Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Em ata de reunião, BCE aponta que fraqueza na zona do euro deve durar mais tempo



21/11/2019 | 10:02


A ata da última reunião de política monetária do Banco Central Europeu (BCE), publicada nesta quinta-feira, mostra que dirigentes da instituição avaliaram que o crescimento fraco da zona do euro poderá persistir por mais tempo do que estimavam há cerca de dois meses.

"Os últimos dados sugeriam que a fraqueza deveria persistir e levantou a questão sobre se ela continuará por mais tempo do que foi previsto nas projeções da equipe do BCE, divulgadas em setembro", afirma a ata, que é referente ao encontro do BCE realizado nos dias 23 e 24 de outubro.

Ainda segundo a ata, os dirigentes reiteraram que estão prontos para voltar a agir se a perspectiva de inflação assim exigir, mas ressaltaram também que é preciso avaliar os efeitos colaterais das medidas de estímulos que já foram adotadas.

No mês passado, o BCE manteve sua política monetária inalterada, após lançar um amplo pacote de novas medidas em setembro, incluindo o primeiro corte de juros desde 2016 e a retomada de seu programa de compras de ativos - conhecido como QE -, a partir do início de novembro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em ata de reunião, BCE aponta que fraqueza na zona do euro deve durar mais tempo


21/11/2019 | 10:02


A ata da última reunião de política monetária do Banco Central Europeu (BCE), publicada nesta quinta-feira, mostra que dirigentes da instituição avaliaram que o crescimento fraco da zona do euro poderá persistir por mais tempo do que estimavam há cerca de dois meses.

"Os últimos dados sugeriam que a fraqueza deveria persistir e levantou a questão sobre se ela continuará por mais tempo do que foi previsto nas projeções da equipe do BCE, divulgadas em setembro", afirma a ata, que é referente ao encontro do BCE realizado nos dias 23 e 24 de outubro.

Ainda segundo a ata, os dirigentes reiteraram que estão prontos para voltar a agir se a perspectiva de inflação assim exigir, mas ressaltaram também que é preciso avaliar os efeitos colaterais das medidas de estímulos que já foram adotadas.

No mês passado, o BCE manteve sua política monetária inalterada, após lançar um amplo pacote de novas medidas em setembro, incluindo o primeiro corte de juros desde 2016 e a retomada de seu programa de compras de ativos - conhecido como QE -, a partir do início de novembro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;