", disse Filipinho.

Os dois estrangeiros que também têm chances matemáticas de título mundial não foram brilhantes, mas fizeram seus papéis e passaram para a terceira fase. Jordy Smith avançou junto com Peterson Crisanto (Brasil) e mandou Frederico Morais (Portugal) para a repescagem. Já Kolohe Andino passou com Griffin Colapinto (Estados Unidos), enquanto que Jadson André (Brasil) foi para a repescagem. "Eu consegui avançar e isso é o mais importante. Estou confiante e tenho meus objetivos", afirmou Kolohe.

As segunda e terceira fases do Pipe Masters devem ser realizadas nesta quarta-feira, com previsão de ondas maiores ainda para o Havaí. A chamada está marcada para 15 horas (de Brasília). A partir de agora, serão apenas disputas eliminatórias e quem perder antes do rival praticamente dará adeus às chances de título.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;