Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Abapa analisa recorde de 3 milhões de amostras de algodão na safra



20/11/2019 | 13:02


O Laboratório de Análise de Fibras da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) atingiu a marca inédita de 3 milhões de amostras analisadas em uma só safra, informou a associação, em nota divulgada nesta quarta-feira. No ano passado, 1,8 milhão de amostras foram analisadas.

As amostras passam pelos equipamentos de High Volume Instrument (HVI) e pela classificação visual. Com as máquinas de HVI, o laboratório analisa características intrínsecas observadas pelo setor têxtil na fibra de algodão, como alongamento, resistência, uniformidade e índice de fiabilidade, entre outras.

O laboratório integra o programa Standard Brasil HVI (SBRHVI), que padronizou a classificação de pluma no País. Neste ano, a associação adquiriu cinco novos equipamentos de HVI, com um investimento de R$ 8 milhões, e as máquinas já entraram em operação nesta safra para atender à demanda do setor.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Abapa analisa recorde de 3 milhões de amostras de algodão na safra


20/11/2019 | 13:02


O Laboratório de Análise de Fibras da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa) atingiu a marca inédita de 3 milhões de amostras analisadas em uma só safra, informou a associação, em nota divulgada nesta quarta-feira. No ano passado, 1,8 milhão de amostras foram analisadas.

As amostras passam pelos equipamentos de High Volume Instrument (HVI) e pela classificação visual. Com as máquinas de HVI, o laboratório analisa características intrínsecas observadas pelo setor têxtil na fibra de algodão, como alongamento, resistência, uniformidade e índice de fiabilidade, entre outras.

O laboratório integra o programa Standard Brasil HVI (SBRHVI), que padronizou a classificação de pluma no País. Neste ano, a associação adquiriu cinco novos equipamentos de HVI, com um investimento de R$ 8 milhões, e as máquinas já entraram em operação nesta safra para atender à demanda do setor.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;