Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Simone Tebet pede que seja realizada pelo menos uma sessão da CCJ semana que vem



04/12/2019 | 18:46


A presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS), reagiu ao anúncio do presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), de convocar sessões do Congresso ao longo da semana que vem. As sessões do Congresso podem inviabilizar a realização de uma reunião da CCJ para votar o projeto que autoriza a prisão em segunda instância. Tebet pediu que pelo menos uma sessão da comissão seja garantida.

No plenário, Simone Tebet usou como argumento a necessidade de ler, na CCJ, o relatório da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) emergencial que prevê redução de gastos caso a União descumpra a chamada regra de ouro dispositivo que proíbe o governo de contratar dívida para bancar despesas correntes, como salários e benefícios sociais. Além disso, a senadora lembrou que está prevista a votação da PEC de destinação direta de emendas parlamentares para Estados e municípios.

Alcolumbre pediu que a proposta fosse votada ainda nesta quarta-feira, 4, na CCJ, mas, integrantes da bancada lavajatista pediram vista e adiaram a análise da proposta.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Simone Tebet pede que seja realizada pelo menos uma sessão da CCJ semana que vem


04/12/2019 | 18:46


A presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS), reagiu ao anúncio do presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), de convocar sessões do Congresso ao longo da semana que vem. As sessões do Congresso podem inviabilizar a realização de uma reunião da CCJ para votar o projeto que autoriza a prisão em segunda instância. Tebet pediu que pelo menos uma sessão da comissão seja garantida.

No plenário, Simone Tebet usou como argumento a necessidade de ler, na CCJ, o relatório da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) emergencial que prevê redução de gastos caso a União descumpra a chamada regra de ouro dispositivo que proíbe o governo de contratar dívida para bancar despesas correntes, como salários e benefícios sociais. Além disso, a senadora lembrou que está prevista a votação da PEC de destinação direta de emendas parlamentares para Estados e municípios.

Alcolumbre pediu que a proposta fosse votada ainda nesta quarta-feira, 4, na CCJ, mas, integrantes da bancada lavajatista pediram vista e adiaram a análise da proposta.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;