Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 21 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Fora da final, brasileira fica no top 20 do Miss Universo 2019

Reprodução/Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


09/12/2019 | 10:45


A representante do Brasil no Miss Universo 2019, Júlia Horta, conseguiu alcançar o top 20 do concurso, mas não passou para as finais neste domingo, 8. A cerimônia ocorreu em Atlanta, nos Estados Unidos. A grande vencedora da noite foi a miss África do Sul, Zozibini Tunzi.

A brasileira não foi selecionada entre as candidatas das Américas. A última vez que o Brasil venceu o concurso de Miss Universo foi em 1968, com Martha Vasconcellos.

Júlia Horta tem 25 anos e falou sobre os direitos das mulheres ao longo da disputa. "Eu quero que minha voz seja ouvida contra a violência. Graças às mulheres do passado, hoje em dia eu tenho vários direitos", afirmou, prometendo que vai lutar pela causa para benefício das próximas gerações.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fora da final, brasileira fica no top 20 do Miss Universo 2019


09/12/2019 | 10:45


A representante do Brasil no Miss Universo 2019, Júlia Horta, conseguiu alcançar o top 20 do concurso, mas não passou para as finais neste domingo, 8. A cerimônia ocorreu em Atlanta, nos Estados Unidos. A grande vencedora da noite foi a miss África do Sul, Zozibini Tunzi.

A brasileira não foi selecionada entre as candidatas das Américas. A última vez que o Brasil venceu o concurso de Miss Universo foi em 1968, com Martha Vasconcellos.

Júlia Horta tem 25 anos e falou sobre os direitos das mulheres ao longo da disputa. "Eu quero que minha voz seja ouvida contra a violência. Graças às mulheres do passado, hoje em dia eu tenho vários direitos", afirmou, prometendo que vai lutar pela causa para benefício das próximas gerações.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;