Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 27 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Veron diz se espelhar em Gabriel Jesus, mas avisa: 'Farei carreira com meu nome'

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


06/12/2019 | 07:30


Gabriel Veron subiu para o time profissional do Palmeiras com moral após conquistar o Mundial Sub-17 pela seleção brasileira, com direito a troféu de melhor jogador do torneio. E até agora parece não estar sentindo a pressão. Ele entrou no segundo tempo do jogo contra o Goiás e marcou duas vezes na goleada por 5 a 1, na quinta-feira, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. Foram seus dois primeiros gols na equipe principal.

O início da trajetória já rendeu comparações a seu xará Gabriel Jesus. Há quatro anos, o hoje atacante do Manchester City subiu ao profissional do Palmeiras com muita expectativa dos torcedores por causa do seu desempenho na base. Ele demonstrou que tinha potencial, não sentiu a pressão e se destacou em sua temporada de estreia.

A diferença é que Gabriel Veron fez os seus primeiros gols no profissional mais cedo do que o xará. Veron balançou as redes na quinta-feira aos 17 anos; Jesus marcou o seu primeiro gol pelo time profissional aos 18, em 2015, na vitória por 1 a 0 sobre o ASA, pela Copa do Brasil. O resultado garantiu uma vaga nas oitavas de final.

"O Gabriel Jesus é um grande jogador, me espelho nele também pelo fato de ele ter virado ídolo no Palmeiras e ter ido para o Manchester City. Mas vou fazer uma carreira com o meu nome, Gabriel Veron, e continuar trabalhando. Temos que dar o nosso melhor sempre porque a camisa do Palmeiras é gigante".

Edu Dracena, que encerrou a carreira após a vitória sobre o Goiás, brincou com os dois nomes. Comecei no Palmeiras com o Gabriel Jesus e agora finalizo com o Gabriel Veron. São dois grandes jogadores que vi jogar. O primeiro virou realidade e agora o Veron é um moleque que se dedica, humilde. Com certeza, vamos ouvir falar muito desse jogador", comentou.

O técnico interino Andrey Lopes também destacou a atuação de Veron contra o Goiás. "Fico feliz por ele. Trabalhei por muito tempo com a base. Fico feliz de ter essa participação minha na transição do Veron. Hoje nosso sub-17 foi campeão lá no Rio contra o Flamengo. É um menino que tem muita qualidade, então cabe a nós, gradativamente, lançar ele no Palmeiras, botar ele para jogar. De fato ele vai dar muitas alegrias para a torcida", disse.

Com a goleada por 5 a 1 sobre o Goiás, o Palmeiras continua na briga pelo vice do Campeonato Brasileiro. O equipe foi a 71 pontos e se igualou ao Santos, que está em segundo lugar por ter uma vitória a mais (21 a 20). O Palmeiras se despede da competição contra o desesperado Cruzeiro, neste domingo, no Mineirão.

"Colocamos no vestiário a importância de vencer para encostar no Santos de novo. Estamos vivos pela segunda colocação, tem premiação, é diferente. Vamos lá para Minas fazer a nossa parte e tentar conquistar um bom resultado", complementou o interino.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Veron diz se espelhar em Gabriel Jesus, mas avisa: 'Farei carreira com meu nome'


06/12/2019 | 07:30


Gabriel Veron subiu para o time profissional do Palmeiras com moral após conquistar o Mundial Sub-17 pela seleção brasileira, com direito a troféu de melhor jogador do torneio. E até agora parece não estar sentindo a pressão. Ele entrou no segundo tempo do jogo contra o Goiás e marcou duas vezes na goleada por 5 a 1, na quinta-feira, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. Foram seus dois primeiros gols na equipe principal.

O início da trajetória já rendeu comparações a seu xará Gabriel Jesus. Há quatro anos, o hoje atacante do Manchester City subiu ao profissional do Palmeiras com muita expectativa dos torcedores por causa do seu desempenho na base. Ele demonstrou que tinha potencial, não sentiu a pressão e se destacou em sua temporada de estreia.

A diferença é que Gabriel Veron fez os seus primeiros gols no profissional mais cedo do que o xará. Veron balançou as redes na quinta-feira aos 17 anos; Jesus marcou o seu primeiro gol pelo time profissional aos 18, em 2015, na vitória por 1 a 0 sobre o ASA, pela Copa do Brasil. O resultado garantiu uma vaga nas oitavas de final.

"O Gabriel Jesus é um grande jogador, me espelho nele também pelo fato de ele ter virado ídolo no Palmeiras e ter ido para o Manchester City. Mas vou fazer uma carreira com o meu nome, Gabriel Veron, e continuar trabalhando. Temos que dar o nosso melhor sempre porque a camisa do Palmeiras é gigante".

Edu Dracena, que encerrou a carreira após a vitória sobre o Goiás, brincou com os dois nomes. Comecei no Palmeiras com o Gabriel Jesus e agora finalizo com o Gabriel Veron. São dois grandes jogadores que vi jogar. O primeiro virou realidade e agora o Veron é um moleque que se dedica, humilde. Com certeza, vamos ouvir falar muito desse jogador", comentou.

O técnico interino Andrey Lopes também destacou a atuação de Veron contra o Goiás. "Fico feliz por ele. Trabalhei por muito tempo com a base. Fico feliz de ter essa participação minha na transição do Veron. Hoje nosso sub-17 foi campeão lá no Rio contra o Flamengo. É um menino que tem muita qualidade, então cabe a nós, gradativamente, lançar ele no Palmeiras, botar ele para jogar. De fato ele vai dar muitas alegrias para a torcida", disse.

Com a goleada por 5 a 1 sobre o Goiás, o Palmeiras continua na briga pelo vice do Campeonato Brasileiro. O equipe foi a 71 pontos e se igualou ao Santos, que está em segundo lugar por ter uma vitória a mais (21 a 20). O Palmeiras se despede da competição contra o desesperado Cruzeiro, neste domingo, no Mineirão.

"Colocamos no vestiário a importância de vencer para encostar no Santos de novo. Estamos vivos pela segunda colocação, tem premiação, é diferente. Vamos lá para Minas fazer a nossa parte e tentar conquistar um bom resultado", complementou o interino.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;