Fechar
Publicidade

Domingo, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Mercado vai ter de confiar na Opep+, diz ministro saudita



06/12/2019 | 08:52


O ministro de Energia da Arábia Saudita, Abdulaziz bin Salman, disse nesta sexta-feira que "o mercado vai ter de confiar" na Opep+, que está reunida pelo segundo dia seguido em Viena para discutir sua estratégia de reduzir a produção do petróleo como forma de sustentar os preços da commodity. A Opep+ é formada pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e por aliados, como a Rússia.

O ministro saudita declarou ainda que a Opep+ quer garantir que a economia global "fique bem abastecida" e se beneficie de "nossos esforços".

Já o ministro de Energia da Rússia, Alexander Novak, disse que Bin Salman "entende a enorme responsabilidade que carrega nos ombros" e que a estratégia unificada da Opep e de aliados nos últimos três anos mostra que "somos melhores em atingir nossos objetivos juntos".

Segundo fontes, a Opep+ concordou ontem em aprofundar os cortes na oferta combinada em 500 mil barris por dia (bpd) até o fim de março. Os cortes atuais, em vigor desde o começo do ano, são de 1,2 milhão de bpd em relação aos níveis de outubro de 2018.

A expectativa é que a Opep+ anuncie sua decisão nas próximas horas. Com informações da Dow Jones Newswires.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mercado vai ter de confiar na Opep+, diz ministro saudita


06/12/2019 | 08:52


O ministro de Energia da Arábia Saudita, Abdulaziz bin Salman, disse nesta sexta-feira que "o mercado vai ter de confiar" na Opep+, que está reunida pelo segundo dia seguido em Viena para discutir sua estratégia de reduzir a produção do petróleo como forma de sustentar os preços da commodity. A Opep+ é formada pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e por aliados, como a Rússia.

O ministro saudita declarou ainda que a Opep+ quer garantir que a economia global "fique bem abastecida" e se beneficie de "nossos esforços".

Já o ministro de Energia da Rússia, Alexander Novak, disse que Bin Salman "entende a enorme responsabilidade que carrega nos ombros" e que a estratégia unificada da Opep e de aliados nos últimos três anos mostra que "somos melhores em atingir nossos objetivos juntos".

Segundo fontes, a Opep+ concordou ontem em aprofundar os cortes na oferta combinada em 500 mil barris por dia (bpd) até o fim de março. Os cortes atuais, em vigor desde o começo do ano, são de 1,2 milhão de bpd em relação aos níveis de outubro de 2018.

A expectativa é que a Opep+ anuncie sua decisão nas próximas horas. Com informações da Dow Jones Newswires.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;