Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Empréstimos na China dão salto em novembro e superam expectativas



10/12/2019 | 07:39


Os bancos chineses liberaram 1,39 trilhão de yuans (US$ 197,5 bilhões) em novos empréstimos em novembro, segundo dados publicados hoje pelo Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês).

O montante representa mais que o dobro do valor de 661,3 bilhões de yuans registrado em outubro e superou a previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de 1,2 trilhão de yuans em novos empréstimos.

O financiamento social total, uma medida mais ampla do crédito na economia chinesa, também apresentou forte expansão entre outubro e novembro, de 661,9 bilhões de yuans para 1,75 trilhão de yuans.

Já a base monetária da China (M2) teve acréscimo anual de 8,2% em novembro, menor do que o ganho de 8,4% verificado em outubro. A previsão de economistas era de novo avanço de 8,4%. Fonte: Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Empréstimos na China dão salto em novembro e superam expectativas


10/12/2019 | 07:39


Os bancos chineses liberaram 1,39 trilhão de yuans (US$ 197,5 bilhões) em novos empréstimos em novembro, segundo dados publicados hoje pelo Banco do Povo da China (PBoC, o BC chinês).

O montante representa mais que o dobro do valor de 661,3 bilhões de yuans registrado em outubro e superou a previsão de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, de 1,2 trilhão de yuans em novos empréstimos.

O financiamento social total, uma medida mais ampla do crédito na economia chinesa, também apresentou forte expansão entre outubro e novembro, de 661,9 bilhões de yuans para 1,75 trilhão de yuans.

Já a base monetária da China (M2) teve acréscimo anual de 8,2% em novembro, menor do que o ganho de 8,4% verificado em outubro. A previsão de economistas era de novo avanço de 8,4%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;