Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

São Caetano fatura 3º lugar nos Jogos Abertos do Interior

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Resultado surpreende até secretário municipal de Esportes e aparece após mudança de filosofia


Anderson Fattori

23/11/2019 | 07:00


“São Caetano voltou a ser a capital do esporte no Grande ABC.” Dessa forma, o vice-prefeito e secretário municipal de Esporte, Lazer e Juventude, Beto Vidoski (PSDB), celebrou o terceiro lugar da cidade nos Jogos Abertos do Interior, que terminam hoje, em Marília. Após a sexta posição em 2018, o município da região surpreendeu e com 80% da delegação formada por moradores subiu ao pódio, com 182 pontos. O título será decidido hoje entre Santos e São José dos Campos.

A confirmação veio ontem, após a conquista do vôlei feminino diante de Bauru. Com 182 pontos, São Caetano não pode mais ser alcançado por Sorocaba, quarta colocada. A posição surpreendeu até o secretário. “Nossa ideia era terminar de quinto a sétimo (lugar)”, assumiu Vidoski. “A gente gostaria de ter pontuação melhor do que a do ano passado, mas pelo equilíbrio dos Jogos chegamos em terceiro e surpreendemos”, comemorou.

O titular da pasta explica que a evolução da cidade aconteceu em razão de mudança de filosofia. “Há dois anos mandamos os atletas que custavam caro embora e começamos a investir na base da cidade”, contou.

Hoje, a menina dos olhos de São Caetano é o PEC (Programa Esportivo Comunitário), que oferece iniciação esportiva gratuita para munícipes a partir dos 4 anos. O cidadão que mostra aptidão logo é direcionado ao treinamento e depois para o alto rendimento, fazendo parte da equipe competitiva da cidade. Um exemplo disso é a taekwondista Milena Titoneli, que recentemente foi campeã pan-americana e conheceu a modalidade no programa.

“Esse é o caminho correto, investir na sua cidade e não importar os atletas. Quando assumimos, 8.000 estavam no PEC, hoje são 15 mil, ou seja, quase dobrou. Um exemplo é o jiu-jítsu, que tinha 80 praticantes e em três semanas vamos fazer a graduação de faixas deles com 540 atletas”, numerou Vidoski.

A mudança de filosofia foi influenciada pela B3 (Bolsa de Valores). Em janeiro de 2018, a empresa cortou o investimento na equipe de atletismo da cidade e deixou atletas, a maioria de ponta, desempregados. Sem a parceira, São Caetano passou a abastecer o PEC e colhe os frutos – tanto que foi campeã masculina e feminina dos Abertos na modalidade. “A saída da B3 veio como bomba. Todos falavam que iríamos acabar com o atletismo. O espaço (na Vila São José), que era usado por menos de 60 pessoas, hoje comporta 2.000 (com o centro de lutas)”, finalizou. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;