Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Meghan Markle processa jornais britânicos que tentam sujar sua imagem com notícias falsas



19/11/2019 | 11:10


Meghan Markle está nos holofotes antes mesmo de se casar com príncipe Harry, quando ainda estrelava o seriado Suits. No entanto, desde o momento em que se tornou membro da família real a Duquesa de Sussex vem enfrentando diversas críticas por parte da mídia britânica e, pelo que parece, a hora de tomar providências chegou.

De acordo com a revista People, Meghan entrou com um processo judicial contra os jornais The Daily Mail e Mail on Sunday e esclareceu diversos boatos falsos e ofensivos contra ela e o marido. A duquesa e seus advogados alegam que as publicações foram feitas na intenção de retratar negativamente seu estilo de vida, como as notícias sobre as reformas feitas no lar dos duques de Sussex, a Frogmore Cottage.

Pelo que parece, os jornais afirmaram que ela e Harry teriam instalado uma banheira de hidromassagem de seis mil e 500 dólares, cerca de 27 mil reais, além de terem gasto quase 650 mil dólares, o equivalente a três milhões de reais, para tornar a casa à prova de som, construindo um estúdio de yoga, um laranjal, uma quadra de tênis e, de quebra, adicionar uma nova ala na residência - tudo com os impostos pagos pela população.

Nos documentos oficiais, a duquesa afirma que todos os itens mencionados são falsos e também sugere que os jornais, ambos pertencentes da Associated Newspaper, omitiram informações sobre a carta que ela enviou ao pai, Thomas Markle, e que ela não havia convidado a mãe, Doria Ragland, para o chá de bebê de Archie.

As partes [da carta] omitidas demonstram o cuidado de requerente por seu pai e outros, assim como a sua preocupação sobre a mídia britânica explorando seu pai, disse nos papéis entregues à corte.

Além disso, Meghan ainda diz que a carta foi impressa sem o seu consentimento e cuidadosamente alterada para criar uma imagem negativa de seu relacionamento com o pai.

Também é citada as alegações dos jornais de que Meghan não pergunta sobre a saúde de seu pai ou tenta ajudá-lo com remédios ou com dinheiro. O que não é verdade, segundo os documentos do processo, visto que Meghan tem o histórico de cuidar do bem-estar do pai e tentar encontrar soluções para qualquer problema de saúde. De quebra, a duquesa ainda falou sobre as notícias a respeito de não ter chamado o pai para seu casamento com Harry.

A duquesa também ficou ofendida com as alegações de que teria feito um chá de bebê no valor de 300 mil dólares, cerca de um milhão e 200 mil reais, e que também não havia convidado a própria mãe para a celebração;

O chá de bebê foi organizado por uma de suas melhores amigas da universidade. Os 15 convidados que estiveram presentes eram amigos próximos e [o chá] incluiu amizades duradouras, algumas que existem há mais de 20 anos.

Em uma nota para a BBC, o Mail on Sunday deixou clara sua intenção de defender o caso com vigor. O porta-voz adicionou:

- Não há nada nesse documento que mude esse posicionamento.

O caso está sendo financiado pelos próprios Harry e Meghan e, dependendo da decisão judicial, todos os ganhos por danos serão doados para uma caridade anti-bullying.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Meghan Markle processa jornais britânicos que tentam sujar sua imagem com notícias falsas


19/11/2019 | 11:10


Meghan Markle está nos holofotes antes mesmo de se casar com príncipe Harry, quando ainda estrelava o seriado Suits. No entanto, desde o momento em que se tornou membro da família real a Duquesa de Sussex vem enfrentando diversas críticas por parte da mídia britânica e, pelo que parece, a hora de tomar providências chegou.

De acordo com a revista People, Meghan entrou com um processo judicial contra os jornais The Daily Mail e Mail on Sunday e esclareceu diversos boatos falsos e ofensivos contra ela e o marido. A duquesa e seus advogados alegam que as publicações foram feitas na intenção de retratar negativamente seu estilo de vida, como as notícias sobre as reformas feitas no lar dos duques de Sussex, a Frogmore Cottage.

Pelo que parece, os jornais afirmaram que ela e Harry teriam instalado uma banheira de hidromassagem de seis mil e 500 dólares, cerca de 27 mil reais, além de terem gasto quase 650 mil dólares, o equivalente a três milhões de reais, para tornar a casa à prova de som, construindo um estúdio de yoga, um laranjal, uma quadra de tênis e, de quebra, adicionar uma nova ala na residência - tudo com os impostos pagos pela população.

Nos documentos oficiais, a duquesa afirma que todos os itens mencionados são falsos e também sugere que os jornais, ambos pertencentes da Associated Newspaper, omitiram informações sobre a carta que ela enviou ao pai, Thomas Markle, e que ela não havia convidado a mãe, Doria Ragland, para o chá de bebê de Archie.

As partes [da carta] omitidas demonstram o cuidado de requerente por seu pai e outros, assim como a sua preocupação sobre a mídia britânica explorando seu pai, disse nos papéis entregues à corte.

Além disso, Meghan ainda diz que a carta foi impressa sem o seu consentimento e cuidadosamente alterada para criar uma imagem negativa de seu relacionamento com o pai.

Também é citada as alegações dos jornais de que Meghan não pergunta sobre a saúde de seu pai ou tenta ajudá-lo com remédios ou com dinheiro. O que não é verdade, segundo os documentos do processo, visto que Meghan tem o histórico de cuidar do bem-estar do pai e tentar encontrar soluções para qualquer problema de saúde. De quebra, a duquesa ainda falou sobre as notícias a respeito de não ter chamado o pai para seu casamento com Harry.

A duquesa também ficou ofendida com as alegações de que teria feito um chá de bebê no valor de 300 mil dólares, cerca de um milhão e 200 mil reais, e que também não havia convidado a própria mãe para a celebração;

O chá de bebê foi organizado por uma de suas melhores amigas da universidade. Os 15 convidados que estiveram presentes eram amigos próximos e [o chá] incluiu amizades duradouras, algumas que existem há mais de 20 anos.

Em uma nota para a BBC, o Mail on Sunday deixou clara sua intenção de defender o caso com vigor. O porta-voz adicionou:

- Não há nada nesse documento que mude esse posicionamento.

O caso está sendo financiado pelos próprios Harry e Meghan e, dependendo da decisão judicial, todos os ganhos por danos serão doados para uma caridade anti-bullying.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;