Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 21 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Congo Airways assina pedido firme para jatos da Embraer no valor de US$ 194,4 mi



10/12/2019 | 13:29


A Embraer informou que a Congo Airways assinou um pedido firme para dois jatos E175, com direitos de compra de duas unidades adicionais do mesmo modelo. O contrato está avaliado em US$ 194,4 milhões, nos atuais preços de lista, com todos os direitos de compra sendo exercidos.

A encomenda entrará na carteira de pedidos (backlog) da Embraer no quarto trimestre de 2019.

As aeronaves serão configuradas em duas classes, com um total de 76 assentos, sendo 12 na classe executiva. As entregas começarão no quarto trimestre de 2020.

"Esses novos jatos substituirão nossa frota atual de turboélices e nos permitirão servir rotas tanto na República Democrática do Congo quanto regionalmente para a África Ocidental, Central e Sul a partir da nossa base em Kinshasa", destaca em nota o CEO da Congo Airways, Desire Bantu.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Congo Airways assina pedido firme para jatos da Embraer no valor de US$ 194,4 mi


10/12/2019 | 13:29


A Embraer informou que a Congo Airways assinou um pedido firme para dois jatos E175, com direitos de compra de duas unidades adicionais do mesmo modelo. O contrato está avaliado em US$ 194,4 milhões, nos atuais preços de lista, com todos os direitos de compra sendo exercidos.

A encomenda entrará na carteira de pedidos (backlog) da Embraer no quarto trimestre de 2019.

As aeronaves serão configuradas em duas classes, com um total de 76 assentos, sendo 12 na classe executiva. As entregas começarão no quarto trimestre de 2020.

"Esses novos jatos substituirão nossa frota atual de turboélices e nos permitirão servir rotas tanto na República Democrática do Congo quanto regionalmente para a África Ocidental, Central e Sul a partir da nossa base em Kinshasa", destaca em nota o CEO da Congo Airways, Desire Bantu.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;