Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Prefeitura de Sto.André assina ordem de serviço para modernização do CHM

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Dez núcleos dos hospital passarão intervenções para melhorar qualidade dos serviços e aumentar número de atendimentos em 30%


Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

22/11/2019 | 17:27


A Prefeitura de Santo André assinou, nesta tarde, ordem de serviço para obras no CHM (Centro Hospitalar Municipal) Doutor Newton da Costa Brandão, no Centro. Dez núcleos do equipamento passarão por intervenções de modernização, ampliação e revitalização, visando melhorar a qualidade dos serviços, além de aumentar o número de atendimentos em até 30% – atualmente, são cerca de 15 mil consultas por mês. A previsão da conclusão é em abril de 2020, ainda que as primeiras melhorias sejam entregues no primeiro trimestre.

“O que é fundamental destacar é aspecto da modernização com novos elementos tecnológicos. O centro cirúrgico é da década de 90 e vamos trazer para a década atual, com a videolaparoscopia. Hoje, nós não fazemos nenhuma cirurgia com videolaparoscopia. Vamos passar a ter duas salas cirúrgicas com este equipamento a partir de abril ”, exemplificou Marcio Chaves, secretário da saúde do município. “Isso vai melhorar a qualidade de vida do nosso cidadão porque em uma cirurgia aberta, a recuperação demora até quatro dias no próprio leito hospitalar e, em uma videolaparoscopia, está em casa em 24 horas”, completou.

O prefeito Paulo Serra (PSDB) afirmou que o objetivo é resgatar a qualidade do hospital. “É o último passo de um projeto belíssimo para cravar uma homenagem ao doutor Brandão”, assinalou. Atualmente, o equipamento possui 290 leitos, que passarão a 302 ao término das obras. Já a UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), atualmente com 50 leitos, ganhará mais dez. O investimento é proveniente de recursos municipais e totaliza R$ 5 milhões.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Prefeitura de Sto.André assina ordem de serviço para modernização do CHM

Dez núcleos dos hospital passarão intervenções para melhorar qualidade dos serviços e aumentar número de atendimentos em 30%

Flavia Kurotori
Do Diário do Grande ABC

22/11/2019 | 17:27


A Prefeitura de Santo André assinou, nesta tarde, ordem de serviço para obras no CHM (Centro Hospitalar Municipal) Doutor Newton da Costa Brandão, no Centro. Dez núcleos do equipamento passarão por intervenções de modernização, ampliação e revitalização, visando melhorar a qualidade dos serviços, além de aumentar o número de atendimentos em até 30% – atualmente, são cerca de 15 mil consultas por mês. A previsão da conclusão é em abril de 2020, ainda que as primeiras melhorias sejam entregues no primeiro trimestre.

“O que é fundamental destacar é aspecto da modernização com novos elementos tecnológicos. O centro cirúrgico é da década de 90 e vamos trazer para a década atual, com a videolaparoscopia. Hoje, nós não fazemos nenhuma cirurgia com videolaparoscopia. Vamos passar a ter duas salas cirúrgicas com este equipamento a partir de abril ”, exemplificou Marcio Chaves, secretário da saúde do município. “Isso vai melhorar a qualidade de vida do nosso cidadão porque em uma cirurgia aberta, a recuperação demora até quatro dias no próprio leito hospitalar e, em uma videolaparoscopia, está em casa em 24 horas”, completou.

O prefeito Paulo Serra (PSDB) afirmou que o objetivo é resgatar a qualidade do hospital. “É o último passo de um projeto belíssimo para cravar uma homenagem ao doutor Brandão”, assinalou. Atualmente, o equipamento possui 290 leitos, que passarão a 302 ao término das obras. Já a UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), atualmente com 50 leitos, ganhará mais dez. O investimento é proveniente de recursos municipais e totaliza R$ 5 milhões.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;